the who

posts relacionados
ópera rock: tommy

the who‘The Who’ foi uma das grandes bandas de rock dos anos 60 e 70. Comparada com muitas outras bandas contemporâneas na cena do rock britânico dos anos 60, ‘The Who’ teve vantagem sobre as outras graças ao carisma palpável dos integrantes no palco e às narrativas temáticas em suas músicas. Em seus anos de glória o grupo britânico era composto pelo guitarrista Pete Townshend (1945) e principal compositor tendo escrito mais de cem canções espalhadas pelos onze álbuns de estúdio do grupo, incluindo trabalhos conceituais e óperas-rock como ‘Tommy’ e ‘Quadrophenia’; o vocalista Roger Daltrey (1944) que além de seu trabalho com o grupo obteve grande êxito como artista solo e ator, participando de diversos filmes, peças de teatro e séries de televisão; o baixista John Entwistle (1944 - 2002) considerado o maior baixista da história do rock influenciou várias gerações de baixistas, sua morte foi devido a um ataque cardíaco provocado por overdose de cocaína; e o baterista Keith Moon (1946 - 1978) que ganhou prestígio por seu estilo inovador e exuberante na bateria, e notoriedade por seu comportamento excêntrico e por vezes destrutivo, o que lhe rendeu o apelido de ‘Moon the Loon’, citado como um dos maiores bateristas de rock’n’roll de todos os tempos morreu dormindo, em consequência de uma overdose do medicamento que ele estava usando em seu tratamento contra o alcoolismo. Por coincidência, ele morreu no mesmo apartamento onde ‘Mama Cass’ Elliot, membro do grupo pop hippie ‘The Mamas & The Papas’, morreu em 1974.

the who     the who

Townshend e Entwistle conheceram-se enquanto estudavam em Londres. No início da adolescência, eles tocaram em uma banda de jazz tradicional (dixieland) com Entwistle tocando trompete e Townshend tocando banjo. Até o início dos anos 60, a dupla tinha formado uma banda de rock’n’roll, mas Entwistle partiu em 1962 para tocar hard rock no ‘Detours’ com um metalúrgico chamado Roger Daltrey na guitarra e trombone. Logo depois Townshend se juntou como guitarrista e Daltrey tornou-se vocalista após Colin Dawson deixar a banda. O som do grupo evoluiu rapidamente especialmente influenciado por James Brown, Booker T. & The MG's, e Eddie Cochran e também pela banda de rock britânica ‘Johnny Kidd & The Pirates’. Com os ‘Beatles’ nas paradas, era preciso algo melhor e mais surpreendente que o nome ‘Detours’. O baterista Doug Sandom, bem mais velho que o outros, se casou e em seu lugar foi chamado Keith Moon e logo a banda tornou-se regular no Marquee Club, em Londres.

A banda ganhou destaque com a guitarra de Pete Townshend e quando este começou a escrever suas próprias canções, com uma perspectiva decididamente individual com os tradicionais temas sobre a angústia adolescente e sua crise de identidade. Antes de se transformar em uma banda protopunk rebelde famosa por quebrar seus instrumentos no final de suas apresentações ao vivo, sob a orientação do empresário Peter Meaden, a banda mudou seu nome para ‘High Numbers’ e mudou também a sua aparência e estilo e lançou o single ‘I'm The Face’.

the who
E nesse início, o grupo era parte do movimento ‘Mod’ (de modernista), uma subcultura cujos elementos significativos eram a moda, com ternos feitos sob medida, a música que incluía o blues norte-americano, o ska jamaicano, a britânica beat music e r&b. Para o transporte muitos ‘mods’ utilizavam as scooters italianas Vespas e Lambrettas. E as anfetaminas eram utilizadas toda a noite em clubes de dança. O grupo finalmente encontrou a fama quando mudou seu nome para ‘The Who’ e Pete Townshend destruiu a guitarra no palco o que, realmente, atraiu a atenção dos ‘mods’, bem como a dos críticos do rock. Embora os Beatles vestiam-se como ‘mod’ em seus primeiros anos, a sua música não era popular entre os ‘mods’, que tendiam preferir bandas como 'Small Faces', 'The Kinks', 'The Yardbirds' e especialmente 'The Who'. Este período é resumido pela música ‘My Generation’, de 1965, uma canção que se tornou um sucesso e uma de suas canções mais reconhecíveis. O elemento mais marcante da música é a letra, considerada como uma declaração de maior rebeldia juvenil na história do rock expressa na frase ‘Hope I die before I get old’.

Com uma proposta diferente Townshend levou o grupo para um território novo e logo foi considerado um dos melhores compositores britânicos de sua época, rivalizando com John Lennon e Paul McCartney dos ‘Beatles’ e Mick Jagger e Keith Richards, dos ‘Rolling Stones’. Tendo conquistado a fama ao lado dos ‘Beatles’ e dos ‘Rolling Stones’ e tocando em Woodstock em 1969, ‘The Who’ tinha um vocalista que se apresentava sem camisa, Townshend era pura energia na guitarra, Moon se tornou um dos grandes do rock’n’roll, famoso fora do palco por suas excentricidades até sua morte súbita aos 32 anos e o baixista Entwistle, a âncora do grupo, imperturbável diante dos saltos e piruetas de Townshend. E Townshend continuamente empurrava a banda para um território mais ambicioso, no qual Roger Daltrey e especialmente John Entwistle, não estavam sempre dispostos a segui-lo em suas explorações musicais, especialmente após o sucesso de sua primeira ópera rock, Tommy. Em vez disso, eles queriam manter suas raízes do hard rock em vez de suites e canções vulneráveis.

the whoCom a ajuda dos novos gestores Kit Lambert e Chris Stamp, a banda cimentou a sua reputação crescente nos Estados Unidos. No entanto, foi Kit Lambert, que apontou o caminho para o futuro do grupo, em 1966, quando sugeriu que Pete escrevesse uma ópera-rock. O resultado final foi ‘Tommy’, que conta a vida conturbada de um garoto surdo, mudo e cego, que se torna o líder de um movimento messiânico e ícone espiritual. O sucesso de ‘Tommy’ fez de ‘The Who’ astros do rock mundial. E após uma série de produções para o teatro Townshend e o grupo juntou forças com o diretor Ken Russell para levar a ópera-rock para a tela grande. Roger Daltrey foi escalado para o papel-título e o elenco de apoio foi uma mistura ímpar de estrelas de cinema: Ann-Margret, Oliver Reed e Jack Nicholson. E estrelas da música pop: Elton John, Tina Turner e Eric Clapton. Em 1973 o ‘The Who’ retornou com ‘Quadrophenia’, uma obra narrativa impressionante sobre a crise emocional de um jovem ‘mod’ com uma personalidade dividida chamado Jimmy. Neste caso, a narrativa do álbum foi adaptado para um drama realista e nenhum dos membros da banda apareceu no filme.

the who - The Kids Are AlrightEnquanto ‘Quadrophenia’ estava em produção, o cineasta Jeff Stein lançou o documentário ‘The Kids Are Alright’, uma celebração magnífica da história da banda, que apresenta imagens de valor inestimável dos seus notáveis espetáculos ao vivo. Infelizmente, no momento em que o documentário e a ópera-rock chegaram aos cinemas, o baterista Keith Moon morreu, o grupo seguiu em frente por um tempo com o percussionista Kenny Jones, mas parecia ter perdido o entusiasmo para projetos de cinema. Como membros individuais, Roger Daltrey acumulou um número de créditos como ator e Pete Townshend atuou como produtor executivo do filme de animação ‘The Iron Giant’, que foi baseado no livro infantil de Ted Hughes, que Townshend anteriormente utilizou como base para seu álbum ‘The Iron Man’.

Poucas bandas na história do rock foram tão repletas de tantas contradições. Todos os quatro membros tinham personalidades muito diferentes, como demonstradas nas intensas apresentações ao vivo. O grupo foi um turbilhão com personalidades divergentes que freqüentemente se chocavam, mas estes atritos também resultaram em uma década de música notável rivalizando com os ‘Rolling Stones’. A banda continuou após a morte de Moon e Entwistle em turnês e gravações e foram introduzidos no ‘Rock and Roll Hall of Fame’ em 1990. Moon foi substituído pelo baterista Kenny Jones e mais tarde por Zak Starkey, filho do baterista dos ‘Beatles’, Ringo Starr. O baixista Pino Palladino inicialmente músico de sessão que trabalhou com diversos artistas, incluindo Paul Young, Eric Clapton, Don Henley, Melissa Etheridge, D'Angelo e Pink Floyd se tornou membro convidado substituindo o falecido John Entwistle. Em 1979, onze fãs foram pisoteados até a morte em um concerto da banda em Cincinnati, Ohio.

the who

‘The Who’, nos bastidores do estúdio da BBC, em Londres, para o programa ‘Top Of The Pops’ para promover o oitavo álbum ‘Who Are You‘. Destaca-se por ser o último álbum com Keith Moon na bateria. 'Who Are You' foi lançado em uma época em que dois grandes movimentos do rock, o rock progressivo e o punk rock, estavam em conflito. O álbum traz algumas das mais complicadas estruturas musicais que o guitarrista já escreveu, com camadas múltiplas de sintetizador e cordas. A faixa título é a canção tema da série de TV 'CSI: Crime Scene Investigation'.

the who - who are you


The Who – The Ultimate Collection (2002)

The Ultimate Collection (2002)
CD 1    CD 2    CD bônus

CD 1
01. I Can’t Explain 02. Anyway, Anyhow, Anywhere 03. My Generation 04. The Kids Are Alright 05. A Legal Matter 06. Substitute 07. I’m A Boy 08. Boris The Spider 09. Happy Jack 10. Pictures Of Lily 11. I Can See For Miles 12. Call Me Lightning 13. Magic Bus 14. Pinball Wizard 15. I’m Free 16. See Me Feel Me 17. The Seeker 18. Summertime Blues (live) 19. My Wife 20. Baba O’ Riley 21. Bargain

CD 2
01. Behind The Blue Eyes 02. Won’t Get Fooled Again 03. Let’s See Action 04. Pure And Easy 05. Join Together 06. Long Live Rock 07. The Real Me 08. 5’15 09. Love Reign O’er Me 10. Squeeze Box 11. Who Are You 12. Sister Disco 13. You Better You Bet 14. Eminence Front

CD Bônus
01. Substitute (Rare US Single version) 02. I’m A Boy (Early version) 03. Happy Jack (Acoustic version) 04. Magic Bus (UK Single version) 05. Had Enough (Bonus) 06. Don’t Let Go The Coat (Bonus) 07. The Quiet One (Bonus) 08. Another Tricky Day (Bonus) 09. Athena (Bonus)

publicado por mara* às 16:35 | link do post | comentar