magic sam

magic sam

Para aqueles com conhecimentos musicais, o ano de 1969 traz à mente a grandeza do festival de Woodstock, é difícil ignorar um evento de tal magnitude e importância. Os amantes do blues também sabem que 1969 foi marcado por uma festa extraordinária em Ann Arbor, Michigan, duas semanas antes de Woodstock, o ‘Ann Arbor Blues Festival’, que contou com os maiores músicos de blues do passado, presente e futuro. E um menos conhecido fora de Chicago: Magic Sam. Sam estava programado para subir ao palco no domingo à tarde, mas, quando chegou o momento, ele não foi encontrado. Charlie Musselwhite se apresentou em seu lugar. Antes de Musselwhite terminar, Sam tinha chegado com apenas seu baixista Bruce Buffalo Barlow. Faltava um baterista, e Sam Lay foi recrutado para preencher o vazio. A multidão desconfiada não sabia o que esperar deste indivíduo que deveria ter subido ao palco uma hora antes. Quando o trio terminou de tocar ‘San-Ho-Zay’ o instrumental clássico de Freddy King, Magic Sam foi ovacionado. Como muitos artistas do blues antes de encontrar a fama em Chicago, Magic Sam era originalmente do delta do Mississippi. Nasceu Samuel Gene Maghett perto de Grenada e desde jovem era fascinado pelos sons que ouvia em festas locais e piqueniques. Ele improvisava seus próprios instrumentos, com barbantes e caixas de charutos. Até o momento da família se mudar para Chicago em 1950, Sam já era um guitarrista eficiente e não demorou muito para que ele começasse profissionalmente, primeiro com o grupo gospel ‘The Morning View Special’ e, em seguida, com o renomado ‘Homesick James Band’.

Com o incentivo e ajuda do seu tio, o gaitista James ‘Shakey Jak’ Harris, o adolescente Sam, que trabalhava sob o pseudônimo Good Rocking Sam, formou a sua primeira banda em 1955, que incluia o vizinho Syl Johnson. Ao combinar os estilos do blues do delta com a ferocidade do blues urbano de Muddy Waters e Freddy King, Sam ajudou a desenvolver o que viria a ser conhecido como o som de West Side. Junto com Otis Rush e Buddy Guy, o West Side tornou-se popular atraindo a atenção do baixista e caça-talentos, Willie Dixon. Apesar das recomendações, Dixon não conseguiu convencer seus empregadores da ‘Chess Records’ a darem uma chance a Sam, Otis Rush ou Buddy Guy, então os indicou para Eli Toscano, dono do selo ‘Cobra’ que concordou em trabalhar com os jovens.

magic samE Sam entrou no estúdio junto com Willie Dixon, o pianista Little Brother Montgomery, o baterista Billie Stepney e Mack Thompson no baixo. Eli Toscano queria um nome artístico para Sam, algo mais tradicional e sugeriu Sad Sam. Mack Thompson sugeriu Magic Sam, e o apelido pegou. A guitarra de Magic Sam, a sua intensa voz e clássicos do blues construíram uma base para vários singles de sucesso lançados pela gravadora. Infelizmente, apesar do sucesso local, ele não tinha encontrado muito reconhecimento nos arredores de Chicago. Em 1960, a gravadora fechou suas portas. Otis Rush e Buddy Guy encontraram emprego na ‘Chess’, mas a vida de Magic Sam tomou um caminho diferente. Ele foi convocado para o Exército. Algumas semanas depois abandonou a farda e voltou para Chicago e gravou alguns singles para a etiqueta ‘Chief’ que infelizmente, também viram pouco reconhecimento fora de Chicago. E o destino, novamente, tomou outro rumo quando o Exército prendeu Sam como desertor.

Depois de cumprir prisão ele voltou para Chicago e renovou o seu trabalho com Willie Dixon. Ele queria lançar um álbum completo, não apenas singles, quando chamou a atenção de Bob Koester, o proprietário da ‘Delmark Records’, e em 1967, Magic Sam realizou o seu desejo em grande estilo. O álbum, ‘West Side Soul’, tem Magic Sam em seu maior potencial, que abrange canções de J.B. Lenoir, a magnífica versão da clássica ‘Sweet Home Chicago’ de Robert Johnson e o instrumental ‘Lookin 'Good’, que define claramente o som de West Side. Magic Sam voltou ao estúdio no ano seguinte, desta vez acompanhado pelo saxofonista Eddie Shaw da banda de Howlin 'Wolf e o álbum ’Black Magic’ foi outra gravação estelar e recebeu aclamação da crítica. Magic Sam começou a tocar em festivais com BB King, Albert King e King Freddy. E em 1969, ele também teve um lugar no ‘Ann Arbor Blues Festival’. Sua aparição no evento foi como uma tempestade e parecia que Magic Sam estava à beira do sucesso mundial quando o destino novamente o colocou definitivamente em outro rumo. Magic Sam Maghett sofreu um ataque cardíaco e faleceu. Ele tinha apenas 32 anos.

Ao longo dos anos que se seguiram, houve numerosas gravações de Magic Sam com materiais coletados de suas performances ao vivo e seus singles anteriores da gravadora ‘Cobra’ e de rótulos menor. Magic Sam foi introduzido no ‘The Blues Foundation's Hall of Fame’ em 1982. Tanto ‘West Side Soul’ quanto ‘Black Magic’ também conseguiram esta honra no hall dos clássicos do blues. Prematuramente levado deste mundo, Magic Sam tinha talento para se tornar o maior expoente do West Side Blues, talvez até mesmo eclipsando Otis Rush e Buddy Guy. No entanto, mais de 30 anos após a sua morte, a música de Magic Sam continua a ser vital e viva até hoje.

magic sam - keep loving me baby



magic sam - west side soul (1967)

West Side Soul (1967)

Tracklist
01. That's All I Need 02. I Need You So Bad 03. I Feel So Good (I Wanna Boogie) 04. All Your Love Magic 05. I Don't Want No Woman Robey 06. Sweet Home Chicago Traditional 07. I Found a New Love 08. Every Night and Every Day 09. Lookin' Good [instrumental] 10. My Love Will Never Die 11. Mama Talk to Your Daughter 12. I Don't Want No Woman (alternate take)

magic sam - black magic (1968)

Black Magic (1968)
(magic sam blues band)

Tracklist
01. I Just Want a Little Bit 02. What Have I Done Wrong 03. Easy, Baby 04. You Belong To Me 05. It's All Your Fault 06. I Have the Same Old Blues 07. You Don't Love Me Baby 08. San-Ho-Zay 09. Stop! You're Hurting Me 10. Keep Loving Me Baby

magic sam - magic touch (1968)

Magic Touch (1968)

Tracklist
01. Juke 02. Hate To See You Go 03. Just Like A Fish 04. Dirty Work Goin’ On 05. Rock Me 06. I’ve Been Down So Long 07. I Just Can’t Please You 08. I Just Got To Know 09. Tore Down 10. Scratch My Back 11. Sawed Off Shotgun 12. Backstroke 13. All Your Love 14. 19 Years Old

magic sam - black magic blues (2002)

Black Magic Blues (2002)

Tracklist
01. EJ's Thing 02. FP Blues 03. PJ Blues 04. West Madison Street Blues 05. Chi Town Boogie 06. Sly and Sleazy 07. Creole 'n Roll 08. Blues 'Nooze 09. Boppin' The blues 10. 43rd and S Park Blues 11. Scatter Shot 12. Black Magic Blues

the essential magic sam (1947-1961)

The Essential Magic Sam: 1957-1961

Tracklist
01. All Your Love 02. Love Me With a Feeling 03. Everything Gonna Be Alright 04. Look Whatcha Done 05. All Night Long 06. All My Whole Life 07. Easy Baby 08. 21 Days in Jail 09. Love Me This Way 10. Magic Rocker 11. Mr. Charlie 12. My Love Is Your Love 13. Square Dance Rock, Pt. 1 14. Square Dance Rock, Pt. 2 15. Every Night About This Time 16. Do the Camel Walk 17. You Don't Have to Work 18. Blue Light Boogie 19. Out of Bad Luck 20. She Belongs to Me 21. All Your Love 22. Love Me With a Feeling 23. Everything Gonna Be Alright 24. Easy Baby 25. 21 Days in Jail

tags:
publicado por mara* às 05:40 | link do post | comentar