adriana calcanhoto

adriana calcanhottoAdriana Calcanhoto surgiu como fenônemo no cenário da MPB, no final dos anos 80. Gaúcha nascida em 1967, Adriana Calcanhoto saiu de casa com 17 anos para tentar a sorte como cantora e foi descoberta cantando em uma churrascaria. De forma bem diferente da 'Singapura', música de Eduardo Dusek, que conta a história de uma cantora decadente que termina seus dias em uma churrascaria, a churrascaria foi o início do sucesso. Passando depois pelo circuito de bares de Porto Alegre. Fez nome no bar 'Porto de Elis', assim chamado em homenagem à sua conterrânea, que, por sinal, nunca foi a maior influência de Adriana.

Seus ídolos sempre foram Maria Bethânia, a quem dedicaria o primeiro álbum, 'Enguiço' e João Gilberto. Quem já cantou na noite sabe o que acontece quando se está num palco, chovem os pedidos de músicas que os clientes querem ouvir. E nem sempre esses pedidos batem com o gosto do cantor. Foi então que Adriana começou sua revolução: vestiu as músicas 'bregas' que lhe solicitavam com uma roupagem peculiar, provando que é possível, através da interpretação, mudar todo o contexto em que uma música foi inserida por seu compositor, é claro que o contrário também ocorre, mas não aqui. A melhor ilustração do que Adriana foi capaz como intérprete é a música 'Caminhoneiro', de Roberto Carlos e Erasmo Carlos. Tornando-se maior que a própria cena local, foi para São Paulo, passando pelo 'Madame Satã' e 'Espaço Off', mas seria no Rio, cidade que homenageia em 'Cariocas', que decolaria. Com seu trabalho, Adriana consolidou-se como uma das maiores intérpretes da atualidade, e também como uma compositora cuidadosa, brincando com palavras como brinca com seu público. Homossexual assumida, Adriana Calcanhoto é companheira da cineasta Suzana de Moraes, filha do poeta e compositor Vinícius de Moraes, com quem vive em Portugal. Em 2010, diversos meios de comunicação, tanto brasileiros, como portugueses, noticiaram a oficialização da sua relação. Ainda que não esteja prevista em lei e não garanta os mesmos direitos do casamento, a união estável entre homossexuais já é reconhecida pela Justiça brasileira.

adriana calcanhotto - inverno


adriana calcanhotto - perfil (2003)

Perfil (2003)

Tracklist
01. Devolva-me 02. Mais feliz 03. Inverno 04. Mentiras 05. Esquadros 06. Cariocas 07. Vambora 08. Por isso eu corro demais 09. Maresia 10. Metade 11. Senhas 12. Marina 13. Naquela estação

adriana calcanhotto - essencial (2011)

Essencial (2011)

Tracklist
01. Canção de Novela 02. Três 03. Cariocas 04. Esquadros 05. Por Isso Eu Corro Demais 06. Pelos Ares 07. Para Lá 08. Mais Feliz (Ao Vivo) 09. Inverno 10. Um Dia Desses 11. Vambora 12. Justo Agora13. Metade 14. Porto Alegre (Nos Braços de Calipso) 15. Marina 16. Medo de Amar nº3 (Ao Vivo) 17. Mulher Sem Razão

tags:
publicado por mara* às 14:03 | link do post | comentar