yngwie malmsteen

yngwie malmsteenYngwie Malmsteen é sem dúvida o guitarrista mais técnico que surgiu durante os anos 80. Combinando uma técnica deslumbrante aperfeiçoada durante anos de prática obsessiva até que seus dedos sangrassem e muito amor por compositores clássicos reescreveu a música da guitarra heavy metal e foi o grande catalisador para o fenômeno da guitarra tocada incrivelmente rápida na década de 80. Malmsteen lançou uma série de álbuns e para os críticos que o acusaram de apresentar apenas pequenas diferenças na abordagem e execução entre um álbum e outro, Yngwie respondeu que uma vez que ele tocava a música que ele amava, ele não tinha desejo de desenvolver ainda mais o seu estilo e características. Malmsteen também caiu em desgraça entre o público do heavy metal, e após uma série de contratempos pessoais, tragédias, e até mesmo graves ferimentos, continuou a tocar a sua música neo-clássica. Depois de vários anos na obscuridade Malmsteen voltou às manchetes em 2002, quando passageiros de um avião jogaram água sobre ele depois de ter feito uma observação insultuosa sobre os homossexuais. Embora sua popularidade tenha se desvanecido, principalmente nos EUA, Malmsteen ainda encontra platéias na Europa e é mais popular na Ásia, principalmente no Japão.

Lars Johann Yngwie Lannerback nasceu em Estocolmo, Suécia, e criou um estilo misturando o bombástico rock e a beleza da música clássica. Exposto à música erudita pela mãe Rigmor que ouvia Bach; pela irmã Ann Louise que tocava flauta e piano; pelo pai, capitão do Exército, que tocava guitarra; e o irmão multi-instrumentista Bjom, que tocava bateria, piano, violino e acordeão; Yngwie teve aulas de piano e trompete. A maior influência de Malmsteen foi Paganini quando na adolescência ouviu pela primeira vez a sua música sendo executada pelo violinista russo Gideon Kremer em um programa de TV sueca, tornando-se assim o seu ídolo. Aos cinco anos ganhou seu primeiro violão que ficou esquecido até que viu na TV, em 1970, um especial sobre a morte de Jimi Hendrix. O que lhe chamou a atenção não foi a técnica de Hendrix, mas o momento em que ele pôs fogo em sua guitarra após quebrá-la sendo influenciado mais por essa imagem do que pela sua música. Para Yngwie, Jimi Hendrix era um ator fantástico. Aos 10 anos adotou o sobrenome Malmsteen, nome de um ex-namorado de sua mãe e passou a se dedicar a música. Na escola era considerado um pesadelo comportamental, brigava frequentemente e só gostava das aulas de inglês e artes. Sua mãe percebendo o dom de Yngwie para a música permitiu que ele ficasse em casa ouvindo os discos de ‘Deep Purple’, admirado pelas influências clássicas de Ritchie Blackmore, e tocando o seu violão.

yngwie malmsteen

Aos 15 anos, como assistente em uma oficina de guitarra aprendeu a trabalhar com madeira. Foi lá que ele encontrou pela primeira vez um alaúde do século XVII com o pescoço recortado. Intrigado, Yngwie fez o mesmo com o pescoço de uma velha guitarra e ficou surpreso com os resultados. Era um pouco mais difícil de tocar, mas o controle de Yngwie sobre as cordas melhorou tanto que ele adotou como uma mudança permanente. Yngwie Malmsteen começou a tocar em várias bandas e aos 18 anos gravou uma demo que enviou para várias pessoas, inclusive para o fundador da gravadora 'Shrapnel'. Foi chamado para tocar na banda ‘Steeler’ em Los Angeles. Com a banda gravou um álbum e depois foi para o ‘Alcatrazz’, uma banda no estilo do ‘Rainbow’ fundada por Graham Bonnett. Apesar de ter feito nessa banda alguns dos seus melhores solos, seu trabalho ainda era limitado e insatisfeito formou sua própria banda, ‘Rising Force’, com o amigo de longa data e tecladista Jens Johansson. O primeiro álbum da nova banda, todo instrumental, também chamado ‘Rising Force’, de 1984, com harmonias poderosas de Jens Johansson, ex ‘Stratovarius’, é considerado por muitos como o documento definitivo do rock neo-clássico. O álbum recebeu uma indicação para o Grammy e Yngwie obteve várias votações em revistas como revelação e de melhor guitarrista. ‘Rising Force’ tornou-se o álbum do ano. As composições neo-clássicas de Yngwie alcançaram novo status em 1986 com o álbum ‘Trilogy’. Até hoje considerado um dos seus discos favoritos, tanto nas letras quanto musicalmente.

yngwie malmsteen

Em 1987, Yngwie bateu seu Jaguar em uma árvore e feriu a cabeça surgindo um coágulo no cérebro que danificou os nervos motores do seu braço direito. Depois de ficar em coma por uma semana e de perder alguns movimentos da mão começou um tratamento muito doloroso para regenerar os nervos. Enquanto estava se recuperando, soube que sua mãe, a principal inspiração de sua vida, havia morrido de câncer na Suécia. Ao invés de desistir Yngwie voltou à música. O resultado foi o aclamado álbum ‘Odyssey’ com o ex-vocalista do ‘Rainbow’, Joe Lynn Turner. Começando com uma nova fase de sua carreira, Yngwie se mudou para Miami, Flórida, e recrutou uma nova banda com músicos suecos pouco conhecidos fora do país. O primeiro álbum com a nova formação foi ‘Eclipse’ que mostrou um lado mais comercial, mas sem abandonar o estilo neo-clássico. Em 1991, em uma nova gravadora, foi lançado ‘Fire and Ice’, um álbum nada comercial e construído sobre as estruturas do barroco. Em 1997, depois de meses de intenso trabalho em seu estúdio em Miami, Yngwie produziu seu primeiro álbum totalmente clássico, ‘Concerto Suite for Electric Guitar and Orchestra in Eb menor, Op.1’ gravado com a famosa Orquestra Filarmónica de Praga.

yngwie malmsteen - flamenco diablo


‘Concerto Suite for Electric Guitar and Orchestra’ foi a sua primeira tentativa de um concerto clássico de uma suíte com solos de uma guitarra elétrica. Yngwie Malmsteen compôs todas as músicas que foram revisadas por seu amigo e colega músico David Rosenthal, conduzidas pelo maestro romeno Yoel Levi, e tocadas pela Orquestra Filarmônica Checa. Malmsteen fez questão de salientar que, ao contrário de outras colaborações entre músicos de rock e orquestras clássicas, como por exemplo, - a apresentação da banda ‘Metallica’ com a Sinfônica de São Francisco ou ‘Deep Purple’ no ‘Concerto for Group and Orchestra’, concerto composto por Jon Lord, com letras escritas por Ian Gillan -, que apresentam um grupo de rock tocando com acompanhamento orquestral, em ‘Concerto Suite for Electric Guitar and Orchestra’ a guitarra elétrica se apresenta como instrumento solo.

Na coletânea ‘Anthology 1994-1999’ a primeira faixa é inédita e se chama ‘Gimme! Gimme! Gimme!’. Trata-se de um cover do Abba. E se para muitos o resultado seria ridículo, Malmsteen, como sempre, soube colocar peso na guitarra, intercalando a música do Abba com os toques de hard rock/metal neo-clássico já bem famosos em suas composições. E conta com a maravilhosa atuação, técnica espetacular e vocal poderoso de Mark Boals, cantor estadunidense de hard rock e metal progressivo, conhecido como um especialista na nota A5 (lá soprano), que ele alcança em muitas canções. Na sequência músicas de alguns de seus álbuns de sucesso e finalizando com mais duas instrumentais inéditas, ‘Flamenco Diablo’ e ‘Amadeus Quattro Valvole’, duas excelentes composições, que confirmam a volta de Malmsteen aos bons tempos do guitarrista sueco.

yngwie malmsteen - the yngwie nalmsteen collection (1991)    yngwie malmsteen - concerto suite (1998)    yngwie malmsteen - anthology 1994-1999

The Yngwie Malmsteen Collection (1991)
Concerto Suite for Electric Guitar and Orchestra (1998)
Anthology 1994-1999

The Yngwie Malmsteen Collection
01. Black Star 02. Far Beyond the Sun 03. I'll See the Light, Tonight 04. You Don't Remember, I'll Never Forget 05. Liar 06. Queen in Love 07. Hold On 08. Heaven Tonight 09. Deja Vu 10. Guitar Solo (Trilogy Suite/Spasebo Blues) 11. Spanish Castle Magic 12. Judas 13. Making Love (with extended guitar solo) 14. Eclipse

Concerto Suite for Electric Guitar and Orchestra
01. Icarus Dream 02. Fanfare Cavalino 03. Rampante Fugue 04. Prelude To April 05. Toccata 06. Andante 07. Sarabande 08. Allegro 09. Adagio 10. Vivace 11. Presto Vivace 12. Finale

Anthology 1994-1999
01. Gimme gimme gimme 02. Never die 03. Brothers 04. Seventh sign 05. Crash and burn 06. Vengeance 07. Fire in the sky 08. Like an angel-for april 09. My resurrection 10. Another time 11. Rising force (live) 12. I'll see the light tonight (live) 13. Wield my sword 14. Hangar 18 area 51 15. Flamenco diablo 16. Amadeus quattro valvole

‘G3: Rockin' in the Free World’ é um álbum duplo gravado ao vivo no ‘The Uptown Theater’ em Kansas City, Missouri. G3 é uma turnê de concertos organizados pelo guitarrista Joe Satriani, com ele ao lado de dois outros guitarristas. Desde a sua criação em 1996, G3 já se apresentou quase todos os anos e já contou com muitos guitarristas. Neste álbum, o líder do projeto, Joe Satriani, contou com o seu ex-aluno Steve Vai e Yngwie Malmsteen como guitarrista convidado.

yngwie malmsteen - g3 rockin' in the free world (2004)

G3: Rocking In The Free World (2003)
(Joe Satriani/Steve Vai/Yngwie Malmsteen)
CD 1    CD 2

Tracklist CD 1
01. The Extremist (Joe Satriani) 02. Crystal Planet (Joe Satriani) 03. Always With Me, Always With You (Joe Satriani) 04. Midnight (Joe Satriani) 05. The Mystical Potato Head Groove Thing (Joe Satriani) 06. You Here (Steve Vai) 07. The Reaper (Steve Vai) 08. Whispering (Steve Vai) 09. Blitzkrieg (Yngwie Malmsteen) 10. Trilogy Suite Opus 3 - Movement One (Yngwie Malmsteen) 11. Red House Blues (Yngwie Malmsteen) 12. Fugue (Yngwie Malmsteen) 13. Finale (Yngwie Malmsteen)

Tracklist CD 2
01. Voodoo Child (Satriani, Vai, Malmsteen) 02. Little Wing (Satriani, Vai, Malmsteen) 03. Rockin' In The Free World (Satriani, Vai, Malmsteen)

publicado por mara* às 20:49 | link do post | comentar