ABC of the blues 51: bukka white & josh white

posts relacionados
ABC of the blues

bukka whiteBukka White (1909 - 1977) cujo nome verdadeiro é Booker T. Washington White nasceu em Houston, Mississippi, não Houston, Texas. Ele começou a tocar o violino de seu pai, mas a vontade era tocar uma guitarra, mas a avó opunha-se que fosse tocada dentro de casa qualquer música do diabo, mesmo assim, o pai lhe comprou um violão. Aos 14 anos foi morar com o tio e passou a tocar guitarra para atrair as mulheres. Em algum lugarm em alguma época, Bukka entrou em contato com a lenda do blues do Delta, Charley Patton, que sem dúvida nenhuma foi capaz de dar a Bukka White instruções sobre como melhorar suas habilidades em ambas as áreas de atuação. Além da música, White seguiu a carreira no esporte, jogando beisebol na Liga dos Jogadores Negros e, durante algum tempo, foi boxeador. Suas primeiras gravações, em 1930, foram com o nome Washington White. Como a Grande Depressão não conseguiu mais gravar. Quando ia para Chicago à convite do compositor e guitarrista Big Bill Broonzy se envolveu em uma briga e atirou contra um homem em defesa própria, Enquanto aguardava julgamento fugiu para Chicago, gravando dois lados de um disco antes de ser preso e enviado de volta para o Mississipi onde foi condenado a três anos em ‘Parchman Farm’. Enquanto cumpria a pena, um dos registros, ‘Shake 'Em On Down’, se tornou um hit.

Depois de ganhar a liberdade em 1940, ele retornou para Chicago. Entre as canções que gravou nessa ocasião estão os eternos clássicos do blues do Delta: ‘Parchman Farm Blues’, ‘Good Gin Blues’, ‘Bukka's Jitterbug Swing’ e ‘Fixin' to Die Blues’. Então Bukka White desapareceu da cena musical para trabalhar na fábrica em Memphis durante a Segunda Guerra Mundial. Bukka renasceu quando Bob Dylan gravou ‘Fixin' to Die Blues’, em 1961, no seu álbum de estréia. E era sucesso nos circuitos dos festivais da década de 60. Nos anos 70, porém, Bukka White não pôde deixar de ficar um pouco entediado com seu status de celebridade como um bluesman acústico e teria gostado de ter tocado uma guitarra elétrica com seu velho conhecido Chester Burnett, conhecido como Howlin' Wolf, assim como o seu próprio primo BB King, já estava fazendo sucesso por anos com a sua guitarra elétrica. Por outro lado, ele só precisou olhar para o que aconteceu com a carreira do seu amigo Bob Dylan para uma lição sobre o que acontece com os artistas ‘folk blues’ que tentam ir para o elétrico. E assim, Bukka White esteve nos circuitos dos festivais até o fim de seus dias.

josh whiteJoshua Daniel White (1914 - 1969), mais conhecido como Josh White, foi cantor, guitarrista, compositor, ator e ativista dos direitos civis. Ele também gravou com os nomes ‘Pinewood Tom’ e ‘Tippy Barton’ em 1930. No auge de sua popularidade nos anos 1940 e início de 1950, Josh White era internacionalmente famoso como intérprete de blues e folk. Uma figura sexy que ocupou o palco de clubes e salas de concerto, cantando em uma voz de barítono suave, com sua camisa desabotoada e um cigarro pousado ousadamente por trás de uma orelha. E que pavimentou o caminho para Harry Belafonte e outros artistas. Sua carreira se estendeu de 1930, quando ele era conhecido como cantor e guitarrista de blues e a partir de 1960, quando o revival folk que ele cultivava atingiu seu pleno florescimento. Após a sua morte, em 1969, no entanto, White foi muitas vezes ignorado. Joshua Daniel White nasceu em Greenville, Carolina do Sul, em 1914, no auge da violência imposta pela segregação racial no Sul. Seu pai, Dennis, um alfaiate e ministro metodista, foi jogado em um manicômio depois que pediu a um cobrador branco que saísse da sua casa quando o homem cuspiu no chão. Sua mãe, que gravitava entra as Igrejas Metodistas concordou em deixar seu filho ir para a estrada como condutor do cantor cego de blues John Henry Arnold, ela pensou que seu filho estaria fazendo a obra de Deus, conduzindo um cego.

Durante os anos 20 e 30, Josh White se tornou um proeminente artista, com várias gravações em gêneros como blues de Piedmont, country blues, gospel e canções de protesto social. Em 1931, mudou-se para New York, e dentro de uma década, sua fama se espalhou amplamente, e seu repertório foi ampliado para incluir blues urbano, jazz, tradicionais canções folclóricas e canções de protesto político. E logo se tornou um ator do rádio, da Broadway e do cinema. Josh White também se tornou o amigo mais próximo e confidente do presidente Franklin D. Roosevelt. No entanto, a sua luta internacional pelos direitos humanos e a sua posição política apresentada em muitas de suas gravações e em seus discursos e comícios resultou na acusação dele ser comunista e, consequentemente, na perseguição dos que defendiam o macartismo, termo que descreve um período de intensa patrulha anticomunista, perseguição política e desrespeito aos direitos civis nos Estados Unidos. Assim, a partir de 1947, Josh White foi denunciado no Red Scare, período que incidiu sobre os comunistas nacionais e estrangeiros que influenciavam a sociedade ou eram infiltrados no governo federal, ou ambos. Combinando este fato e a sua tentativa para ‘limpar’ o nome, sua carreira foi danificada. O seu nome apenas foi retirado da lista negra em 1963 quando o presidente John F. Kennedy o convidou para aparecer no especial de televisão ‘Jantar com o Presidente’. A sua saúde começou a declinar abruptamente e ele morreu em 1969 depois de três ataques cardíacos, além de sofrer de enfisema, úlceras, psoríase severa em suas mãos que sangravam em cada concerto.


Tracklist
01. Bukka White - Good Gin Blues
02. Bukka White - Shake 'em On Down
03. Bukka White - When Can I Change My Clothes?
04. Bukka White - High Fever Blues
05. Bukka White - Bukka's Jitterbug Swing
06. Bukka White - District Attorney Blues
07. Bukka White - Strange Place Blues
08. Bukka White - Sleepy My Blues
09. Bukka White - Pinebluff, Arkansas
10. Bukka White - Fixin' to Die Blues
11. Josh White - Uncle Sam Says
12. Josh White - Jim Crow Train
13. Josh White - Bad Housing Blues
14. Josh White - Southern Exposure
15. Josh White - Defence Factory Blues
16. Josh White - Prison Bound
17. Josh White - Hard Time Blues
18. Josh White - Monday, Tuesday, Wednesday
19. Josh White - One Meat Ball
20. Josh White - Hard Times Blues



josh white - hard times blues


ABC of the blues volume 51

parte I    parte II



publicado por mara* às 07:02 | link do post | comentar