khaled

Cheb Khaled, ou simplesmente Khaled, cujo nome de nascimento é Khaled Hadj Brahim, nascido na Argélia em 1960, é um dos mais conhecidos cantores e compositor e principal figura do 'blues do deserto'. Khaled investe na mistura de música árabe com gêneros contemporâneos. Conhecido como o rei do raï, ele é um dos nomes mais representativos do gênero, que surgiu na Argélia no final dos anos 70. Começou a se tornar conhecido na década de 80, quando ainda usava o nome artístico Cheb Khaled. Fã desde garoto de artistas como James Brown, Elvis Presley, Beatles e Charles Aznavour, ele lançou seu primeiro single aos 16 anos. Sofrendo com a repressão política que marcava seu país e que tinha os músicos pop como alvos constantes, ao participar em 1986, de um festival de música rai, em uma região próxima de Paris, o pop argelino gostou tanto que resolveu se mudar para a França, fugindo assim, da perseguição dos fundamentalistas islâmicos, dos quais discorda quanto aos rígidos princípios religiosos. Nas músicas, demonstra engajamento falando de amor e liberdade, fazendo poesia erótica de cunho político.

Após vários discos de boa repercussão, ele estoura em 1991 com um disco que inclui as músicas ‘Didi’ e ‘El Arbi’. E é com este mesmo CD, oito anos depois, que Khaled se torna um grande sucesso no Brasil. O suingue das arábias conquistou a noite e as rádios e abriu espaço para a música oriental no país. Freqüentadores da noite e ouvintes de rádio passaram a perguntar de quem é 'aquela música árabe' que encanta muita gente à primeira audição. Tratava-se de 'El Arbi' que fez parte da trilha sonora de uma novela de grande audiência na TV brasileira, que depois, tocou durante anos em festas universitárias e redutos de world music. Em seus discos de grande êxito, Khaled mistura as raízes da música raï com reggae, o funk, o flamenco, o calipso e outros cantos do leste da Europa, no entanto, o último álbum de Khaled, é uma genuína volta às raízes e essência da música raí. Sempre com um cálido sorriso e com acordes egípcios faz uma homenagem ao povo argelino e ao seu folclore. Mesmo que poucos entendam a letra, 'El Arbi' tem um encanto hipnótico. Acima de tudo pela voz exuberante de Khaled, autor da canção. Seus versos dizem o seguinte: 'eu sou o árabe, filho da floresta e a perdiz é minha paixão...eu sou o árabe, filho do deserto e a areia é minha paixão. nem as flores nem as pessoas queridas me deixam tão apaixonado'.

khaled - el arbi


Khaled (1992)

Khaled (1992)

Tracklist
01. Didi 02. Arbi 03. Wahrane 04. Ragda 05. Ghatli 06. Liah Liah 07. Mauvais Sang 08. Braya 09. Ne m'en Voulez Pas 10. Sbabi 11. Harai Harai

publicado por mara* às 15:11 | link do post | comentar