zizi possi

zizi possiMaria Izildinha Possi, ou Zizi Possi, nasceu em São Paulo, no bairro do Brás, reduto de imigrantes italianos. Desde pequena estudou piano e canto, por dois anos estudou composição e regência na cidade de Salvador para onde mudou com dezessete anos, mas abandonou o curso para fazer teatro e dedicou-se a um projeto da prefeitura de Salvador trabalhando como musicóloga para crianças, filhos de prostitutas no Pelourinho. Indo para o Rio de Janeiro, Zizi assinou contrato com uma gravadora e o primeiro LP gravado foi ‘Flor do Mal’ em 1978 e o primeiro sucesso foi a canção ‘Pedaço de mim’ de Chico Buarque, que também dá título ao segundo álbum, datado de 1979, onde uma canção se destacaria: ‘Nunca’ de Lupicínio Rodrigues.

No início da década de 80, Zizi recebeu muitas críticas negativas, pois, partiu para uma linha comercial, principalmente com canções para telenovelas. Em 1983, Zizi integrou o seleto grupo de intérpretes que viajou o país com o espetáculo ‘O grande circo místico’, um dos maiores e mais completos espetáculos teatrais que conta a história de amor entre um aristocrata e uma acrobata e a saga da família austríaca proprietária do ‘Grande Circo Knie’ que vagava pelo mundo nas primeiras décadas do século XX. Em 1989 lançou ‘Estrebucha Baby’, recebido com frieza foi um fracasso por se afastar do padrão comercial. ‘Sobre todas as coisas’ lançado em 1991, teve vendagem surpreendente e foi muito elogiado pela crítica especializada. ‘Valsa Brasileira’ lançado em 1993 e ‘Mais simples’ de 1996 seguiram o mesmo caminho. Em 1997 lançou ‘Per amore’ a primeira produção totalmente em língua estrangeira, com clássicos da música italiana e em 1998, o segundo álbum: ‘Passione’. Em 2001 a fórmula dá sinais de cansaço e Zizi lança ‘Bossa’ com canções nacionais e internacionais. O disco foi um fracasso, por isso e em decorrência de problemas pessoais, Zizi entrou em depressão que durou três anos. O seu retorno se dá em 2005 com o lançamento do ‘Para inglês ver e ouvir’ que contém clássicos da música internacional.

Lupicinio RodriguesA canção ‘Nunca’ que também se destacou na voz de Zizi Possi, é de Lupícínio Rodrigues, gaúcho de Porto Alegre, compôs marchinhas de carnaval e sambas-canção, que expressam muito sentimento e melancolia por um amor perdido. Foi o inventor do termo ‘dor-de-cotovelo’, prática daqueles que cravam o cotovelo na mesa de um bar, pedem um uísque duplo e choram o amor perdido. Constantemente abandonado pelas mulheres que nunca entenderam a sua paixão pela boemia, Lupe como era chamado, buscou em sua própria vida a inspiração para suas canções, onde o amor, o desamor, a traição, o desejo de vingança, o ódio e a paixão desenfreada andavam sempre juntos. Ninguém soube, como ele, cantar a dor e a desilusão de forma tão genial.

zizi possi - nunca


    

Pedaço de mim (1979)    |    Sobre todas as coisas (1991)

Pedaço de mim
01. Fruto maduro 02. Acordei 03. Morena dos olhos d'água 04. Ave 05. Luz e mistério 06. Pedaço de mim 07. Nunca 08. Alma caiada 09. Dança infernal 10. Choro das águas 11. Vontade de ninguém 12. Recreio 13. Chuva princesa

Sobre todas as coisas
01. Abertura 02. Sentimental demais 03. Gato gaiato 04. Corsário 05. Alvorada 06. Sobre todas as coisas 07. Barato total 08. Isla para dos 09. Rebento 10. A paz 11. O que é o que é 12. Menino de Braçanã

zizi possi - Bossa (2001)    zizi possi - Para inglês ver..

Bossa (2001)    |    Para inglês ver...e ouvir (2005)

Bossa
01. Preciso dizer que te amo 02. Yesterday 03. Sabrás que te quiero 04. Qualquer hora 05. Capim 06. Caminhos cruzados 07. Yo tengo un pecado nuevo 08. Eu só sei amar assim 09. Haja o que houver 10. So many stars 11. Preciso aprender a ser só 12. Preciso dizer que te amo

Para inglês ver...e ouvir
01. Fly me to the moon 02. Moon river 03. The very thought of you 04. Dream a little dream of me 05. Do you wanna dance 06. I don´t wanna talk about it 07. Redemption song 08. Ruby 09. You don´t know me 10. Love for Sale 11. Come Together 12. Unchain my heart 13. Love of my Life/ Folden slumbers

tags:
publicado por mara* às 08:16 | link do post | comentar