vanessa-mae

vanessa-maeVanessa-Mae queria ser pianista, com sete anos chegou a ganhar uma competição de prestígio, o ‘British Young Pianist of the Year’, o único em que ela participou, mas como seu professor era muito chato foi se desinteressando do instrumento. Desistiu da carreira de pianista e concentrou-se no violino. Convidada pelo professor Lin-Yao-Ji, Vanessa, na época com oito anos de idade, viajou para um conservatório em Pequim para prosseguir a formação e ser ensinada pelo maestro de acordo com os métodos desenvolvidos por professores russos. O curso foi inicialmente previsto para três anos, Vanessa, no entanto, terminou-o em poucos meses, assimilando todas as sugestões recebidas de seus professores, e voltou para a Europa para receber formação complementar. Com nove anos começou a desenvolver suas próprias interpretações para os concertos de Mozart. Aos dez anos tocou com a ‘Royal Philharmonic Orchestra’, em Londres, sendo a solista mais jovem da história a tocar Bach, Mozart e Kabalevsky. Com onze anos passou nos exames de admissão para um curso de um ano no ‘Royal College of Music’, onde, anos mais tarde, tornou-se a única na história da academia a receber o diploma de profissional. Em 1991, o mundo celebrou o 200º aniversário da morte de Mozart, Vanessa então com 12 anos, e em sua primeira tournê internacional, executou Mozart, juntamente com a ‘London Mozart Players’. Nesta época já tinha três álbuns em sua discografia: dois deles contendo repertório clássico, e o terceiro que variava entre Bach, Tchaykovsky, Gershwin e Beatles.

vanessa-mae

Nascida em Singapura, filha da senhora Tan Soei Luang, uma pianista clássica e advogada nascida na China e de um empresário hoteleiro tailandês Vorapong Vanakorn, Vanessa-Mae foi batizada com o nome de Chen Mei Vanakorn. Após a separação dos seus pais, a sua mãe casou com o inglês Graham Nicholson e Vanessa mudou-se, aos quatro anos, para Londres. Ao entrar na adolescência Vanessa-Mae rompeu com a influência que tinha dos pais e começou a compor e a interpretar música pop. A mudança de estilo musical foi uma sugestão do seu empresário. Com 16 ans tornou-se mundialmente conhecida com o sucesso do álbum ‘The Violin Player’ em 1995, e por sua aparência e estilo sensual e glamorosa. O tipo de música que ela faz é criação dela, Vanessa mistura referências clássicas para compor e tocar música pop e, muitas vezes, seu instrumento soa como guitarra. Tanto interpreta os concertos de Beethoven como o ‘Yellow Submarine’ dos Beatles. Atualmente, Vanessa dedica-se a misturar gêneros como o acid-jazz, o pop e o rock. Alguns críticos dizem que as suas habilidades técnicas e musicais são rudimentares e que ela é apenas um produto típico da indústria da música ao tentar usar o sex appeal para vender música clássica comercializada. Outros acham que ela banalizou a música erudita. Em 2006, Vanessa-Mae foi classificada como a jovem artista mais rica no Reino Unido na lista dos ricos do jornal ‘Sunday Times’.

vanessa-mae - partita n.3 in E, I preludio (bach)


vanessa mae - the best of vanessa  mae (2003)

The Best of Vanessa Mae (2002)

Tracklist
01. Art Of War 02. Toccata And Fugue In D Minor 03. Destiny 04. Nessun Dorma 05. I’m A 06. Storm 07. I Feel Love 08. Back Street Prelude 09. Auaora 10. The Orginal Winter 11. Contradanza 12. White Bird 13. The Orginal Summer 14. Happy Valley 15. Devils Trill 16. Solance 17. Yantra 18. Restore

vanessa mae - the platinum collection (2007)

The Platinum Collection (2007)
CD 1    CD 2    CD 3

CD 1: The Violin Player
01. Toccata and Fugue in D minor 02. Contradanza 03. Classical Gas 04. Theme from ‘Caravans’ 05. Warm Air 06. Jazz Will Eat Itself 07. Widescreen 08. Tequila Mockingbird 09. City Theme 10. Red Hot

CD 2: Storm
01. Summer Haze 02. Storm 03. Retro 04. Bach Street Prelude 05. Leyenda 06. (I) Can, Can (You) 07. Happy Valley 08. A Poet’s Quest (For A Distant Paradise) 09. Embrasse Moi (You Fly Me Up) 10. Aurora 11. I’m A Doun 12. I Feel Love 13. Hocus Pocus 14. The Blessed Spirits

CD 3: The Classical Album
01. Bach – Partita No3 in E, I Preludio
02. Bach – Partita No3 in E, II Loure
03. Bach – Partita No3 in E, III Gavotte En Rondeau
04. Bach – Partita No3 in E, IV Menuet I
05. Bach – Partita No3 in E, V Menuet II
06. Bach – Partita No3 in E, VI Bourree
07. Bach – Partita No3 in E, VII Gigue
08. Brahms – Scherzo in C Minor
09. Beethoven – Romance No 2 in F
10. Bruch – Scottish Fantasy, Introduction Grave
11. Bruch – Scottish Fantasy, Adagio Cantabile
12. Bruch – Scottish Fantasy, Allegro
13. Bruch – Scottish Fantasy, Adagio
14. Bruch – Scottish Fantasy, Andante Sostenuto
15. Bruch – Scottish Fantasy, Finale
16. I’m A-Doun For Lack O’Johnnie (A Little Scottish Fantasy)

tags:
publicado por mara* às 12:40 | link do post | comentar