ABC of the blues 23: lightnin' slim & j.b. lenoir

posts relacionados
ABC of the blues

lightnin' slimLightnin' Slim (1913-1974) foi cantor e guitarrista de ‘swamp blues’, um gênero de blues desenvolvido na década de 50, com base numa versão mais ritmada do Louisiana blues, e incluindo influências do blues de Nova Orleans, soul, cajun zydeco (cajun são os descendentes dos acadianos expulsos do Canadá e que se fixaram na Luisiana; zydeco é uma forma de música popular, uma mistura da música cajun e outros dois novos ritmos: blues e rhythm and blues). ‘Swamp blues’ tem como origem a cidade de Baton Rouge, e as suas composições são fortemente marcadas pelo estilo de Jimmy Reed, Lightnin' Hopkins e Muddy Waters. Caracteriza-se por ser um tipo de blues calmo, mas ruidoso, em que predomina a guitarra elétrica, a gaita e uma bateria com o som mais abafado. Nascido com o nome de Otis V. Hicks, em St. Louis, no Missouri, Lightnin' Slim foi viver em Baton Rouge, Louisiana, com treze anos. Aprendeu a tocar guitarra com o seu irmão mais velho Layfield, e no final da década de 40 começou a tocar em bares. A sua primeira gravação data de 1954, onde toca guitarra na música ‘Bad Luck Blues’. Nos doze anos seguintes, Slim passou a gravar muitas vezes em colaboração com o seu cunhado Slim Harpo, e com o gaitista Lazy Lester. Um dos seus grandes êxitos foi ‘Rooster Blues’, em 1959. Slim esteve algum tempo afastado da música trabalhando numa fundição, o que lhe causou sérios problemas nas mãos devido ao trabalho em altas temperaturas. Em 1970, foi ‘encontrado’ e convencido a tocar e a gravar novamente. O seu primeiro concerto teve lugar na Universidade de Chicago, em 1971, no Festival de Música Folk daquela cidade, juntamente com Lazy Wester. Nos anos 70, Slim tocou em diversas turnês na Europa, tanto no Reino Unido como no Festival de Jazz de Montreux na Suiça, onde era acompanhado por Moses ‘Whispering’ Smith na gaita. A sua última turnê data de 1973 no Reino Unido, com as lendas do blues. Lightnin' Slim morreu de câncer no estômago, com 61 anos.

j.b. lenoirJ. B. Lenoir (1929-1967), guitarrista, cantor e compositor no início da década de 40 trabalhou com Sonny Boy Williamson e Elmore James em Nova Orleans, Louisiana. A música de Blind Lemon Jefferson foi sua grande influência. Em 1949, quando se mudou para Chicago, Big Bill Broonzy ajudou a apresentá-lo à comunidade do blues local e começou a tocar em casas noturnas locais com grandes personalidades do blues como Memphis Minnie, Big Maceo e Muddy Waters e se tornou uma parte importante da cena musical da cidade. Durante a década de 50 trabalhou para diversas gravadoras da região de Chicago. Começou a gravar em 1951, e sua banda incluía o pianista Sunnyland Slim, o guitarrista Leroy Foster e o baterista Alfred Wallace. Durante a década de 50 Lenoir gravou em várias gravadoras e suas canções mais bem sucedidas foram ‘Let's Roll’ e ‘The Mojo’ com o saxofonista J.T. Brown. Lenoir era conhecido por seu carisma e em particular por seu paletó zebra e sua voz estridente. Ele se tornou um guitarrista e compositor influente e seus comentários sociais o distinguiam de outros bluesmen da época. Seu lançamento mais bem sucedido comercialmente foi ‘Mamma Talk To Your Daughter’ que mais tarde foi gravado por outros bluseiros e músicos do rock’n’roll. Na década de 60 fez trabalhos braçais e trabalhou na cozinha da Universidade de Illinois. Foi redescoberto por Willie Dixon e com o baterista Fred Below gravou o álbum ‘Alabama Blues and Down In Mississippi’ inspirado nos movimentos dos direitos civis e liberdade de expressão. Excursionou pela Europa, e em 1965 com o ‘American Folk Blues Festival’ no Reino Unido. A partir daí, suas composições tinham forte conteúdo político relacionados com o racismo e a guerra do Vietnã. As iniciais do seu nome não tinham qualquer significado específico; seu nome era simplesmente JB. Lenoir faleceu com 38 anos, de um ataque cardíaco relacionado com ferimentos que sofreu num acidente de carro três semanas antes. Sua morte foi lamentada por John Mayall nas canções ‘I'm Gonna Fight for You, J.B.’ e ‘Death of J. B. Lenoir’. O filme documentário de 2003 ‘The Soul of a Man’, dirigido por Wim Wenders da série ‘The Blues’ de Martin Scorsese explorou a carreira de Lenoir, juntamente com as de Skip James e Blind Willie Johnson.


Tracklist
01. Lightnin' Slim - Rock Me Mama
02. Lightnin' Slim - Bad Luck
03. Lightnin' Slim - New Orleans Bound
04. Lightnin' Slim - Bugger Bugger Boy
05. Lightnin' Slim - I'm a Rollin' Stone
06. Lightnin' Slim - Hoodoo Man
07. Lightnin' Slim - I'm Grown
08. Lightnin' Slim - Nothing but the Devil
09. Lightnin' Slim - Tom Cat Blues
10. Lightnin' Slim - Wintertime Blues
11. J.B. Lenoir - I Have Married
12. J.B. Lenoir - How Much More
13. J.B. Lenoir - Let's Roll Pt. 1
14. J.B. Lenoir - The Mojo Pt. 1
15. J.B. Lenoir - Slow Down Woman
16. J.B. Lenoir - Louise
17. J.B. Lenoir - When I Was Young
18. J.B. Lenoir - Bassology
19. J.B. Lenoir - Play a Little While
20. J.B. Lenoir - Livin' in the White House



lightnin' slim - nothing but the devil

ABC of the blues volume 23
parte I    parte II



publicado por mara* às 01:43 | link do post | comentar