the ultimate jazz archive: vocalists 39

posts relacionados
the ultimate jazz archive: blues

the ultimate jazz archive: boogie woogie</span>
the ultimate jazz archive: swing to bebop, modern jazz
the ultimate jazz archive: big bands
the ultimate jazz archive: vocalists


ivie anderson

Ivie Anderson (10 de julho de 1905 - 28 de dezembro de 1949) era mais conhecida por suas apresentações com a orquestra de Duke Ellington no período entre 1931 e 1942. Considerada uma das melhores cantoras da época de ouro do jazz, Ivie Anderson foi uma vocalista fluente que impressionou a muitos com a sua voz suave e clara. Mas impressionou mais Duke Ellington, geralmente, indiferente com as vocalistas. Nascida na Califórnia, quando jovem, Ivie recebeu treinamento vocal no Convento de Santa Maria e depois passou dois anos estudando com Sara Ritt, em Washington, DC. Voltando para casa, ela encontrou trabalho com o baterista e bandleader Curtis Mosby; em 1928, com o pianista, baterista e bandleader Sonny Clay, que teve um impacto incomum no desenvolvimento do jazz australiano; e brevemente com Anson Weeks, líder de uma popular banda de dança no ‘Mark Hopkins Hotel’, em Los Angeles. Ivie também encontrou trabalho no 'vaudeville', um gênero de entretenimento de variedades, viajando pelo país como dançarina e vocalista na apresentação de ‘Fanchon and Marco’ estrelado por Mamie Smith, e no ‘Shuffle Along’, o primeiro grande musical de sucesso com afro-americanos. Foi destaque como vocalista no ‘Cotton Club’, clube noturno famoso em Harlem, Nova York, que funcionou durante a Lei Seca antes de organizar seu próprio show e excursionar pelos EUA. Em 1930, ela encontrou trabalho com Earl Hines, onde Duke Ellington a ouviu cantar. Bonita e elegante, com estilo descontraído e excelente dicção foi vocalista durante 11 anos, um prazo superior de qualquer um dos outros de seus vocalistas. ‘It Don’t Mean a Thing’ foi o primeiro de seus hits com Duke Ellington e sua orquestra. Ivie se aposentou em 1942, devido à asma crônica, e abriu um restaurante em Los Angeles. Embora continuasse a cantar regularmente em casas noturnas sua condição a impedia de gravar ou excursionar em turnês extensivamente e, finalmente, a doença a levou à morte precoce.



ella fitzgerald

Ella Jane Fitzgerald (Newport News, 25 de abril de 1917 - Beverly Hills, 15 de junho de 1996) também conhecida como ‘First Lady of Song’ e ‘Lady Ella’, foi uma popular cantora com uma extensão vocal que abrangia três oitavas. Era notória pela pureza de sua tonalidade, sua dicção, fraseado e entonação impecáveis, bem como uma habilidade de improviso ‘semelhante a um instrumento de sopro’, particularmente no scat. Considerada uma das intérpretes supremas do chamado ‘Great American Songbook’, teve uma carreira que durou 59 anos, venceu 14 prêmios Grammy e recebeu a Medalha Nacional das Artes do presidente americano Ronald Reagan, bem como a Medalha Presidencial da Liberdade, do sucessor de Reagan, George H. W. Bush. Leia +...



 the andrews sisters

‘The Andrews Sisters’ foi um grupo vocal formado pelas irmãs: a contralto LaVerne Sophia Andrews (1911 - 1967), a soprano Maxene Angelyn Andrews (1916 - 1995) e a mezzo-soprano Patricia Marie (Patty) Andrews (1918). Atuando entre os anos 30 até os anos 60, foi o grupo de cantoras de maior sucesso da música norte-americana da primeira metade do século XX. Conviveram com mestres do jazz, trabalhando com as maiores big bands lideradas por Glenn Miller, Benny Goodman, Buddy Rich, Tommy Dorsey, além de trabalhar com Bing Crosby. A canção ‘Boogie Woogie Bugle Boy’ de 1941 pode ser uma antiga gravação de rhythm and blues ou jump blues, além de ser considerada uma das primeiras gravações de rock’n’roll. As irmãs e suas canções ainda influenciam hoje, artistas como Bette Midler, o trio vocal 'Puppini Sisters' e Christina Aguilera. Durante o momento em que os adolescentes estavam sendo convocados por Tio Sam para se alistar, ‘The Andrews Sisters’ era o grupo mais popular do sexo feminino. Patty, a irmã mais nova, era uma loira alta e chefiava o grupo com sua voz confiante. A irmã do meio, Maxene, era morena, cuja harmonia encantava e, finalmente, completando o trio com humor espirituoso, a mais velha, LaVerne, que além de cantar tinha olhos para a moda. A variação de gêneros aliados ao som versátil explica a longevidade do trio na indústria musical e a popularidade em todo o mundo. Elas tinham grandes sucessos em quase todos os tipos de música, desde swing até o country-western. A enorme popularidade das irmãs não ficou apenas no negócio da música. O trio também podia ser encontrado em seriados do rádio, comerciais, filmes de Hollywood e na Broadway. Nascidas em Minnesota, as três irmãs desenvolveram o amor pela música ainda crianças, cantando e imitando os cantores de sucesso da época. Algumas de suas principais influências foram 'Boswell Sisters', Ella Fitzgerald e Mel Torme. As meninas começaram a surgir quando contratadas por Larry Rich. Em 1932 pararam de excursionar com Rich, mas continuaram a cantar em feiras, shows de vaudeville e clubes. Após seis anos de vida dura na estrada tiveram o seu primeiro grande sucesso com ‘Bei Mir’ e se tornaram celebridades.



lena horne

Lena Mary Calhoun Horne (30 de junho de 1917 - 09 de maio de 2010) foi cantora, atriz, ativista dos direitos civis e dançarina. Em 1933, Lena Horne se juntou ao coro do famoso 'Cotton Club', com a idade de dezesseis anos antes de ir para Hollywood, onde teve pequenos papéis em peças e vários filmes musicais. Devido às suas opiniões políticas de esquerda Horne foi posta na lista negra e incapaz de conseguir trabalho em Hollywood. Voltando às suas raízes, Lena Horne participou da ‘Marcha sobre Washington por Empregos e Liberdade’ ou ‘A Grande Marcha sobre Washington’, como ficou conhecida; um grande comício em prol dos direitos civis e econômicos para os afro-americanos que teve lugar em Washington, DC, em 1963, onde Martin Luther King fez seu histórico ‘I Have a Dream’ discurso defendendo a harmonia racial no Memorial Lincoln durante a marcha. E Lena continuou a trabalhar como artista, tanto em casas noturnas como na televisão, enquanto lançava álbuns bem-recebidos. Ela anunciou sua aposentadoria em 1980, mas no ano seguinte estrelou o show ‘Lena Horne: The Lady and Her Music’, com mais de 300 apresentações na Broadway e que lhe valeu inúmeros prêmios e elogios. Continuou gravando e se apresentando esporadicamente na década de 90, desaparecendo dos olhos do público em 2000.




the ultimate jazz archive 39

ivie anderson
cotton



39-1: Ivie Anderson (1932-1942)
parte I    parte II

Tracklist
01. It Don't Mean A Thing 02. I've Got The World On A String 03. My Old Flame 04. Troubled Waters 05. Let's Have A Jubilee 06. Cotton 07. Truckin' 08. Isn't Love The Strangest Thing 09. Oh Babe! Maybe Someday 10. Shoe Shine Boy 11. It Was A Sad Night In Harlem 12. I've Got To Be A Rug Cutter 13. There's A Lull In My Life 14. All God's Chillun Got Rhythm 15. Alabamy Home 16. I'm Checkin' Out, Goo'm Bye 17. Killin' Myself 18. Me And You 19. Chocolate Shake 20. I Got It Bad And That Ain't Good 21. Jump For Joy 22. Rocks In My Bed 23. Hayfoot, Strawfoot

39-2: Ella Fitzgerald (1936-1940)
parte I    parte II

Tracklist
01. Organ Grinder's Swing 02. You Showed Me The Way 03. Cryin' Mood 04. Just A Simple Melody 05. Rock It For Me 06. I Want To Be Happy 07. The Dipsy Doodle 08. If Dreams Come True 09. Hallelujah! 10. A-Tisket, A-Tasket 11. I'm Just A Jitterbug 12. I Found My Yellow Basket 13. Undecided 14. 'Taint' What You Do 15. Don't Worry 'Bout Me 16. Stairway To The Stars 17. Deedle-De-Dum 18. Five O'Clock Whistle

39-3: The Andrews Sisters (período não informado)
parte I    parte II

Tracklist
01. Bei Mir Bist Du Schon 02. Beer Barrel Polka 03. Boogie Woogie Bugle Boy 04. Beat Me Daddy, Eight To The Bar 05. Near You 06. Rumors Are Flying 07. Bounce Me Brother With A Solid Four 08. Don't Sit Under The Apple Tree 09. Gimme Some Skin, My Friend 10. Ac-Cent-Tchu-Ate The Positive 11. Rhumboogie 12. Money Is The Root Of All Evil 13. Straighten Up And Fly Right 14. Shoo, Shoo Baby 15. Rum And Coca Cola 16. I Can Dream, Can't I

39-4: Lena Horne (1936-1944)
parte I    parte II

Tracklist
01. That's What Love Did To Me 02. You're My Thrill 03. The Captain And His Men 04. Good-For-Nothin' Joe 05. Haunted Town 06. St. Louis Blues 07. Careless Love 08. Aunt Hagar's Blues 09. Beale Street Blues 10. Love Me A Little Little 11. Don't Take Your Love From Me 12. Out Of Nowhere 13. Prisoner Of Love 14. As Long As I Live 15. I'll Wind 16. Stormy Weather 17. The Man I Love 18. Where Or When 19. Mad About The Boy 20. I Gotta Right To Sing The Blues 21. Moanin' Low 22. One For My Baby 23. I Didn't Know About You



</span>
publicado por mara* às 04:34 | link do post | comentar