the ultimate jazz archive: big band 33

posts relacionados
the ultimate jazz archive: blues

the ultimate jazz archive: boogie woogie</span>
the ultimate jazz archive: swing to bebop, modern jazz
the ultimate jazz archive: big bands
the ultimate jazz archive: vocalists


bennie moten

Bennie Moten (1894 - 1935), pianista e bandleader ajudou a estabelecer o que é chamado o estilo de Kansas City. Como também ajudou a desenvolver o riff que viria a definir muitas das big bands dos anos 30. Bennie Moten aprendeu a tocar piano com a sua mãe. E tornou-se um pianista talentoso que se apresentava nos pequenos clubes que pontilham a 18th Street. Em 1922, Bennie Moten formou o ‘B.B. & D. Trio’ (Beenie, Bailey e Dude), popularmente conhecidos como ‘Big, Black and Dirty’ e fez sua estréia musical em 1923, quando sua banda acompanhou a cantora de blues Ada Brown na música ‘Evil Mama Blues’. Suas primeiras gravações foram feitas em 1923 para a ‘OKeh Records’, e foram interpretações bem típicas do estilo de New Orleans de King Oliver e outros. E também mostraram a influência do ragtime que ainda era popular na área. Essas gravações são algumas das mais valiosas da época e continuam a ser preciosos registros em muitas coleções de jazz. Em 1926, as gravações de ‘Bennie Moten's Kansas City Orchestra’ foram para a ‘Victor Records’ e influenciadas pelo estilo mais sofisticado de Fletcher Henderson. Em 1928 o piano de Moten foi mostrando algumas influências do boogie woogie, mas a verdadeira revolução veio em 1929 quando ele recrutou Count Basie, Walter Page e Oran 'Hot Lips' Page. Outro boom da banda foi a adição de James Rushing como vocalista principal. ‘The Blue Devils’ foi a primeira banda de Kansas City, em 1928, Jimmy Rushing e Count Basie se juntaram à banda, e tocaram com eles até o ano seguinte, quando Bennie Moten atraiu Count Basie para a sua banda. Com Basie foram Jimmy Rushing, Hot Lips Page, Eddie Durham e Ben Webster, formando assim o núcleo da futura ‘Count Basie Orchestra’. ‘The Blue Devils’ se reagrupou e contratou Lester Young, mas depois de uma série de desventuras Bennie Moten acabou de absorver os outros integrantes, incluindo Lester Young e o fundador da banda Walter Page. Depois da morte de Bennie Moten em 1935, Count Basie assumiu o ‘Kansas City Orchestra’. Sob sua liderança, a banda surgiu como uma das maiores bandas de jazz de todos os tempos.



jimmie lunceford

Jimmie Lunceford (1902 - 1947) nascido James Melvin Lunceford foi saxofonista e líder de banda na era do swing. Jimmie nasceu no Mississippi, mas estudou em Denver onde gradou-se como bacharel em artes. Em 1927, enquanto lecionava em Memphis, organizou uma banda de estudantes, a ‘Chickasaw Syncopators’, que depois teve seu nome alterado para ‘Jimmie Lunceford Orchestra’ quando entrou em turnê. A orquestra fez sua primeira gravação em 1930 e aceitou um convite para tocar no prestigioso nightclub do Harlem, ‘The Cotton Club’, em 1933. O Cotton Club já apresentava Duke Ellington e Cab Calloway, que começavam a conquistar a fama graças aos shows para os fãs brancos do Cotton Club. A orquestra de Lunceford, com fina musicalidade e humor em sua música e letras, tornou-se a banda do clube, e a reputação de Lunceford começou a crescer rapidamente. A comédia e o vaudeville faziam parte das apresentações de Lunceford. As músicas no estilo swing tinham arranjos de Sy Oliver e as letras eram um tanto bizarras. Os shows incluiam fantasias, pequenas peças humorísticas, e desafios às bandas brancas de jazz como as orquestras de Paul Whiteman e Guy Lombardo. Apesar da veia cômica da banda, Lunceford sempre manteve o profissionalismo apropriado a um professor durante o ápice do swing, nos anos 30, e sua orquestra foi considerada igual à de Duke Ellington, Earl Hines ou à de Count Basie. A precisão dos músicos e o arranjador e trompetista Sy Oliver deram à orquestra sua marca registrada. A notável seção de saxofones era liderada pelo saxofonista Willie Smith. A orquestra de Lunceford excursionou extensivamente pela Europa em 1937, mas tiveram de cancelar uma segunda turnê em 1939, por conta da eclosão da Segunda Guerra Mundial. A ‘Columbia Records’ quebrou o contrato em 1940 devido às poucas vendagens. Sy Oliver abandonou a orquestra para se juntar a Tommy Dorsey como arranjador. Em 1947, Lunceford entrou em choque e morreu de parada cardiorrespiratória durante uma sessão de autógrafos. Alegações e rumores circularam dizendo que Jimmie foi envenenado por um dono de restaurante de peixes que ficou infeliz de ter servido a um negro em seu estabelecimento. Eddie Wilcox e Joe Tomas mantiveram a banda por um tempo, mas a ‘Jimmie Lunceford Orchestra’ parou de tocar em 1949. Em 1999, o saxofonista holandês e líder da ‘Aces of Syncopation’, Robert Veen, e um time de músicos dedicados conseguiram permissão para usar os arranjos e músicas originais da orquestra de Jimmie Lunceford. Eles reconstituíram a banda e asseguraram os direitos autorais do uso do nome de Lunceford. A estréia oficial da ‘The Jimmie Lunceford Legacy Orchestra’ aconteceu em 2005, no ‘North Sea Jazz Festival’.



fletcher henderson

Fletcher Henderson (1897 - 1952), nascido James Fletcher Henderson Hamilton Jr. foi pianista, bandleader, arranjador e compositor, e liderou um das bandas de maior sucesso comercial de 1920. E o som suave de sua orquestra deu à luz ao estilo swing da próxima década. Henderson era de uma família de classe média e freqüentou a Universidade de Atlanta. Após a formatura mudou-se para New York na intenção de fazer a pós-graduação em química. Enquanto trabalhava como químico, no entanto, ele descobriu que as perspectivas eram muito restritas devido à sua raça, e buscou a música para viver. Ele deixou a empresa para se tornar gerente da ‘Black Swan Recording Company’ e organizou uma banda de suporte para a cantora de blues Ethel Waters e foi pianista para muitos cantores de blues. Em 1922, Fletcher liderou a sua própria banda no ‘Club Alabam’ em seguida, no ‘Roseland Ballroom’ e rapidamente se tornou conhecida como a melhor da banda de afro-americanos em New York. Em 1923, Coleman Hawkins tocou saxofone na banda e é geralmente considerado o primeiro grande saxofonista de jazz. Em 1924, ele contratou Louis Armstrong importando-o de Chicago, onde ele tocava com a ‘King Oliver's Creole Jazz Band’. Por um tempo suas idéias de arranjo foram fortemente influenciadas por Paul Whiteman, mas quando Louis Armstrong se juntou a sua orquestra percebeu que poderia ter um potencial muito mais rico para a orquestração da banda. No início em 1930, o seu irmão mais novo, Horace Henderson contribuiu para a banda. Em momentos diferentes ele foi pianista de Billie Holiday e Lena Horne. A orquestra continuou a fazer turnês e gravar até 1939 quando se desfez, e Fletcher Henderson se juntou à orquestra de Benny Goodman, primeiro como pianista e arranjador. Esta foi a primeira vez que uma banda de brancos contratou um músico negro para se apresentar no palco com uma orquestra. E a banda se tornou uma das mais populares bandas de swing. Muitos dos sucessos de Goodman foram tocados por Fletcher Henderson. Em 1943, Henderson deixou Goodman e voltou apenas como arranjador pessoal em 1947. E viajou como pianista para Ethel Waters em 1948 e 1949. Em 1950 ele sofreu um derrame e nunca mais foi capaz de tocar novamente. Ele morreu em Nova York dois anos depois.



chick webb

Chick Webb (1905 - 1939), nascido William Henry Webb foi baterista, bem como bandleader. Webb nasceu em Baltimore, e desde a infância, ele sofria de tuberculose que afetou a sua coluna vertebral, deixando-o com baixa estatura e a coluna deformada. Ele vendia jornal quando menino para economizar dinheiro suficiente para comprar uma bateria, e aos 11 anos tocou profissionalmente pela primeira vez. Com 17 anos, mudou-se para New York e em 1926, ele já estava conduzindo sua própria banda no Harlem. O baterista de jazz Tommy Benford dava aulas a Webb quando ele chegou a New York. Em 1931, a banda tornou-se a banda da casa no ‘Savoy Ballroom’. No clube, a banda de Chick Webb sempre competia com outras bandas de topo como a orquestra de Benny Goodman ou a de Count Basie. Ao final das batalhas da noite os que lá iam para dançar votavam sempre na banda de Chick como a melhor. Como resultado Webb foi considerado o destinatário mais digno de ser coroado o primeiro ‘rei do swing’. Título que perdeu para Duke Ellington em 1937, e para Count Basie, em 1938. Em 1935, a adolescente Ella Fitzgerald começou como vocalista em sua banda. Apesar dos rumores em contrário, Ella não foi adotada por Webb, nem foi morar com ele e a sua esposa, Martha Loretta Ferguson também conhecida como Sallye. Em 1938, a saúde de Webb começou a declinar, embora por um tempo, ele continuasse a tocar, recusando-se a desistir das turnês, desconsiderando seu próprio desconforto e fadiga, que muitas vezes o levaram a exaustão física, de modo que a sua banda continuou empregada durante a grande depressão. Finalmente, em 1939, ele teve que ser submetido a uma grande cirurgia. Chick Webb morreu no mesmo ano, com apenas 34 anos de idade e consta que suas últimas palavras foram: ‘Eu sinto muito, eu tenho que ir’. A sua morte foi muito difícil para a comunidade do jazz e Ella Fitzgerald assumiu a banda e a deixou em 1942, para se concentrar em sua carreira solo. Gene Krupa creditou a Chick Webb a pavimentação do caminho para que bateristas conduzissem suas próprias bandas.




the ultimate jazz archive 33

imagination
bennie moten



33-1: Bennie Moten (1930-1932)
parte I    parte II

Tracklist
01. New Moten Stomp 02. As Long As I Love You 03. When I'm Alone 04. Professor Hot Stuff 05. Get Goin' (Get Ready To Love) 06. The Count 07. Liza Lee 08. Somebody Stole My Gal 09. Now That I Need You 10. Bouncin' Round 11. I Wanna Be Around My Baby All The Time 12. Ya Got Love 13. Toby 14. Moten Swing 15. The Blue Room 16. Imagination 17. New Orleans 18. The Only Girl I Ever Loved 19. Milenberg Joys 20. Lafayette 21. Prince Of Wails 22. Two Times

33-2: Jimmie Lunceford (1930-1934)
parte I    parte II

Tracklist
01. In Dat Mornin' 02. Sweet Rhythm 03. Flaming Reeds And Screaming Brass 04. While Love Lasts 05. White Heat 06. Jazznocrazy 07. Chillun Get Up 08. Leavin' Me 09. Swingin' Uptown 10. Breakfast Ball 11. Here Goes (A Fool) 12. Remember When 13. Sophisticated Lady 14. Mood Indigo 15. Rose Room 16. Black And Tan Fantasy 17. Stratosphere 18. Nana 19. Miss Otis Regrets 20. Stomp It Off

posts relacionados
the ultimate jazz archive: swing to bebop, modern jazz
the ultimate jazz archive: big bands
the ultimate jazz archive: vocalists

33-3: Fletcher Henderson (1934-1936)
parte I    parte II

Tracklist
01. Wild Party 02. Rug Cutter's Swing 03. Hotter Than 'Ell 04. Liza 05. Christopher Columbus 06. Big Chief De Sota 07. Blue Lou 08. Stealin' Apples 09. I'm A Fool For Loving You 10. Moonrise On The Lowlands 11. I'll Always Be In Love With You 12. Jangled Nerves 13. Grand Terrace Rhythm 14. Riffin' 15. Mary Had A Little Lamb 16. Shoe Shine Boy 17. Sing, Sing, Sing 18. Until Today 19. Knock, Knock Who's There? 20. Jim Town Blues

33-4: Chick Webb (1934-1937)
parte I    parte II

Tracklist
01. Stompin' At The Savoy 02. Don't Be That Way 03. Blue Lou 04. Down Home Rag 05. Love And Kisses 06. I May Be Wrong 07. Facts And Figures 08. Go Harlem 09. Love Marches On 10. There's Frost On The Moon 11. Gee But You're Swell 12. Rusty Hinge 13. Wake Up And Live 14. It's Swell Of You 15. Clap Hands! Here Comes Charly 16. That Naughty Waltz 17. In A Little Spanish Town 18. I Got Rhythm 19. I Ain't Got Nobody 20. Strictly Jive



publicado por mara* às 07:35 | link do post | comentar