the ultimate jazz archive: big band 37

posts relacionados
the ultimate jazz archive: blues

the ultimate jazz archive: boogie woogie</span>
the ultimate jazz archive: swing to bebop, modern jazz
the ultimate jazz archive: big bands
the ultimate jazz archive: vocalists


duke ellington

Duke Ellington (Washington, 29 de abril de 1899 - Nova Iorque, 24 de maio de 1974) nascido Edward Kennedy Ellington foi pianista, maestro, compositor e líder de big band. Um dos artistas musicais mais completos de uma obra com mais de 3 mil músicas escritas. Sua formação foi a dos pianistas de ragtime. Dirigiu orquestras e fez arranjos de obras dos grandes clássicos, como Mozart, Schubert, Bach, e Brahms. Mas o jazz foi sua paixão. Não mudou o seu estilo, embora tenha visto nascer o bebop, o free, e o jazz-rock. ‘A orquestra é meu instrumento’, costumava dizer. Nos anos 20, mudou-se para Nova York, onde viveu sua fase mais importante. Formou seu primeiro conjunto em 1922, um quinteto com o baterista Sonny Greer e o saxofonista Otto Hardwicke. Mas, eram tempos difíceis, em sua biografia conta que ele e seus quatro músicos dividiram uma salsicha como jantar. Ellington criou o ‘jungle style’, quando os metais da orquestra tocam com força e expressão, dando um efeito de selvageria às composições. Quando Ellington tocava no Cotton Club, de 1927 a 1932, acompanhando cantores e bailarinos, as composições em ‘jungle style’ levantavam a audiência para dançar. Boa parte de suas mais famosas composições foi construída a partir de melodias improvisadas pelos seus músicos. O apelido Duke se deve à pose nobre e ao fato de estar sempre bem vestido. Apenas as olheiras enormes destoavam, resultado do hábito de dormir o mínimo necessário. Tinha medo de que sonhar lhe retirasse algumas idéias que usaria em canções. Aos 75 anos foi hospitalizado com câncer e seu estado de saúde se agravou, falecendo um mês depois. Leia +...



woody herman

Woody Herman (Milwaukee, 16 de maio de 1913 – Hollywood, 29 de outubro de 1987), nasceu Woodrow Charles Thomas Herman e foi clarinetista, saxofonista, cantor e líder de big band. Liderando vários grupos que eram chamados ‘The Herd’, Herman foi um dos mais populares bandleader da década de 30 e 40. Suas bandas muitas vezes tocavam músicas que foram consideradas experimentais para o seu tempo. Influenciado por seu pai que tinha um profundo amor pelo show business, Herman em idade precoce já cantava em vandeville e tornou-se um saxofonista profissional aos 15 anos. A primeira banda de Woody Herman tornou-se conhecida por tocar blues e tocava cover de canções de outros artistas da 'Decca Records'. Após dois anos e meio no rótulo, a banda teve seu primeiro hit, ‘Woodchopper's Ball’. Quando o swing foi gradualmente substituído pelo bebop, o trompetista e um dos criadores do bop, Dizzy Gillespie, escreveu três arranjos para Woody Herman e depois Ralph Burns como arranjador pessoal anunciou a mudança no estilo da banda. Em 1946, através de enquetes de grandes revistas especializadas, a banda foi considera a melhor. Esta foi a única banda bem sucedida financeiramente. Apesar do sucesso no Carnegie Hall e outros triunfos, Herman foi forçado a dissolver a orquestra neste mesmo ano, no auge de seu sucesso para passar mais tempo com a sua esposa Charlotte que tinha problemas com alcoolismo e dependência de comprimidos. Muitos críticos citam 1946 como a data real do término da era das big bands, quando sete outras bandas, além da de Herman, foram dissolvidas. Em 1947, com a sua esposa freqüentando os Alcoólicos Anônimos, Herman organizou o segundo ‘Herd’ que também era conhecida como ‘The Four Brothers Band’. A banda foi popular o suficiente para que fosse para Hollywood e aparecesse no filme ‘New Orleans’ com Billie Holiday e Louis Armstrong. Em 1968, Herman foi fortemente influenciado pelo rock’n’roll e também ficou conhecido por introduzir instrumentos de sopro não tradicionalmente associados ao jazz, tais como fagote, oboé e trompa. Na década de 80 voltou ao jazz de raiz deixando de lado as abordagens de rock e fusion, e continuou a se apresentar após a morte de sua esposa e com a sua saúde debilitada, principalmente, para pagar impostos atrasados causados por mau gerenciamento na década de 60. Antes de morrer em 1987, Herman escolheu Frank Tiberi para liderar a Woody Herman Orchestra. Frank Tiberi toca saxofone, clarinete, flauta e fagote e é especializado em técnicas de jazz moderno.



stan kenton

Stanley Newcomb Kenton (Wichita, 15 de dezembro de 1911 - Los Angeles, 25 de agosto de 1979), foi pianista, compositor e arranjador que liderou uma inovadora, controversa e muito influente orquestra de jazz. Kenton tocou nos anos 30 nas bandas de Vido Musso e Gus Arnheim, mas sua vocação natural sempre foi para bandleader. Formou sua primeira orquestra em 1941 e o estilo ficou conhecido como ‘The Wall of Sound’. É considerado uma das influências da Bossa Nova, por seu modo suave de tocar. Competente como pianista, influenciado por Earl Hines, era muito mais importante nos primeiros dias como arranjador e foi muito mais importante para seus companheiros, um deles o violonista brasileiro Laurindo Almeida. Chamando a sua música de jazz progressivo, Kenton se apresentava com uma orquestra de concertos em oposição a uma banda de dança em um momento em que a maioria das grandes bandas estava começando a quebrar. E assim, conseguiu formar uma big band radical e muito original, que ganhou a sua própria audiência. Kenton era uma figura proeminente na cena musical norte-americana e deixou uma marca indelével. Sua música evoluiu com o tempo ao longo da década de 60 e 70, e embora ele não fosse mais considerado um inovador contemporâneo, ele promoveu a improvisação do jazz através de seu serviço como educador. Ele sofreu um derrame em 1979 e não se recuperou e morreu. A vida privada de Kenton foi recentemente divulgada em ‘Love Affair’, livro de memórias, escrito por sua filha Leslie Kenton. Ela descreve a sua experiência de vida no seio da família Kenton e revela segredos, incluindo a relação incestuosa que ela tinha com o seu talentoso e célebre, e freqüentemente perturbado e alcoólatra pai.



shorty rogers

Milton Shorty Rogers (Massachusetts, 14 de abril de 1924 - 07 de novembro de 1994), nascido Milton Rajonsky foi um dos principais criadores do west coast jazz, que se desenvolveu ao redor de Los Angeles e San Francisco na década de 50. Shorty Rogers tocou tanto o trompete quanto o flugelhorn, mas se tornou mais conhecido por suas habilidades como compositor e arranjador do que como trompetista. Tocou primeiro como músico profissional, com o trombonista e bandleader Will Bradley e com um dos primeiros vibrafonistas do jazz, Red Norvo, conhecido como ‘Mr. Swing’. De 1947 a 1949, tocou extensivamente com Woody Herman e em 1950 e 1951 com Stan Kenton. O estilo de Shorty Rogers pode ser classificado como ‘cool’, mas ele também se interessou pelo estilo ‘hot’ de Count Basie, que Rogers sempre creditou como uma grande inspiração. Após o início dos anos 60, Rogers deixou a cena do jazz durante muitos anos. Entre outras atividades compôs e arranjou para a série de televisão ‘The Monkees’, que foi ao ar de 1966 a 1968, estrelada pelo grupo de pop rock de mesmo nome; na década de 70 escreveu a trilha sonora para a série de TV, ‘The Partridge Family’; e também para o seriado ‘Starsky & Hutch’. Finalmente, em 1982, ele foi convencido a voltar a tocar trompete em grupos de jazz.




the ultimate jazz archive 37

woody herman
rhapsody in wood



37-1: Duke Ellington (1941-1947)
parte I    parte II

Tracklist
01. Chelsea Boogie 02. What Am I Here For? 03. Main Stem 04. Johnny Come Lately 05. The "C" Jam Blues 06. Perdido 07. Moon Mist 08. I'm Beginning To See The Light 09. Carnegie Blues 10. Blue Cellophone 11. Mood To Be Wooed 12. The Mooche 13. Black And Tan Fantasy 14. It Don't mean A Thing (If It Ain't Got That Swing) 15. In A Sentimental Mood 16. Things Ain't What They Used To Be (Time's A-Waistin') 17. Magenta Haze 18. Blue Skies 19. Sultry Sunset 20. Do Nothin' Till You Hear From Me 21. Park At 106th

37-2: Woody Herman (1945-1954)
parte I    parte II

Tracklist
01. The Good Earth 02. Laura 03. Your Father's Moustache 04. Lady McGowan's Dream (Parts I & II) 05. Apple Honey 06. Sumer Sequence (parts I - IV) 07. Not Really the Blues 08. More Moon 09. Rhapsody in Wood 10. Here Come The Blues 11. Life Is Just A Bowl Of Cherries 12. Cohn's Alley 13. Mulligantawny 14. Why Not? 15. Would He? 16. Off Shore 17. Hitting The Bottle 18. It Happens To Me 19. Strange 20. Moten Stomp

37-3: Stan Kenton (1950-1953)
parte I    parte II

Tracklist
01. Easy Go 02. Love for Sale 03. Viva Prado 04. Something New (Sunset Tower) 05. Theme for Alto 06. Riff Rhapsody 07. Dynaflow 08. What's New 09. Jump for Joe 10. Night Watch 11. Francesca 12. Soliloquy 13. Lazy Daisy 14. Mambo Rhapsody 15. Riff Raff 16. Star Dust 17. Bags and Baggage 18. Bill's Blues 19. Cool Eyes 20. Beehive 21. Lover Man 22. Fascinating Rhythm

37-4: Shorty Rogers (1951-1953)
parte I    parte II

Tracklist
01. Popo 02. Over the Rainbow 03. Didi 04. Sam And the Lady 05. Apropos 06. Bunny 07. Pirouette 08. Morpo 09. Coop de Graas 10. Infinity Promenade 11. Short Stop 12. Boar - Jibu 13. Contours 14. Tale Of an African Lobster 15. Chiquito Loco 16. The Sweetheart Of Sigmund Freud



</span>
publicado por mara* às 18:53 | link do post | comentar