harold and maude

 harold & maude movieUm dos filmes mais marcantes dos anos 70 foi ‘Harold and Maude’ (no Brasil ‘Ensina-me a Viver ‘). Um cult escrito por Colin Higgins e dirigido por Hal Ashby e lançado em 1971. Apesar de ter sido um fracasso comercial na sua versão original, e morna a recepção da crítica, em 1997, foi selecionado para preservação no ‘National Film Registry’ da Biblioteca do Congresso dos EUA como sendo cultural e historicamente significativo. Na época, eu adolescente, Ruth Gordon, no papel principal, enquanto chocou alguns, encantou-me com seu amor nada ortodoxo. Com uma visão particular, Maude, de 79 anos, é excêntrica, impulsiva e desapegada da vida, enquanto Harold, interpretado por Bud Cort, de 19 anos, é um jovem alienado com uma visão sombria e sem perspectiva. Maude mora em um vagão abandonado, é adepta da filosofia hedonista, usa os cabelos trançados como uma coroa e é uma péssima motorista que gosta de ouvir música e acredita em viver cada dia como se fosse o último. Durante todo o filme, a diferença de idade entre Harold e Maude é mostrada de uma forma abstrata. O filme não revela nada sobre a sua tatuagem, que nos leva a crer ser de um campo de concentração nazista. O pano de fundo é a Guerra do Vietnã, personificada por Harold, que é parte de uma sociedade em que ele não tem qualquer importância, enquanto Maude é parte da geração que sobreviveu ao holocausto e vive uma vida rica em significados.

Harold um menino pálido que se torna mais bronzeado assim que o filme avança, almeja a interação humana, mas é sufocado por uma mãe controladora e materialista. Ele dirige um carro fúnebre, frequenta funerais de pessoas que não conhece e simula suicídios. Maude também visita funerais, mas a diferença é que, enquanto Harold é obcecado pela morte, ela é fascinada pelo ciclo da vida. Harold encontra Maude num desses funerais e uma sólida amizade nasce entre eles. Maude lentamente mostra a Harold os prazeres da música e da arte e de se viver o momento e fazer o que se quer. Depois de rejeitar três tentativas da mãe de fazê-lo casar-se com moças de sua preferência, os apelos do seu tio Victor em direção ao exército e de cometer quinze falsos suicídios, Harold, com seu carro fúnebre e suas idéias negativistas, anuncia que vai casar-se com Maude. Entretanto, no seu aniversário de 80 anos, Maude tem uma surpresa para Harold que vai mudar sua vida para sempre, ela revela que tomou veneno e estará morta por volta de meia-noite e reafirma a sua firme convicção de que 80 anos é a idade adequada para morrer. ‘Harold and Maude’ é um belíssimo filme, poético e com forte teor psicológico entremeado com humor negro e uma história sobre a vida. Bud Cort e Ruth Gordon foram ambos premiados. Bud Cort faleceu em 1988, de cancro no fígado, aos 59 anos. Bud Cort não morreu, em 1979, ele quase foi morto em um acidente de carro onde sofreu um traumatismo craniano grave, laceração facial, a perda de vários dentes e um braço e perna quebrados. Ele sobreviveu, mas devido às necessidades médicas de seu acidente, ele suportou anos de cirurgia plástica e fisioterapia, e viu sua carreira que estava florescendo escapar. Ruth Gordon tinha 75 anos quando desempenhou o papel de Maude e faleceu de ataque cardíaco em 1985, com 88 anos. A trilha sonora é toda composta por canções retiradas de dois álbuns de 1970 de Cat Stevens, que também aparece numa cena, no melhor momento de sua carreira. As duas únicas compostas expressamente para o filme foram ‘Don’t Be Shy’ e ‘If You Want To Sing Out, Sing Out’ que Harold, no final do filme, dedilha no banjo que Maude lhe deu de presente.

 cat stevensYusuf Islam, anteriormente conhecido pelo nome artístico de Cat Stevens é um ex-cantor e compositor britânico. Seu nome completo é Stephen Demetre Georgiou. Seu pai é de origem grego-cipriota e sua mãe, de origem sueca. Vendeu 40 milhões de álbuns, principalmente entre as décadas 1960 e 1970. Cat Stevens converteu-se ao Islã e abandonou a música em 1978, após a sua segunda experiência próxima à morte. Em 1975, pouco depois do lançamento do disco ‘Numbers’, quase se afogou enquanto estava na praia. Desde então passou a se dedicar a atividades beneficentes e educacionais em prol da religião. Toma muito cuidado quanto ao uso de suas músicas. Muitas delas dissertam a respeito de temas de sua vida anterior à conversão, e Stevens não quer mais ser associado a eles. Não surpreende que nunca tenha permitido que qualquer de suas canções fosse usada em comerciais de televisão. Apesar de estar afastado da indústria musical, os trabalhos anteriores como Cat Stevens continuam vendendo uma média de 1,5 milhão de discos por ano.

Criou seu próprio selo fonográfico, a ‘Ya Records’, pelo qual já produziu dez discos de música religiosa e espiritual. Fundou três escolas muçulmanas em Londres e uma organização sem fins lucrativos, ‘Small Kindness’, reconhecida pela ONU e através da qual presta ajuda aos órfãos de conflitos como Bósnia, Kosovo e Iraque. Em 2004, o departamento de segurança interna dos EUA impediu a entrada dele no país, após incluí-lo na lista de vigilância por atividades provavelmente relacionadas ao terrorismo. Em 2005 ele lançou ‘Indian Ocean’, com o objetivo de ajudar os órfãos na Indonésia afetada pelo tsunami em 2004. Em 2006, anunciou a sua volta à música pop, com o disco ‘An Other Cup’.

cat stevens - don't be shy


Depois de 37 anos, para os fãs que queriam uma verdadeira trilha sonora do filme, com as palavras ‘Harold’, ‘Maude’ e ‘Soundtrack’ estampados na capa, foi lançada essa edição limitada com apenas 2.500 unidades. O autor deste projeto foi Cameron Crowe, um colecionador de trilhas sonoras e também escritor, diretor e produtor que foi ajudado pela sua própria editora, a ‘Vinyl Film Records’, e também pela ‘Paramount’, que produziu o filme e também contou com a ajuda de Yusuf Islam, o ex-Cat Stevens. O seu interior apresenta uma série de imagens relacionadas com o filme além de um catálogo com 36 páginas, recheado de fotografias originais e com histórias, depoimentos e curiosidades como, por exemplo, a de Elton John ter sido convidado para o papel principal.

soundtrack - harold and maude (2007)

Harold and Maude (2007)
CD 1    CD 2    CD bônus

Tracklist CD 1
01. Don’t Be Shy 02. On The Road To Find Out 03. I Wish, I Wish 04. Miles From Nowhere 05. Tea For The Tillerman 06. I Think I See The Light

Tracklist CD 2
01. Where Do The Children Play? 02. If You Want To Sing Out, Sing Out 03. If You Want To Sing Out, Sing Out (banjo instrumental) 04. Trouble 05. Don’t Be Shy (alternate version) 06. If You Want To Sing Out, Sing Out (instrumental version)

Tracklist CD Bônus
01. Don’t Be Shy (demo version) 02. If You want To Sing Out, Sing Out (alternate version)

publicado por mara* às 17:15 | link do post | comentar