iggy pop

iggy pop - copenhagen 1978No final dos anos 60, lggy Pop se tornou cult como membro dos ‘Stooges’, uma banda de rock conhecida por suas guitarras ensurdecedoras e atitude de desprezo pelas convenções, verdades absolutas, normas e preceitos morais. Uma banda niilista que influenciou gerações posteriores. Depois da banda dissolvida no início de 1970, Pop gravou uma série de álbuns solo. Colaborou com David Bowie em canções como ‘Nightclubbing’ e ‘Lust for Life’. Para muitos Iggy é uma descoberta de David Bowie. E há quem afirme que o alienígena andrógino pop star Ziggy Stardust, criação de Bowie, não existiria sem Iggy Pop. Em 1982 ele publicou sua autobiografia, ‘I Need More’ que inclui uma seleção de fotografias em preto e branco e com o prefácio escrito por Andy Warhol. E reapareceu no rock em 1986 com seu primeiro single, ‘Real Wild Child’. Iggy Pop tocou rockn’n’roll por mais de 40 anos com altos e baixos nessas quatro décadas sem perder a capacidade para a loucura furiosa e primal que separa o rock’n’roll das coisas comuns. Nos palcos, Iggy Pop sempre chocou ao cortar a pele com cacos de vidro. Entre gritos estridentes e contorções, a mania de se lambuzar com pasta de amendoim e passar carne crua pelo corpo fizeram dele um dos personagens mais excêntricos do punk.

iggy pop - iguanasNascido em 1947, em Muskegon, Michigan, James Newell Osterberg Junior era filho de Louella Christensen, controladora de vôo, descendente de noruegueses e finlandeses e do professor James Newell Osterberg, de descendência irlandesa e inglesa, que havia sido adotado quando menino por uma família sueca que foi morar nos Estados Unidos. A infância de Iggy foi vivida na cidade industrial de Ypsilanti, Ann Arbor. Seu pai descrito mais tarde por Iggy como esquisito e socialista era avesso a ter vizinhos, portanto, a família vivia em um trailer perto da Universidade de Michigan. Ann Harbor era uma cidade estudantil próxima a Detroit e devido a poluição o pequeno James sofria de bronquite e asma, e uma de suas mágoas era que seu pai, por causa de sua doença, jamais o deixou jogar nenhum esporte coletivo, principalmente baseball, sua grande paixão. Foi cursando a escola que ele sentiu o preconceito dos meninos ricos que o julgavam pela aparência modesta e o ridicularizavam por morar em um trailer. Fato que machucou muito Iggy Pop e o ensinou a desconfiar de gente com melhor situação financeira.

iggy pop - the stoogesBom aluno mostrou ser também um bom orador quanto escrever tão bem que alguns de seus poemas foram publicados em revistas estudantis. Foi também nesta fase que a música entrou definitivamente em sua vida com a descoberta dos sons em um passeio com a escola por Detroit, centro automobilístico do país. O passeio foi visitar uma fábrica e o barulho da maquinaria fazendo pára-choques fez o coração de James bater mais forte. Iggy Pop jamais esqueceu a violência do som do ferro contra o ferro e o eco subseqüente. E todos os sons passaram a chamar a sua atenção, desde o aquecedor elétrico do trailer até o barbeador elétrico do seu pai. Sons que o provocaram a ser baterista.

iggy popPassou aos sons da música dos anos 50 e 60. Eclético, ouvia jazzistas como John Coltrane, Frank Sinatra e grupos vocais de negros, uma influência da vizinha Detroit. Intrigado com o rock’n’roll de Jerry Lee Lewis, Carl Perkins e Elvis Presley influências de todo garoto da época, começou a tocar bateria e formou, ainda no colégio, a sua primeira banda, os ‘Iguanas’, com seu colega de classe Jim McLaughlin que tocava violão que chamou seu vizinho Sam Swisher que tocava saxofone. Com os ‘Rolling Stones’, descobriu o blues de Howlin' Wolf e Muddy Waters influências de Chicago que não ficava muito longe e formou, após terminar o colegial em 1965, uma banda com estilo semelhante, a ‘The Prime Movers’. Abandonou a Universidade de Michigan e se mudou para Chicago onde tocou bateria ao lado dos grandes mestres do blues da cidade. Porém, seu coração ficou com o rock’n’roll, e decidiu deixar a bateria para trás e ser o vocalista de uma banda, inspirando-se em Jim Morrison do ‘The Doors’ e Lou Reed do ‘Velvet Underground’, aliás, inspiração também para David Bowie. Iggy Pop tentou encontrar músicos que partilhassem da sua visão musical: criar uma banda cuja música fosse agressiva e sexual. Em 1967, juntou-se a um velho conhecido de seus dias de escola, o guitarrista Ron Asheton, que também trouxe seu irmão, o baterista Scott e o baixista Dave Alexander, formando assim o ‘Psychedelic Stooges’ que experimentava instrumentos não tradicionais, como tambores de óleo vazios e outros objetos antes de voltarem aos seus respectivos instrumentos.

O nome do grupo foi encurtado para ‘Stooges’, e James Newell Osterberg tornou-se o frenético Iggy Pop e ‘The Stooges’ uma das principais bandas da época. A ‘Elektra Records’ assinou contrato com o quarteto em 1968, lançando o álbum auto-intitulado, e depois ‘Fun House’, em 1970. Embora os dois tivessem pouca vendagem após o lançamento, eles se tornaram clássicos do rock, e podem ser apontados como catalisadores oficiais para o que mais tarde viria a ser o punk rock. A gravadora rompeu com a banda em 1971, devido ao desinteresse do público e ao vício crescente dos integrantes nas drogas o que levou os ‘Stooges’ ao rompimento no mesmo ano por causa da internação de Iggy para tentar livrar-se da heroína. Um dos fãs mais célebres da banda, David Bowie, convenceu Iggy Pop a reiniciar a sua carreira. Pop recrutou o guitarrista James Williamson que foi por um breve período um segundo guitarrista dos ‘Stooges’ antes de sua dissolução, e a dupla se mudou para a Inglaterra, e se reuniu novamente aos irmãos Asheton e sob orientação de Bowie gravaram ‘Raw Power’, que fez sucesso.

iggy pop 5A nova formação durou pouco e a volta de Iggy às drogas fez com que cada um seguisse carreira solo. Depois de passar um breve período como sem-teto nas ruas de Hollywood, durante o qual houve uma tentativa frustrada de formar uma banda pop com o ex-tecladista Ray Manzarek do ‘The Doors’, Iggy Pop se internou no Instituto Neuropsiquiátrico, em Los Angeles. E contou com as visitas de David Bowie durante 1975 e 1976. Em 1977, mais uma vez com a ajuda do amigo, lançou ‘The Idiot’, seu primeiro trabalho solo com composições poéticas sobre a glória e a decadência. O disco incluiu ‘China Girl’, que mais tarde seria um sucesso de Bowie no álbum ‘Let's Dance’, de 1983. ‘Lust for Life’, de 1977, seguiu as mesmas características. Na época, Bowie tinha se interessado por rock eletrônico e mais tarde admitiu que ‘usou’ Iggy Pop como cobaia musical nos dois álbuns produzidos e co-escritos por ele.

Sendo considerado o pai do punk, nos anos 80 Iggy Pop foi convidado para participar de filmes como ‘Sid and Nancy’, ‘The Color of Money’ e ‘Cry-Baby’. Em 1986, com a participação de Steve Jones, ex-guitarrista do ‘Sex Pistols’, lançou ‘Blah Blah Blah’ que o tornou mais acessível ao público. ‘Instict’ lançado em 1988, foi uma tentativa de voltar a fazer sucesso com os amantes do punk. Aproveitando a onda de sucesso Iggy Pop tornou-se um grande ícone do rock. Em 2003, quando gravou com sua nova banda ‘The Trolls’, convidou os irmãos Asheton para gravarem algumas faixas para seu novo álbum. Em 2010, Iggy Pop e sua banda ‘The Stooges’ foram introduzidos no ‘Rock and Roll Hall of Fame’.

‘Nude & Rude: The Best of’ com excelentes 17 faixas é uma visão geral da carreira de Iggy Pop a partir dos ‘Stooges’ até os anos 90 com exceção dos álbuns ‘The Idiot’, ‘Lust for Life’ e ‘Brick by Brick’. Com uma carreira solo que decididamente foi desigual e com alguns álbuns até maçantes, ‘Nude & Rude’ faz um ótimo trabalho de selecionar os melhores momentos de sua carreira solo, bem como muitas das melhores faixas com os ‘Stooges’, proporcionando assim uma perfeita introdução para quem não conhece a música de Iggy. Apesar de alguns itens essenciais da banda estarem faltando, ‘I Wanna Be Your Dog’, ‘No Fun’, ‘Search and Destroy’, ‘Gimme Danger’, ‘I'm Sick of You’ e ‘Kill City’, representam os ‘Stooges’, e todas as faixas essenciais da carreira solo estão aqui, incluindo ‘Funtime’, ‘Nightclubbing’, ‘China Girl’, ‘Lust for Life’, ‘Real Wild Child’, ‘Cold Metal’, ‘Candy’ e ‘Home’.

Iggy Pop - Nude & Rude (The Best Of) (1996)

Nude & Rude (1996)
(The Best Of)

Tracklist
01. I Wanna Be Your Dog 02. No Fun 03. Search and Destroy 04. Gimme Danger 05. I’m Sick of You 06. Funtime 07. Nightclubbing 08. China Girl 09. Lust for Life 10. Passenger 11. Kill City 12. Real Wild Child 13. Cry for Love 14. Cold Metal 15. Candy 16. Home 17. Wild America

‘A Million in Prizes: The Anthology’ oferece um olhar preciso e convincente na linha do tempo do seu trabalho com os ‘Stooges’ e material solo que segue como uma montanha russa através de seus esforços desesperados para encontrar a sua identidade na década de 80 e seu reaparecimento no novo milênio como um artista que pode mesclar cérebro e músculo como força igual.

Iggy Pop - A Million In Prizes: The Anthology (2005)

A Million In Prizes: The Anthology (2005)
CD 1    CD 2

Tracklist CD 1
01. 1969 (The Stooges) 02. No Fun (The Stooges) 03. I Wanna Be Your Dog (The Stooges) 04. Down On The Street (The Stooges) 05. I Got A Right! (The Stooges) 06. Gimme Some Skin (The Stooges) 07. I'm Sick of You (The Stooges) 08. Search And Destroy (The Stooges) 09. Gimme Danger (The Stooges) 10. Raw Power (The Stooges) 11. Kill City (with James Williamson) 12. Nightclubbing (Iggy Pop) 13. Funtime (Iggy Pop) 14. China Girl (Iggy Pop) 15. Sister Midnight (Iggy Pop) 16. Tonight (Iggy Pop)17. Success (Iggy Pop) 18. Lust For Life (Iggy Pop) 19. The Passenger (Iggy Pop)

Tracklist CD 2
01. Some Weird Sin (Iggy Pop) 02. I'm Bored (Iggy Pop) 03. I Need More (Iggy Pop) 04. Pleasure (Iggy Pop) 05. Run Like A Villain (Iggy Pop) 06. Cry For Love (Iggy Pop) 07. Real Wild Child (Wild One) (Iggy Pop) 08. Cold Metal (Iggy Pop) 09. Home (Iggy Pop) 10. Candy (with Kate Pierson) 11. Well Did You Evah! (with Debbie Harry) 12. Wild America (Iggy Pop) 13. TV Eye (Live Felle Festival, Ireland 1993) 14. Loose (Live Felle Festival, Ireland 1993) 15. Look Away (Iggy Pop) 16. Corruption (Iggy Pop) 17. I Felt The Luxury (with Medeski Martin and Wood) 18. Mask (Iggy Pop) 19. Skull Ring (Iggy Pop)

Este é mais um capítulo em compilações da etiqueta ‘Cleopatra Records’ do lendário artista. O primeiro disco com os ‘Stooges’, e o segundo como artista solo. Incluindo as duas faixas que são exclusivas do rótulo para esta compilação: a primeira é a versão de James Williamson, guitarrista de 1971 a 1974 dos ‘Stooges’ da ‘The Ballad of Hollis Brown’ de Bob Dylan; e a outra é uma versão deliberadamente horrível, exagerada de Iggy Pop em ‘White Christmas’.

Iggy Pop - Anthology Box  The Stooges & Beyond (2010)

Anthology Box The Stooges & Beyond (2010)
CD 1    CD 2

Tracklist CD 1
01. Thight Pants 02. Gimme Some Skin 03. Cock In My Pocket 04. The Ballad Of Hollis Brown 05. Head On 06. Fire Engine 07. Jesus Loves The Stooges 08. Rubber Legs 09. Im Sick Of You 10. Louie, Louie 11. Money 12. Purple Haze 13. Im A Man 14. Scene Of The Crime 15. Im So Glad 16. I Got A Right 17. Johanna

Tracklist CD 2
01. Lust For Life 02. The Passenger 03. China Girl 04. Real Wild Child (Live) 05. Nightclubbing (Live) 06. Family Affair 07. 1969 (Live) 08. Dum Dum Boys 09. Raw Power (Live) 10. Gimme Danger (Live) 11. Baby 12. 5 Foot 1 (Live) 13. I Wanna Be Your Dog (Live) 14. I Need Somebody (Live) 15. Search N Destroy (Live) 16. Sister Midnight (Live) 17. No Fun (Live) 18. White Christmas

iggy pop - real wild child



publicado por mara* às 19:21 | link do post | comentar