ópera rock: joe's garage

frank zappaControvertido, cínico, mordaz, irônico, polêmico, inovador, adjetivos que são marcas de Frank Zappa, um dos mais estranhos e geniais músicos do rock, apaixonado por sua arte, e que nunca permitiu ser rotulado. Por ter sido um crítico incansável do conformismo, da mediocridade e da hipocrisia, a música de Zappa foi muito usada pela juventude, envolvida em diversos conflitos políticos na época, uma de suas músicas tornou-se hino dos estudantes da antiga Tchecoslováquia, que lutavam contra o regime comunista vigente no país. O ‘american way of life’ era um de seus alvos preferenciais, bem como a Igreja, com sua moral duvidosa, e o Estado, que eram considerados por ele uma coisa só.

Em 1985, Zappa foi uma das principais vozes a se levantar contra o PMRC (Parents’ Music Resource Council), organização liderada por Tipper Gore, esposa do então senador Al Gore, que acusava a indústria fonográfica de expor a juventude, através das letras das músicas, ao sexo, à violência, às drogas e ao álcool. Zappa declarou que não passava de um grupo de donas-de-casa entediadas, acusou o conselho de censura à liberdade de expressão, primeiro em uma carta aberta ao Presidente Ronald Reagan e, depois, numa série de depoimentos perante o comitê do Senado americano. E considerava que o seu trabalho contribuia para um melhor esclarecimento político das pessoas. Todo o seu trajeto foi marcado por uma simples obsessão: a expressão livre do indivíduo.

Ike Willis e frank zappaNa ópera rock Joe's Garage: Acts I, II e III de 1979, que conta a história do que poderia acontecer se a música tornar-se ilegal, todas as canções foram escritas, arranjadas e conduzidas por Frank Zappa. Os principais temas da história incluem as bandas de garagem, zombarias em torno da Cientologia, mas, sobretudo, a censura da música como uma forma de arte. A ópera começa com a ‘The Central Scrutinizer’ que explica que o seu trabalho é fazer cumprir as leis, quando a música for ilegal e mostrar o que pode acontecer se alguém escolher uma carreira na música, como Joe o protagonista da ópera, que costumava ser um bom menino e cortar a grama dos vizinhos, mas quando descobriu o rock, ele passa todo o seu tempo tocando música em sua garagem, e por causa do som alto, os vizinhos, muitas vezes são obrigados a chamar a polícia. Na delegacia, o conselheiro sempre lhe dá um donut e o aconselha a ficar mais perto da Igreja exercendo atividades sociais. Joe encontra uma nova namorada, Maria, uma menina católica que o abandona para seguir a banda ‘Toad-O’. Deprimido Joe tem relações sexuais com Lucille, uma garota que trabalha no ‘Jack-In-The-Box’ e que lhe transmite uma doença venérea a qual, Joe diz ter contraído no banheiro.

No ato II, Joe volta-se para a religião e contribui com dinheiro para ‘L. Ron Hoover’ da Primeira Igreja de Appliantology (uma paródia da Igreja da Cientologia). Ali, Joe descobre que poderá obter uma gratificação sexual através do uso de máquinas em um clube onde os seres humanos podem ter relações sexuais com aparelhos. Joe localiza uma máquina que gosta Sy Borg. Joe acaba por destruir Sy e como deu todo o seu dinheiro à Igreja e, portanto, é incapaz de pagar pelos danos, é jogado em uma prisão especial que é pintada toda de verde e lotada por criminosos do mundo da música. Joe é repetidamente violentado por músicos e ex-executivos de gravadoras, quando não está cheirando linhas de detergente. No ato III, Joe é libertado da prisão, e a música já é ilegal. Desequilibrado mentalmente começa a imaginar todas as notas da guitarra que ele não pode mais tocar. Ike Willis, cantor e guitarrista que foi um sideman regular de Frank Zappa é quem canta a música ‘Joe's Garage'.

ike willis - joe's garage


frank zappa - joe's garage (1979)

Joe's Garage: Acts I, II & III (1979)
CD 1    CD 2

Tracklist CD 1
01. Central Scrutinizer 02. Joe's Garage 03. Catholic Girls 04. Crew Slut 05. Fembot in a Wet T-Shirt 06. On the Bus 07. Why Does It Hurt When I Pee? 08. Lucille Has Messed My Mind Up 09. Scrutinizer Postlude 10. Token of My Extreme 11. Stick It Out 12. Sy Borg

Tracklist CD 2
01. Dong Work for Yuda 02. Keep It Greasey 03. Outside Now 04. He Used to Cut the Grass 05. Packard Goose 06. Watermelon in Easter Hay 07. Little Green Rosett

Act I
Side one
01. "The Central Scrutinizer" 02. "Joe's Garage" 03. "Catholic Girls" 04. "Crew Slut"
Side two
01. "Fembot in a Wet T-Shirt" (aka "Wet T-Shirt Nite") 02. "On the Bus" (aka "Toad-O Line") 03. "Why Does It Hurt When I Pee?" 04. "Lucille Has Messed My Mind Up" 05. "Scrutinizer Postlude" –

Act II
Side one
01. "A Token of My Extreme" 02. "Stick It Out" 03. "Sy Borg"
Side two
01. "Dong Work for Yuda" 02. "Keep It Greasey" 03. "Outside Now"

Act III
Side three
01. "He Used to Cut the Grass" 02. "Packard Goose"
Side four
01. "Watermelon in Easter Hay" 02. "A Little Green Rosetta"

publicado por mara* às 16:15 | link do post | comentar