ABC of the blues 30: roy milton & amos milburn

posts relacionados
ABC of the blues

roy miltonRoy Milton (1907-1983) foi cantor, baterista e bandleader de ‘rhythm and blues’. Neto de uma Chickasaw, ele nasceu e cresceu em uma reserva indígena em Wynnewood, Oklahoma, antes de se mudar para Tulsa. Juntou-se à banda do trombonista e pianista Ernie Fields no final de 1920, como cantor e, mais tarde, como baterista. Mudou-se para Los Angeles, Califórnia em 1933, onde formou sua própria banda, o ‘Solid Senders’, com Camille Howard no piano, apresentando-se em clubes e começou a gravar na década de 40. Seu primeiro lançamento foi ‘Milton's Boogie’. Sua grande chance veio em 1946, quando seu ‘R.M. Blues’ se tornou um hit, atingindo o segundo lugar na parada 'Billboard' de 'rhythm and blues’ e vigésimo na parada pop. Seu sucesso ajudou a gravadora ‘Specialty Records’ de Art Rupe, um dos seus principais produtores musicais. Milton e sua banda tornaram-se uma grande atração, e ele continuou a gravar com sucesso através do final dos anos 40 e início dos anos 50. Ele deixou a gravadora em 1955, mas os lançamentos em outros rótulos não tiveram o mesmo sucesso, devido ao rock’n’roll que veio com força total. No entanto, o baterista permaneceu ativo, emocionando a multidão no Festival de Jazz de Monterey em 1970, como parte da banda do pianista, vibrafonista, baterista, cantor e compositor de ‘rhythm and blues’, Johnny Otis.

amos milburnAmos Milburn (1927-1980) foi cantor e pianista de 'rhythm and blues', e muito popular durante os anos 40 e 50. O pianista texano de 'boogie-woogie' foi importante para o blues nos anos imediatamente após a Segunda Guerra Mundial. Suas canções eram admiradas pelos colegas músicos, tais como os pianistas Little Willie Littlefield, Floyd Dixon e seu principal discípulo, Fats Domino. Ele é reconhecido, por muitos, como uma das figuras mais importantes do blues moderno e é considerado um precursor do rock’n’roll. Amos Milburn nasceu e morreu em Houston, Texas. Com cinco anos Milburn estava tocando piano. Alistou-se na Marinha dos Estados Unidos quando tinha quinze anos e recebeu medalhas ao participar da batalha nas Filipinas, antes de voltar para Houston e organizar uma banda e tocar nos clubes com músicos de jazz e blues. Em 1946 atraiu a atenção dos que organizaram uma sessão de gravação para a ‘Aladdin Records’ em Los Angeles, Califórnia. O relacionamento de Milburn com a gravadora durou oito anos e produziu mais de 75 canções.

Sua versão cover do blues ‘Down the Road a Piece’ foi semelhante em muitos aspectos, ao rock’n’roll. No entanto, nenhuma se tornou popular até 1949, quando ‘Hold Me Baby’ e ‘Chicken Shack Boogie’ foram as mais vendidas segundo uma pesquisa da ‘Billboard’. E Amos Milburn se tornou um dos principais intérpretes associados à Central Avenue, principal rua de Los Angeles. Ele também era um artista popular em suas turnês, e foi premiado pelas revistas ‘Beat Down’, dedicada ao jazz e ao blues, e pela ‘Billboard’, especializada em 'rhythm and blues' e pop. Entre as suas mais conhecidas canções está ‘One Scotch, One Bourbon, One Beer’. E em 1950, ‘Bad, Bad, Whiskey’ atingiu o topo das paradas. A partir daí gravou uma série de canções sobre bebidas, nenhuma escrita por Milburn, mas pelo compositor Rudy Toombs. No entanto, não há qualquer evidência de que Milburn fosse alcóolatra.

Milburn continuou gravando canções de sucesso até 1952 e se apresentando em turnês pelo país e tocando em clubes. Enquanto em turnês pelos EUA anunciou que iria desmantelar a sua banda e continuar como solo. Após três anos de desempenho individual voltou para Houston em 1956 a reformou a sua banda. Ele tentou retomar o sucesso comercial com alguns lançamentos, mas seu tempo já havia passado. Mesmo assim, Milburn, em 1960, gravou o sucesso ‘Please Come Home for Christmas’. Em 1962, o produtor musical e fundador da gravadora ‘Motown’, Berry Gordy, emitiu um álbum de seus antigos sucessos onde Stevie Wonder tocou gaita nas sessões. Ao longo dos anos seguintes, Milburn teria sucessos variados, mas nenhum de seus hits seria o sucesso de suas gravações anteriores. Sua saúde se deteriorou e em 1970 ele sofreu o primeiro de uma série de derrames. Em 1972, Amos Milburn gravou um álbum com Johnny Otis depois de ter sido incapacitado por um derrame, tanto que Otis tocou as partes da mão esquerda no piano. Seu segundo derrame resultou na amputação de uma perna por causa de problemas circulatórios. Ele morreu logo depois com 52 anos.


Tracklist
01. Roy Milton - Cryin' and Singin' the Blues
02. Roy Milton - I Want a Little Girl
03. Roy Milton - My Blue Heaven
04. Roy Milton - 'Taint Me
05. Roy Milton - Groovy Blues
06. Roy Milton - Waking Up Blues
07. Roy Milton - Sympathetic Blues
08. Roy Milton - Playboy Blues
09. Roy Milton - Rhythm Cocktail
10. Roy Milton - Bye Bye Blues
11. Amos Milburn - Chicken Shack Boogie
12. Amos Milburn - I'm Still a Fool for You
13. Amos Milburn - All Is Well
14. Amos Milburn - My Happiness Depends on You
15. Amos Milburn - I Know You Love Me
16. Amos Milburn - One Scotch, One Bourbon, One Beer
17. Amos Milburn - Bad Bad Whiskey
18. Amos Milburn - Let's Have a Party
19. Amos Milburn - Down the Road Apiece
20. Amos Milburn - Trouble in Mind



roy milton - bye bye blues

ABC of the blues volume 30
parte I    parte II



publicado por mara* às 09:46 | link do post | comentar