eric clapton

posts relacionados
cream
yardbirds

eric claptonEric Patrick Clapton, nasceu na Inglaterra em 1945, sua mãe era solteira e tinha 16 anos de idade. Foi criado pela sua avó e pelo marido desta, acreditando que eles eram seus pais e que sua mãe era sua irmã mais velha. Descobriu a verdade aos 9 anos de idade, e essa revelação foi um momento muito marcante na sua vida. Depois disso, ele deixou de se aplicar na escola e se tornou um garoto calado, tímido, solitário e distante de sua família. Demonstrando sempre grande talento para as artes, aos 14 anos foi estudar desenho gráfico, entretanto, aos 13 ele ganhou a sua primeira guitarra e ela era sua companheira também na escola, aos 16 anos Clapton foi convidado a se retirar da escola por rebeldia. Seu primeiro emprego foi como carteiro temporário, durante o natal de 61. Eric ainda chegou a trabalhar como assistente de pedreiro com seu avô, mas abandonou o trabalho com medo de machucar as mãos e não mais poder tocar. Aprendeu a tocar em pubs e pequenos shows. A música pop não chamava a atenção de Clapton, o blues foi sua opção, com influência de Big Bill Broonzy, Muddy Waters, Howlin’Wolf, e Robert Johnson, o lendário bluesman do Mississippi, aos quais, Eric tentava igualar-se com sua guitarra comprada com sacrifícios.

Convidado pelo guitarrista Tom McGuiness entrou na que seria sua primeira banda, 'The Roosters', quando ela foi extinta, Eric e Tom juntam-se aos “The Engineers”, onde ficou apenas por um mês, finalmente juntou-se aos ‘Yardbirds’, banda inglesa de grande influência que teve o mérito de reunir três dos maiores guitarristas de todos os tempos em sua formação: Eric Clapton, Jeff Beck e Jimmy Page (que mais tarde formaria o Led Zeppelin), mas quando receberam o convite para tocar pelo dinheiro fácil do pop, Clapton, não aceitou a proposta e retirou-se do grupo. Foi então convidado a integrar a banda ‘Bluesbreakers’ de John Mayall, onde Clapton estabeleceu sua reputação de guitarrista extraordinário. Durante os shows, o público gritava enlouquecido 'Give God a solo!', surgindo assim o grafite nos muros e metrôs de Londres: ‘Clapton is God!’.

Em 1966, associou-se a Jack Bruce e Ginger Baker para formar o ‘Cream’, onde consolidou a sua reputação de guitarrista número um do rock. Bruce e Baker tinham formação jazzistica, e junto com o blues de Clapton, conseguiram um som incrível, entretanto, as constantes discussões entre os componentes levaram o grupo à separação em 1968. Clapton ainda iria participar de outras bandas como a ‘Blind Faith’, fundada por ele mesmo e com a Dalaney e Bonnie, antes de iniciar carreira solo em 1970. Entre outras participações especiais gravou com os ‘Beatles’ o solo de guitarra da música ‘While My Guitar Gently Weeps’. A sua ligação com os ‘Beatles’, porém, não se resumiu com a sua participação em algumas músicas; durante anos manteve um relacionamento mais do que amigável com Patty Boyd, esposa de George Harrison. Clapton montou a banda 'Derek and The Dominos', com quem lançou um de seus maiores sucessos, a música 'Layla', abertamente dedicada à esposa de George Harrison. Não apenas 'Layla' como todo o resto do álbum 'Layla and other assorted songs' é dedicado à Patty, inclusive a inspiradíssima 'Have you ever loved a woman'.

eric clapton & pete townshend no rainbown concert

Eric Clapton & Pete Townshend do 'The Who' no Rainbown Concert

No início da década de 70, os problemas pessoais, os conflitos emocionais e a morte de Jimmi Hendrix e três anos de vicio de heroína levaram Clapton a ser considerado o próximo de uma lista que já contava com Morrison, Joplin e Hendrix. Convencido pelo amigo Pete Townshend, ele iniciou um tratamento revolucionário, a base de acupuntura eletrônica para largar as drogas. Curado, trabalhou no verão em uma fazenda como colhedor de feno para adquirir a forma física. Em 1974, ele reapareceu com estilo novo, feliz e casado com Patti Boyd, mas infelizmente ele substituiu o hábito da heroína pelo álcool. Novamente, convencido por um outro amigo, Roger Forester, ele entrou para uma clínica de reabilitação para alcoólatras. Em 1988, ele anunciou a abertura da clínica de reabilitação ‘Crossroads Centre’, investindo mais de 6 milhões de dólares neste projeto, e leiloando 100 de suas preciosas guitarras.

Como compositor de excelentes trilhas sonoras para filmes, entre outras, do ‘Rush’, sua fama aumentava. Em 1990 ganhou seu primeiro Grammy. Em 1991, divorciado de sua amada Patty, aconteceu o golpe mais terrível em sua vida, a morte do seu filho Conor de quatro anos, nascido de um relacionamento extra-conjugal, que caiu da janela do apartamento da namorada. Clapton expressou todo o seu pesar na canção 'Tears In Heaven', que, ironicamente, foi o maior sucesso de sua carreira e lhe traria uma nova legião de fãs. Eric Clapton é considerado um dos mais perfeitos guitarristas da história, tocando com extrema técnica e sentimento, além de um estilo inconfundível. ‘Clapton is God!’. O deus do solo.

eric clapton 2010

eric clapton - layla (acústico)


eric clapton - complete clapton (2007)

Complete Clapton (2007)
CD 1    CD 2

CD 1
01. I Feel Free (Cream) 02. Sunshine of Your Love (Cream) 03. White Room (Cream) 04. Crossroads (Cream) 05. Badge (Cream) 06. Presence of the Lord: Blind Faith 07. After Midnight08. Let It Rain 09. Bell Bottom Blues 10. Layla 11. Let It Grow 12. I Shot the Sheriff 13. Knockin' on Heaven's Door 14. Hello Old Friend 15. Cocaine 16. Lay Down Sally 17. Wonderful Tonight 18. Promises 19. I Can't Stand It

CD 2
01. I've Got a Rock 'n' Roll Heart 02. She's Waiting 03. Forever Man 04. It's in the Way That You Use It 05. Miss You 06. Pretending 07. Bad Love 08. Tears in Heaven 09. Layla (Unplugged) 10. Running on Faith (Unplugged) 11. Motherless Child 12. Change the World 13. My Father's Eyes 14. Riding With the King 15. Sweet Home Chicago 16. If I Had Possession Over Judgment 17. Ride the River

eric clapton - clapton chronicles (2008)

Clapton Chronicles (2008)

Tracklist
01. Blue Eyes Blue 02. Change The World 03. My Father's Eyes 04. Tears In Heaven 05. Layla (Unplugged version) 06. Pretending 07. Bad Love 08. Before You Accuse Me (Take A Look At Yourself) 09. It's In The Way That You Use It 10. Forever Man 11. Running On Faith (Unplugged version) 12. She's Waiting 13. River Of Tears 14. Get Lost, (I) 15. Wonderful Tonight (live edit)

eric clapton - butterflies & zebras (2009)

Butterflies & Zebras…Fairy Tales (2009)
CD 1    CD 2    CD 3

CD 1: Selections from 2006-2009 Tour
01. Tell The Truth - Sapporo, Japan
02. Key To The Highway - Tokyo, Japan
03. Hoochie Coochie Man - Tokyo, Japan
04. I Shot The Sheriff - 25 February 2009 - Tokyo, Japan
05. Got To Get Better In A Little While - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
06. Old Love - Sapporo, Japan
07. Little Wing - Tokyo, Japan
08. Why Does Love Got To Be So Sad? - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
09. I Am Yours - London, UK
10. Nobody Knows You When You're Down And Out - Sapporo, Japan
11. Anyday - Sapporo, Japan
12. Motherless Children - Sapporo, Japan

CD 2: Clapton-Winwood at Crossroads Festival 2007 & More from 2006-2009 Tour
01. Further On Up The Road - Osaka, Japan
02. Little Queen of Spades - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
03. Steve Winwood Introduction - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
04. Pearly Queen - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
05. Presence Of The Lord - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
06. Can’t Find My Way Home - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
07. Had To Cry Today - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
08. Dear Mr. Fantasy (Steve Winwood Solo) - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA
09. Layla - Sapporo, Japan
10. Cocaine - Sapporo, Japan
11. Crossroads - Sapporo, Japan

CD 3: The Allman Brothers Band featuring Eric Clapton - Beacon Theatre New York, USA
01. Eric Clapton Introduction
02. Key To The Highway
03. Stormy Monday
04. Dreams
05. Why Does Love Got To Be So Sad?
06. Little Wing
07. In Memory Of Elizabeth Reed
08. Layla
09. Anyday (The Derek Trucks Band with Susan Tedeschi) - (Crossroads Guitar Festival 2007) - Chicago, USA (Bonus Track)

Entre 1972 e 1973, a carreira de Eric Clapton estava no auge. Porém, estava afastado de todas suas antigas atividades. Totalmente viciado em heroína, havia comparecido aos palcos pela última vez em 1971, no Concerto para Bangladesh, organizado por George Harrison. Pete Townshend, do ‘The Who’, então convenceu Clapton a realizar dois shows, sendo que ambos aconteceriam no mesmo dia. Apesar de estar sem banda, Eric sempre fora muito querido no cenário musical inglês e não foi difícil mobilizar inúmeros amigos para montar um super-grupo que acompanharia o Deus da guitarra naquelas apresentações. Atendendo ao chamado, vieram Steve Winwood e Jim Capaldi do ‘Traffic’ e Ronnie Wood do ‘Faces’, entre outros . Por 10 dias, ensaiaram o repertório na casa de Ron Wood. Havia um clima de comoção no ar. A idéia era juntar dinheiro suficiente para internar Clapton numa clínica de tratamento contra as drogas e salvá-lo da morte certa. Assim, o ‘Rainbow Theatre’ de Londres foi tomado por fãs e admiradores no dia 13 de janeiro de 1973. A apresentação foi um sucesso. A banda apresentou músicas de diversas fases da carreira de Eric, além de ótimas covers, como ‘Little Wing’ de Jimi Hendrix e ‘After Midnight’ de J.J. Cale. O auge se deu exatamente à meia-noite, quando Townshend foi ovacionado por ter organizado a apresentação e o super-grupo executou ‘Crossroads’, presença obrigatória em shows de Clapton. A música é de Robert Johnson e narra o lendário pacto do blueseiro com o diabo, feito numa encruzilhada exatamente naquele horário. Em setembro do mesmo ano, foi lançado o LP ‘Eric Clapton’s Rainbow Concert’ com apenas seis canções. Em 1995 foi lançada uma edição em CD contendo 14 faixas.

rainbow concert (1973)

Rainbow Concert (1973)

Tracklist
01. Layla 02. Badge 03. Blues Power 04. Roll It Over 05. Little Wing 06. Bottle Of Red Wine 07. After Midnight 08. Bell Bottom Blues 09. Presence Of The Lord 10. Tell The Truth 11. Pearly Queen 12. Key To The Highway 13. Let It Rain 14. Crossroads

publicado por mara* às 09:33 | link do post | comentar