the ultimate jazz archive: big band 34

posts relacionados
the ultimate jazz archive: blues

the ultimate jazz archive: boogie woogie</span>
the ultimate jazz archive: swing to bebop, modern jazz
the ultimate jazz archive: big bands
the ultimate jazz archive: vocalists


benny goodman

Benny Goodman (1909 - 1986) ), nascido Benjamin David Goodman, clarinetista e bandleader ficou conhecido como ‘O Rei do Swing’, ‘Patriarca da Clarineta’, ‘O Professor’ e ‘Mestre do Swing’. Benny começou seus estudos musicais na sinagoga, filho de um alfaiate e sua família tinha poucos recursos. Menino prodígio, fez sua primeira apresentação aos 12 anos, e logo passou a tocar com músicos profissionais. Goodman estudou clarineta desde cedo, tendo formação musical clássica na época em que Chicago entrava na era do jazz. Vindo de New Orleans em 1926, aos 16 anos, juntou-se à banda do baterista Ben Pollack, fundada dois anos antes, e com ela fez seu primeiro disco. No início dos anos 30, gravou com diversos grupos de jazz até formar a sua própria orquestra, em 1934, que se tornou famosa depois de ser divulgada em um programa de rádio. Sua fama correu o mundo, iniciando a era do swing, que se estenderia por dez anos e foi reconhecido como ‘o rei do swing’ e o mais genial clarinetista de todos os tempos. Sua orquestra foi o primeiro grupo de jazz a se apresentar em público integrando músicos brancos e negros. Em 1938, Benny Goodman e sua orquestra foram consagrados no histórico concerto realizado e gravado no Carnegie Hall de Nova York. Nos anos 30 e 40, Goodman ajudou a projetar grandes solistas. Após 1945, Goodman limitou-se a tocar em grupos pequenos, além de ter atuado em orquestras clássicas como solista. Em 1962, a sua orquestra foi a primeira jazz band norte-americana a visitar a União Soviética. E sua clarineta e sua orquestra foram requisitadas pelo cinema em vários filmes. Por motivo de doença, de 1970 a 1985 fez um intervalo em sua atividade artística. Sua volta se deu no Kool Jazz Festival de Nova York, vindo a falecer pouco depois. Leia +...



tommy dorsey

Tommy Dorsey (1905 - 1956), nascido Thomas Francis Dorsey Jr. foi trombonista, trompetista, compositor e maestro. Embora fosse classificado em grau de impostância, depois de Benny Goodman, Artie Shaw, Glenn Miller ou James Harry, Tommy Dorsey foi um bandleader popular da era do swing, no período entre 1935 e 1945. Seu modo de tocar trombone notavelmente melódico era o som característico de sua orquestra, doce com uma mistura de baladas e canções suaves. Ele forneceu a base para vocalistas como Frank Sinatra e empregou arranjadores inventivos. Foi também o artista que mais vendeu na história da RCA Victor Records, até a chegada de Elvis Presley. Segundo filho de Thomas Francis Dorsey, professor de música e diretor de banda, Tommy e seu irmão Jimmy receberam instrução musical de seu pai. Tommy tocava trombone, embora ele também tocasse trompete, especialmente no início de sua carreira. Durante a década de 20, os irmãos se apresentavam com uma série de grupos locais, incluindo as orquestras lideradas por Jean Goldkette e Paul Whiteman, antes de formarem sua própria banda, a ‘Dorsey's Novelty Six’, em 1920. Em 1922, tocavam em parques de diversões de Baltimore e fizeram a estréia no rádio como ‘Dorsey's Wild Canaries’. Em 1927, começaram a gravar como ‘The Dorsey Brothers Orchestra’ e chegaram pela primeira vez às paradas com ‘Coquette’, em 1928. Em 1929, foi com ‘Let's Do It (Let's Fall in Love)’ que contou com Bing Crosby nos vocais. E em 1935 contrataram Bob Crosby, irmão mais novo de Bing. A relação dos irmãos Dorsey sempre foi volátil, e com relação ao swing, discordaram, e Tommy deixou a banda. Jimmy continuou a liderar a banda e passou a ter um sucesso considerável. Mas, enquanto os irmãos tropeçavam, Benny Goodman alcançou sucesso nacional e foi apelidado de ‘o Rei do Swing’. Tommy Dorsey assumiu os remanescentes da banda de Joe Haymes assinou com a ‘RCA Victor Records’, e teve sucesso imediato com a vocalista Edythe Wright e foi ainda mais bem sucedido em 1937. Ganhou sua própria série de rádio, que durou quase três anos. Não obstante o seu sucesso comercial fez importantes mudanças em sua banda no final de 1939, particularmente em seus vocalistas. Jack Leonard deixou a banda e Tommy Dorsey contratou Frank Sinatra. A cantora Edythe Wright também partiu, substituída por Connie Haines. E o sucesso continuou. Mas, continuou em segundo lugar, atrás de Glenn Miller, como artista top. E caiu para terceiro, atrás de Miller e de seu irmão Jimmy, em 1941. O ano de 1942 foi desafiador para Tommy Dorsey: os EUA entraram na Segunda Guerra Mundial o que colocou pressão sobre as grandes bandas particularmente em termos de mudança pessoal e dificuldades de viagens; a Federação Americana de Músicos convocou uma greve que impediu a entrada de músicos nos estúdios de gravação; e Frank Sinatra deixou a banda para lançar carreira solo. Enquanto isso, Tommy Dorsey virou-se com papéis no cinema para manter-se ativo, aparecendo em três filmes lançados em 1943. Permaneceu em Hollywood e com o fim da greve dos músicos voltou aos estúdios de gravação. Com o declínio das grandes bandas Tommy Dorsey reorganizou a sua e continuou em filmes e nas paradas. Em 1953, Jimmy Dorsey terminou com a sua banda e se juntou a orquestra de seu irmão como atração principal e foi novamente anunciada como sendo ‘Dorsey Brothers Orchestra’. Sedado por pílulas para dormir após uma refeição pesada, Dorsey acidentalmente sufocou até a morte com a idade de 51 anos. Seu irmão continuou com a banda, mas morreu em 1957. No entanto, a orquestra continuou a gravar e se apresentar, sob a direção de Warren Covington. Apelidado como ‘o cavalheiro sentimental de swing’, Tommy Dorsey liderou com sucesso uma orquestra classificada entre as melhores dos EUA na era do swing.



harry james

Harry James (1916 - 1983), nascido Harry Haag James, foi maestro e um dos trompetistas mais populares da era das big bands. Filho de artistas circenses, James aprendeu a tocar trompete aos oito; quando tinha doze anos, passou a reger uma das bandas do circo. Na adolescência, tocou com várias orquestras, incluindo a de Ben Pollack, em1935. Em 1936, tornou-se membro da orquestra de Benny Goodman onde se juntou com os trompetistas Ziggy Elman e Chris Griffin para formar o ‘powerhouse trio’, um das sessões de trompete mais célebres da história do jazz. James era o solista principal e ficou famoso com seus solos em canções como ‘Ridin' High’, ‘Sing, Sing, Sing’ e ‘One o'Clock Jump’. Ele também compôs e fez o arranjo de ‘Life Goes to a Party’, considerada um dos melhores números de swing da orquestra de Goodman. O estilo de James era ousado e intenso. O período em que tocou na orquestra de Goodman e nas bandas de estúdio, com membros da orquestra de Count Basie, que ele regeu durante o fim dos anos 30, são os melhores exemplos de seu primeiro estilo de jazz. James criou a sua própria banda em 1939. E o mais notável da orquestra foi Frank Sinatra que cantou com a banda por seis meses. Sua gravação de ‘All or Nothing at All’ foi um fracasso no lançamento, mas vendeu milhões quando relançada, em 1943. O momento decisivo para James foi em 1941 com a canção-tema de sua banda ‘Music Makers’. No mesmo ano, fez um sucesso ainda maior com uma versão instrumental de ‘You Made Me Love You’, o qual o estabeleceu como um dos maiores maestros da época. Vocalistas populares contribuíram para o sucesso da banda durante esse período. James era tão popular no início da década de 40 que sua gravadora chegou a ser incapaz de prensar seus discos para cobrir a demanda. A fama de James aumentou quando ele casou com a estrela do cinema Betty Grable, em 1943. E também apareceu em vários filmes e em trilhas sonoras. Apesar das baladas e arranjos comerciais ele permaneceu essencialmente como um músico de jazz. Uma vez estabelecido seu sucesso, ele gradualmente retornou às suas raízes jazzísticas no fim dos anos 40. No início dos anos 50, sua banda era como a oquestra de Count Basie, e arranjadores notáveis criavam arranjos para ambas as bandas. Turnês extensas e várias sessões de gravação marcaram as duas décadas. Longos compromissos nos hotéis e cassinos de Las Vegas com várias turnês nacionais e internacionais. Harry James faleceu em decorrência de um linfoma aos 67 anos.



earl fatha hines

Earl ‘Fatha’ Hines (1903 - 1983), nascido Earl Kenneth Hines, foi compositor, líder de bandas e um dos mais importantes pianistas da história do Jazz. Earl Hines nasceu na Pensilvânia e seu pai era cornetista e chefe da banda ‘Pittsburgh's Eureka Brass Band’; e foi criado por sua madrasta, que era organista da igreja. Sua irmã Nancy e seu irmão Boots também tocavam órgão e piano, respectivamente. Inicialmente, Hines tentou seguir a carreira do pai, tocando trompete mas logo trocou pelo piano. Aprendeu os clássicos, mas sua paixão eram as músicas populares que ele ouvia nos teatros. Com quinze anos, Hines formou a sua primeira banda, um trio que incluía um violinista e um baterista. Em 1922, Hines saiu de casa para tocar com o saxofonista Lois Deppe & His Serenaders, no clube nocturno Liederhaus, de Pittsburgh. Recebia 15 dólares por semana, e duas refeições por dia. As primeiras gravações vieram em 1923. Das quatro que gravou, uma era de sua autoria, ‘Congaine’, ao estilo do foxtrot. Tempo depois gravou novamente, com Deppe, desta vez músicas espirituais e populares. Em 1924, mudou-se para Chicago, a capital do jazz, onde tocavam Jelly Roll Morton, King Oliver e Benny Goodman. Toca piano em várias bandas e conhece Louis Armstrong e, juntamente com Zutty Singleton, tocam no Sunset Café. Em 1927, esta torna-se a banda de Louis Armstrong, e Hines o seu diretor. E Armstrong percebe o estilo avant garde, - um sub-género do jazz, muito em voga nos anos 60, caracterizado pela improvisação - de Hine ao tocar piano como um trompete, recorrendo ao uso de oitavas para que o seu piano pudesse ser mais facilmente ouvido. Nesse ano mesmo ano, Armstrong renova contrato da sua banda ‘Louis Armstrong's Hot Five’, com a gravadora e susbtitui a sua esposa Lil Hardin Armstrong no piano, por Hines. Em 1928, gravam, o que alguns críticos consideram como um dos melhores trabalhos de jazz, ‘Weatherbird’, um dueto de trompete e piano. E Hines gravará algumas das suas principais obras.

Neste mesmo ano, no seu 25º aniversário, Hines lidera a sua própria banda. Foi no clube de Al Capone, o Grand Terrace Ballroom, que se estreou como líder de banda e, durante onze anos, a sua banda foi a principal do clube de Capone. No período que trabalhou no Grand Terrace, a sua ‘The Earl Hines Orchestra’ foi a banda mais ouvida na rádio, nos EUA. Pela sua banda passaram Nat King Cole, que o substituía no piano, Dizzy Gillespie, Sarah Vaughan e Charlie Parker, nas suas primeira aparições e foi logo despedido por chegar habitualmente, atrasado ao trabalho. Na primeira metade da década 40, deu-se a origem do bebop, através das jam sessions, que os membros da banda de Hines efetuavam pela madrugada. Earl Hines liderou a sua banda até 1947, quando passou, temporariamente, a liderar a banda de Duke Ellington, enquanto este se encontrava doente. O tempo das grandes bandas e orquestras, encontrava-se no fim. E o pós-guerra trouxe tempos difíceis e, em 1948, Hines é obrigado a terminar a sua banda. Entre 1949 e 1951, Hines e Armstrong estão juntos novamente na banda deste último, a ‘All Stars’, e fazem vários espetáculos na Europa. No entanto, Hines ocupava um lugar secundário, não se mostrando satisfeito volta à liderança de pequenos grupos e apresenta-se em vários concertos pelos Eua e Europa. No início dos anos 60, Hines é um músico esquecido, mas graças ao seu amigo Stanley Dance, escritor de jazz, é ‘redescoberto’. Após alguns recitais de piano em Nova Iorque fica em primeiro lugar no ‘Hall of Fame’, da revista ‘Down Beat’, sendo premiado pela crítica internacional. A revista também o elegeu o melhor pianista de jazz em 1966, sendo eleito mais cinco vezes. No mesmo ano, Earl Hines junta-se ao departamento do estado dedicado ao jazz, e viaja até à Uniáo Soviética, como Embaixador da Boa-Vonatade. Earl Hines morreu uma semana depois do seu último concerto aos 77 anos, de ataque cardíaco. Na lápide do seu túmulo, está escrito ‘He Enriched The World With His Music’.




the ultimate jazz archive 34

one o'clock jump
harry james



34-1: Benny Goodman (1935-1939)
parte I    parte II

Tracklist
01. King Porter Stomp 02. Goodbye 03. If I Could Be With You (One Hour Tonight) 04. Goody Moody 05. Stompin' At The Savoy 06. Christopher Columbus 07. Down South Camp Meeting 08. Bugle Call Rag 09. He Ain't Got Rhythm 10. I Want To Be Happy 11. Sing, Sing, Sing 12. Roll 'Em 13. Sugar Foot Stomp 14. St. Louis Blues 15. Don't Be That Way 16. One O'Clock Jump 17. Smoke House Rhythm 18. Topsy 19. The Kingdom Of Swing

34-2: Tommy Dorsey (1935-1938)
parte I    parte II

Tracklist
01. Weary Blues 02. Royal Garden Blues 03. Tea On The Terrace 04. I'm In A Dancing Mood 05. Keepin' Out Of Mischief Now 06. Jamboree 07. Mr. Ghost Goes To Town 08. Lookin' Around Corners For You 09. Who'll Buy My Violets? 10. On A Little Bamboo Bridge 11. Melody In F 12. Song Of India 13. Marie 14. In A Little Hula Heaven 15. I'll Dream My Way To Heaven 16. Liebestraum 17. Mendelssohn's Spring Song 18. The Sheik Of Araby 19. Boogie Woogie 20. Hawaiian War Chant

34-3: Harry James (1937-1939)
parte I    parte II

Tracklist
01. Jubilee 02. When We're Alone 03. (I Can Dream) Can't I ? 04. Life Goes To A Party 05. Texas Chatter 06. Song Of The Wanderer (Where Shalli Go?) 07. It's The Dreamer In Me 08. One O'clock Jump 09. Out Of Nowhere 10. Wrap Your Troubles In Dreams (And Dream Your Troubles Away) 11. Lullaby In Rhythm 12. Little White Lies 13. Boo - Woo 14. Woo - Woo 15. Home James 16. Jesse 17. Ciribiribin 18. Sweet Georgia Brown 19. Blame It On My Last Affair 20. Love's A Necessary Thing 21. 'taint What You Do (It's The Way That Cha Do It) 22. Two O'clock Jump

34-4: Earl 'Fatha' Hines (1937-1946)
parte I    parte II

Tracklist
01. Rhythm Sundae 02. Pianology 03. Piano Man 04. Tantalizing A Cuban 05. G.T. Stomp 06. Lightly And Politely 07. Boogie Woogie On St. Louis Blues 08. Deep Forest 09. Number 19 10. Call me Happy 11. Easy Rhythm 12. Comin' In Home 13. Up Jumped The Devil 14. Jersey Bounce 15. South Side 16. Windy City Jive 17. Swingin' On C 18. The Father Jumps 19. The Earl 20. Blue Keys



</span>
publicado por mara* às 10:56 | link do post | comentar