maria callas

maria callasMaria Callas, a mais célebre cantora lírica da segunda metade do século 20, morreu há 32 anos, mas ainda continua na lembrança dos amantes da ópera. Dona de uma voz de amplitude rara e habilidade cênica inigualáveis, considerada a maior cantora lírica de todos os tempos, Maria Callas atuou em óperas dos mais diversos estilos. A soprano nasceu em Nova York. Filha de pais imigrados da Grécia, batizada Maria Kalogeropoulos, transformou-se em Maria Callas. Sua carreira teve um impulso decisivo após o seu casamento com Giovanni Battista Meneghini, trinta anos mais velho que ela, um sujeito muito rico e apaixonado por ela que passou a ser seu empresário além de marido. Fenômeno vocal a soprano destacou-se interpretando ‘Lucia’ (Donizetti) a ‘Isolda’ (Wagner) e ainda ‘Carmem’ (Bizet), e sua voz encarnou como ninguém ‘La Traviata’ de Verdi, com aplausos ovacionados e criticas a sua personalidade difícil.

maria callasTrágica no palco e na vida, dona de uma personalidade carismática e polêmica, revolucionou o mundo da ópera, da música e do teatro com seu temperamento e com suas atitudes polêmicas. O mito Callas teve também aspectos menos musicais, especialmente o romance e a paixão avassaladora pelo empresário grego Aristóteles Onassis nos anos 60, que foi sua maior alegria e também a sua maior desgraça. O declínio da carreira, com seus episódios constrangedores. Os seus desafetos, suas paixões, a solidão, a depressão, o casamento de Onassis com Jackeline Kennedy. No terreno profissional, a polêmica disputa com Renata Telbandi. Após ensinar música na famosa ‘Juilliard School’, de Nova York, a cantora lírica voltou a se apresentar para o grande público em 1974, em uma série de shows especiais. Ao final da temporada recolheu-se em seu apartamento de Paris, a morte de Onassis foi sem dúvida o golpe final em sua vida até sua triste morte sozinha em seu apartamento de Paris em 1977, aos 53 anos. Atendendo ao seu desejo, suas cinzas foram jogadas no Mar Egeu.


maria callas - madama butterfly


maria callas - la divina 1

La Divina 1 (1993)

Tracklist
01. Madama Butterfly: Un bel di, vedremo
02. Carmen: L'amour est un oiseau rebelle (Habanera)
03. La Wally: Ebben? ne andro lontana)
04. Il Barbiere di Siviglia: Una voce poco fa
05. Norma: Casta Diva
06. Samson et Dalila: Mon coeur s'ouvre a ta voix
07. Rigoletto: Caro nome
08. La Traviata: Sempre libera
09. Romeo et Juliette: Je veux vivre dans ce reve
10. La Boheme: Si, mi chiamano Mimi
11. Don Giovanni: Mi tradi quell'alma ingrata
12. Cavalleria Rusticana: Voi lo sapete, o mamma
13. La Gioconda: Suicidio!
14. Gianni Schicchi1: O mio babbino caro
15. Turandot: In questa reggia
16. Tosca: Vissi d'arte, vissi d'amore

maria callas - la divina 2

La Divina 2 (1994)

Tracklist
01. Alceste: Divinites du Styx
02. Carmen: Les tringles des sistres tintaient
03. Ernani: Surta e la notte...Ernani! Ernani, involami
04. Manon Lescaut: In quelle trine morbide
05. Aida: Ritorna vincitor
06. Orphee et Eurydice: J'ai perdu mon Eurydice
07. I vespri siciliana: Bolero: Merce, dilette amiche
08. Louise: Depuis le jour
09. La Boheme: Donde lieta usci
10. Mignon: Ah, pour ce soir...Je suis Titania
11. La Traviata: Teneste la promessa...Addio, del passato
12. Don Carlo: O don fatale
13. Samson et Dalila: Printemps qui commence
14. La Sonnambula: Compagne, teneri amici...Come per me sereno
15. Adriana Lecouvreur: Ecco: respiro appena...Io son 'lumile ancella
16. Lucia di Lammermoor: Spargi d'amaro pianto

maria callas - la divina 3

La Divina 3 (1995)

Tracklist
01. Andrea Chénier - La Mamma Morta
02. La Vestale - O Nume Tutelar
03. Manon - Je Ne Suis Que Faiblesse, Adieu, Notre Petite Tabl
04. Manon Lescaut - Oh, saró la più bella....Tu, tu amore
05. Carmen - Prés Des Remparts De Séville (Séguedille)
06. Il barbiere di Siviglia - Dunque Io Son
07. Lakmé - Dov' è l'indiana bruna
08. Aida - Qui Radamès Verrà!...O Patria Mia
09. La bohème - O soave fanciulla
10. Turandot - Signore, Ascolta!
11. I Pagliacci - Qual fiamma avea nel guardo...Hui! Stridono Lassù
12. Il Trovatore - D'Amor Sull'Ali Rosee
13. Madama Butterfly - Vogliatemi bene, un bene piccolino
14. Dinorah (Le pardon de Ploërmel) - Ombra leggiera (Shadow Song)

tags:
publicado por mara* às 02:50 | link do post | comentar