ABC of the blues 36: professor longhair & junior parker

posts relacionados
ABC of the blues

professor longhairProfessor Longhair(1918-1980), também conhecido como Roy ‘Bald Head’ Byrd ou como ‘Fess’, foi cantor e como pianista se destacou como o principal expoente do estilo de New Orleans. Absorveu influências do barrelhouse, uma forma primitiva de jazz para piano; as batidas acentuadas do boogie-woogie e ritmos caribenhos como a rumba, mas a maneira como ele junto esses elementos é o que fez o seu estilo ser único. Ele foi saudado como o ‘Picasso do teclado funk’ e ‘o Bach do rock’. Professor Longhair também serviu para influenciar profundamente uma geração de pianistas de Nova Orleans, que vieram depois e interligaram o rhythm & blues ao rock’n’roll. Alguns de seus mais proeminentes herdeiros musicais foram Mac Rebennack, mais conhecido pelo nome artístico de Dr. John, Fats Domino, Huey ‘Piano’ Smith, James Booker e Allen Toussaint. Ele nasceu Henry Roeland Byrd em Bogalusa, Louisiana, e viveu em New Orleans a partir dos dois anos de idade. Quando criança aprendeu a tocar em um velho piano que tinha sido deixado em um beco. E começou a dominar seriamente o instrumento, em 1937, enquanto trabalhava em um acampamento da ‘Civilian Conservation Corps’, um programa governamental para dar trabalho em propriedades rurais do governo federal, estaduais e locais para desempregados e jovens que tinham dificuldade em encontrar emprego durante a grande depressão.

Depois de uma temporada trabalhando durante a Segunda Guerra Mundial, ele retornou a Nova Orleans e começou a tocar em clubes como o ‘Caledônia’, um bar nos arredores do bairro francês, onde o proprietário, Mike Tessitore, concedeu o seu nome artístico. Ele gravou em 1949 e seu primeiro hit foi ‘Bald Head’. Como vocalista, Professor Longhair era um ‘blues shouter’, um gritador de blues, em tradução literal, e como pianista, era uma força única em New Orleans, cidade que celebrou com hinos como ‘Tipitina’, que se transformou no nome de um clube onde Longhair se apresentou até a sua morte em 1980; ‘Mardi Gras in New Orleans’ e ‘Big Chief’, uma canção composta por Earl Rei no início dos anos 60 que se tornou sucesso em Nova Orleans com Longhair e um refrão assoviado e com letra em dialeto crioulo. Longhair permaneceu em New Orleans desde o final dos anos 40 ao início dos anos 60, raramente se aventurando fora de sua própria casa. No entanto, ele não tinha o apelo de Fats Domino com as platéias brancas. Na década de 60 a sua carreira vacilou e ele foi trabalhar como faxineiro para se sustentar, e caiu no vício do jogo. Abandonou a música em 1964 para trabalhar no mercado de seguros de vida. Depois de definhar na obscuridade foi redescoberto e pediu para se apresentar no segundo ‘New Orleans Jazz & Heritage Festival’, em 1971. Seu retorno incluiu excursões pela Europa e álbuns em grandes gravadoras e com uma nova geração que descobriu o seu inimitável estilo ‘mambo-rumba-boogie’. Todo o tempo, nos festivais, ele encerrava os show de cada ano até sua morte em 1980 de um ataque cardíaco enquanto dormia.

junior parkerJunior Parker (1932-1971) foi influente gaitista e cantor de Memphis. Ele é mais lembrado por sua voz única, que tem sido descrita como doce e suave como veludo. Junior Parker, cujo estilo discreto de gaita foi pessoalmente orientado por ninguém menos do que Sonny Boy Williamson, um dos ícones regionais, foi um produto do pós-guerra no fértil circuito de Memphis. Quando criança cantou em grupos de gospel e se apresentou em clubes no início de sua adolescência. Herman Parker Jr., desde o início, viajou apenas nos melhores círculos de blues. Trabalhou com Sonny Boy Williamson antes de ir trabalhar para Howlin’ Wolf, em 1949. Por volta de 1950 era membro, junto com Bland 'Blue' Bobby e BB King, de Street Beale, principal área de entretenimento de Memphis. Em 1951 ele formou sua própria banda, o ‘Blue Flames’, com o guitarrista Auburn 'Pat' Hare. Como tantos outros jovens artistas de blues, Little Junior, como era conhecido na época, teve sua primeira oportunidade de gravação em 1952, através do caçador de talentos Ike Turner, que o contratou para a gravadora ‘Modern Records’ onde gravou a solitária ‘You're My Angel’ que chamou a atenção de Sam Phillips, da 'Sun Records' onde assinaram contrato em 1953. Lá foram produzidas três canções de sucesso: ‘Feelin 'Good’, ‘Love My Baby’ e ‘Mystery Train’, com Floyd Murphy na guitarra. Mais tarde, ‘Mystery Train’ foi gravada por Elvis Presley em cuja versão, Scotty Moore tomou ‘emprestado’ o riff de guitarra de Parker da canção ‘Love My Baby’. Em 1953, Parker excursionou com Bobby Bland e Johnny Ace, e também se juntou à gravadora ‘Duke Records’. Ele continuou a ter uma seqüência de hits na parada. Seu sucesso foi limitado após ter deixado a gravadora ‘Duke’ em 1966. Junior Parker morreu aos 39 anos, durante a cirurgia de um tumor cerebral que tragicamente calou a sua voz.

Junior Parker, Elvis, Bobby Blue Bland


Tracklist
01. Professor Longhair - Go to the Mardi Gras
02. Professor Longhair - In the Night
03. Professor Longhair - Hey Little Girl
04. Professor Longhair - Walk Your Blues Away
05. Professor Longhair - Willie Mae
06. Professor Longhair - Professor Longhair Blues
07. Professor Longhair - Misery
08. Professor Longhair - Looka, No Hair
09. Professor Longhair - Cuttin' Out
10. Professor Longhair - Baby, Let Me Hold Your Hand
11. Junior Parker - Feelin' Good
12. Junior Parker - Mystery Train
13. Junior Parker - Sittin' at the Bar
14. Junior Parker - Sittin' at the Window
15. Junior Parker - Sittin', Drinkin' and Thinkin'
16. Junior Parker - Dirty Friend Blues
17. Junior Parker - Backtracking
18. Junior Parker - I Wanna Ramble
19. Junior Parker - There Better Be No Feet
20. Junior Parker - Fussin' and Fightin' Blues



junior parker - feelin' good

ABC of the blues volume 36
parte I    parte II



publicado por mara* às 18:42 | link do post | comentar