motown records: yesterday, today, forever

gravadora motown A 'Motown Records', nome inspirado na cidade de Detroit, Motor Town, foi constituída em 1959 pelo ex-boxeador, ex-funcionário da linha de montagem da Ford e por último, compositor e produtor de bandas Berry Gordy Jr. Depois de ir à falência com a loja de discos especializada em jazz que fundou com 700 dólares emprestados por seu pai, Berry Gordy foi aconselhado por Smokey Robinson, líder dos 'Miracles', a fundar uma gravadora especializada em música negra e assim, começou gravando discos no porão de casa e a distribuí-los. A Motown nasceu oficialmente em 1960, num sobrado, perto do centro de Detroit e novamente com apoio financeiro familiar de 800 dólares, primeiro como Tammy Records que se tornou Tamla Records, por problemas de direitos autorais. A espirituosa placa ‘Hitsville, USA’ (Cidade dos Sucessos, EUA), foi pendurada na entrada; um presságio da impressionante máquina de sucessos e estrelas em que se tornaria a gravadora. A Motown desempenhou um papel importante na integração racial da música popular como a primeira gravadora de propriedade de um negro e principalmente com artistas negros norte-americanos. Através do talento de compositores como o próprio Smokey Robinson, Brian e Eddie Holland e Lamond Dozier, os artistas da Motown foram uma presença significativa nas paradas dos anos 60 e início dos 70 com ritmos fortes e o acompanhamento de orquestras além de criarem coreografias, estilos e roupas marcantes exigidos pela gravadora.

motown - berry gordy

Berry Gordy, fundador da 'Motown Records' em frente a sede original da sua empresa em Detroit, Michigan (1960)

A gravadora criou artistas como Diana Ross e as 'Supremes', Stevie Wonder e Marvin Gaye nos anos 60. Nos anos 70, o 'Jackson Five', de onde surgiu Michael Jackson. Nos anos 80, Lionel Richie. E assim, alçou a seu devido status de importância ritmos como o soul e o rhythmn n' blues. Todos os maiores nomes da música negra americana passaram pela gravadora deixando um legado de canções inesquecíveis e demolindo barreiras entre o branco e o negro. Em 1970, Berry Gordy mudou a Motown de Detroit para Los Angeles e entrou para o mundo do cinema, onde produziu ‘Lady Sings The Blues’, em 1972, sobre a vida de Billie Holiday, e ‘Mahogany’, em 1975, ambos estrelados por sua superstar, Diana Ross. Berry Gordy chefiou a Motown até 1988, quando decidiu vendê-la para a MCA e aposentar-se em função de uma série de mudanças no mercado fonográfico. Hoje a Motown continua a produzir músicos de talento, mas a magia não é mais a mesma, dos dias gloriosos do passado, com músicas que fazem parte da história pessoal de muita gente. Em 1998, a gravadora passou para as mãos da Universal. Já em 2005 é criada a Motown Universal, que permanece com nomes como Stevie Wonder, Diana Ross e algumas novidades.

Mortes e drogas maculam legado da lendária gravadora Motown

Sem dúvida, a Motown, e seus artistas com canções inspiradas levaram alegria para milhões de pessoas em todo o mundo. Muitos se tornaram lendas vivas, mas o destino não foi igualmente benevolente para outros artistas e compositores que trabalharam no estúdio espartano da ‘Hitsville USA’. Drogas, pobreza, suicídio e assassinato acabaram com muitas figuras da Motown. Em algum momento durante os anos 1970, Marvin Gaye, o garoto terrível da gravadora, refletiu sobre sua carreira turbulenta numa canção obscura intitulada ‘Dream of a Lifetime’. A vida de Gaye terminou de modo violento em 1984. Seu pai, um ex-pastor, o matou a tiros numa briga familiar, um dia antes do 45º aniversário do cantor. Marvin Gaye, uma alma atormentada cujo estrelato foi marcado por drogas, divórcio, disputas com a gravadora e falência, é provavelmente o nome trágico mais famoso ligado à gravadora. Um ano antes de Gaye ser morto, o baixista virtuose James Jamerson morreu na obscuridade. Alcoólatra inveterado que tocou no álbum ícone de Gaye ‘What's going on’, de 1971. Desde sua morte Jamerson foi endeusado por aficionados de sua música.

motown - jam session

Jam session em 1960 com Kim Weston (microfone), Stevie Wonder(de óculos escuros), Berry Gordy Jr. no piano, Smokey Robinson (atrás, no centro) e Marv Johnson, a esquerda de Gordy.

mary wellsOutros casos trágicos ligados à Motown são menos conhecidos. O baterista Benny Benjamin, que dava o ritmo a boa parte do som feito na Motown, foi silenciado por um derrame cerebral em 1969, depois de combater as drogas e o álcool. Roger Penzabene, co-autor da obra-prima melancólica ‘I wish it would rain’, cantada pelo ‘Temptations’ cometeu suicídio em 1967. Paul Williams o co-fundador do ‘Temptations’, coração do grupo e vocalista principal de ‘Don't look back’, tornou-se alcoólatra e, com o tempo, ficou sem condições de cantar. Dois anos depois de deixar o grupo, ele se matou a tiros em 1973, sentado num carro estacionado a duas quadras da Motown. Outro problemático ex-integrante do ‘Temptations’, David Ruffin, que foi o vocalista principal em ‘My girl’, morreu de overdose de drogas em 1991. Uma das primeiras estrelas da Motown foi Mary Wells, que ficou famosa com ‘My guy’ e morreu no ano seguinte de câncer da garganta. Ela passou seus últimos dias de vida na pobreza, como também foi o caso da ex-Supreme Florence Ballard, morta em 1976 de trombose coronária. É claro que a maioria das gravadoras tem uma lista longa de astros mortos, e é fato conhecido que as pessoas criativas têm suas fragilidades. Mas a Motown, inicialmente, tratava seus artistas como membros de uma família, cuidando de todas suas necessidades pessoais e profissionais, depois, a gravadora passou a ser administrada como uma linha de montagem, com pressão forte sobre todos os artistas para que não parassem de produzir sucessos e fazer turnês. Aqueles que já bebiam ou usavam drogas tornaram-se alcoólatras ou viciados devido ao estresse das turnês. Ficaram deprimidos, e a depressão tinha suas raízes no ambiente reinante no setor do entretenimento.

Em 2009 a gravadora lançou o álbum triplo ‘Motown 50: Yesterday, Today, Forever’
celebrando os 50 anos de existência.

four tops - reach out, I'll be there


Motown 50 Yesterday, Today, Forever (2008)

Motown 50: Yesterday, Today, Forever (2008)
CD 1    CD 2    CD 3

Tracklist CD 1
01. Jackson 5 - I want you back
02. Jackson 5 - I'll Be There
03. Michael Jackson - Ben
04. Marvin Gaye - What's going on
05. Michael Jackson - Ain't No Sunshine
06. Jackson 5 - ABC
07. Frank Wilson - Do I Love You (Indeed I Do)
08. Marvin Gaye - I heard it through the grapevine
09. Michael Jackson - One Day In Your Life
10. The Temptation - My Girl
11. The Isley Brothers - This Old Heart Of Mine (Is Weak For You)
12. Diana Ross - Ain't No Mountain High Enough
13. Four Tops - Reach Out, I'll Be There
14. The Supremes - You Can't Hurry Love
15. The Elgins - Heaven Must Have Sent You
16. Marvin Gaye - Let's get it on
17. Smokey Robinson - The Tears of a Clown

Tracklist CD 2
01. The Temptations - Papa was a rollin'stone
02. Jimmy Ruffin - What Becomes Of The Brokenhearted
03. Martha Reeves & The Vandellas - Heatwave
04. The Velvettes - Needle ina a Haystack
05. Smokey Robinson & The Miracles - The Tracks Of My Tears
06. The Temptations - Ain't Too Proud To Beg
07. The Supremes - Stop! In The Name Of Love
08. The Supremes - Stoned Love
09. The Supremes - Baby Love
10. Martha Reeves & The Vandellas - Dancing In The Street
11. Michael Jackson - Rockin' Robin
12. Martha Reeves & The Vandellas - Nowhere To Run
13. Diana Ross & Lionel Richie - Endless Love
14. Edwin Starr - Twenty Five Miles
15. Stevie Wonder - For Once In My Life
16. The Temptations - Get Ready
17. Marvin Gaye - Mercy Mercy Me (The Ecology)

Tracklist CD 3
01. The Usley Brothers - Behind a Painted Smile
02. Stevie Wonder - Signed, Sealed, Delivered (I'm Yours)
03. Commodores - Easy
04. Marvin Gaye & Tammy Terrel - Ain't nothing like the real thing
05. Edwin Starr - War
06. The Detroit Spinner - It's a Shame
07. The Temptations - Just My Imagination (Running Away With Me)
08. The Detroit Spinner - I'll Always Love You
09. Diana Ross & Marvin Gaye - You Are Everything
10. Diana Ross - I'm Still Waiting
11. The Marvelettes - When You're Young and in Love
12. The Miracles - Going to a Go-Go
13. Thelma Houston - Don't Leave Me This Way
14. Mary Wells - My Guy
15. The Marvelettes - Please Mr Postman
16. Four Tops - Standing in the shadows of love

tags:
publicado por mara* às 03:09 | link do post | comentar