t-bone walker

t-bone walkerT-Bone Walker é sem dúvida aquele que lançou as bases para o que é conhecido como o moderno blues urbano. Ele foi a ponte entre o jazz e o blues e criou um estilo que influenciou todo guitarrista desde então. BB King afirmou que T-Bone Walker foi sua principal influência. Seus riffs também ecoaram em Freddie King, Chuck Berry e Jimmy Rogers. T-Bone foi o pioneiro da guitarra elétrica e a popularizou levando-a ao jazz, ao swing, ao doo-wop, um estilo vocal baseado no rhythm and blues, e foi também de grande importância na construção do soul e do rock’n’roll. T-Bone Walker mudou o mundo do blues e deixou uma marca indelével em muitos gêneros de música moderna. T-Bone foi um músico que escreveu suas próprias partituras, um dos seus maiores clássicos foi surrupiado por Jimmy Rogers que colocou uma letra diferente em ‘Why Not!’ e a renomeou como ‘Walkin 'By Myself’. Grande parte de sua gravação foi feita entre 1946 e 1954, incluindo a sua canção mais conhecida, ‘Call It Stormy Monday’ descoberta por quase todos os músicos de jazz e de blues, assim como por quase todas as bandas de rock dos anos 70. Nenhuma quantidade de elogios pode transmitir plenamente a importância monumental do que T-Bone Walker deu ao blues e a sua influência em muitos guitarristas.

Em algumas de suas fotos percebe-se em quem Elvis, Chuck Berry e outros, se inspiraram nos movimentos. T-Bone Walker era um artista completo, igualmente hábil em tocar a sua guitarra como em cantar e dançar. Muitas vezes imitado, mas jamais repetido, T-Bone Walker foi verdadeiramente a fonte original. Nem tão pouco foi Hendrix que inventou a teatralidade no modo de tocar a guitarra, T-Bone Walker tocava a guitarra de uma maneira muito especial e com muito elegância.



Thibeaux Aaron Walker nasceu no Texas rural em 1910. Foi levado para Dallas pela mãe quando ainda era um bebê, em um momento em que a América negra ainda era basicamente rural, mas rapidamente se tornando urbana. Ele era um menino da cidade. Da sua mãe herdou o desejo de viajar e o amor pela música. No primeiro ano da escola ele fugiu para se juntar a trupe da cantora Ida Cox, que estava em visita ao Estado até que as autoridades finalmente o capturaram. Ainda menino era visto cantando no coral da Igreja e acompanhando pelas ruas de Dallas, para tocar de bar em bar, o lendário bluesman Blind Lemon Jefferson, que era cego, e que mais tarde iria influenciar as gravações de T-Bone que também foi particularmente influenciado por registros de Lonnie Johnson, Leroy Carr e Blackwell Scrapper, de Indianápolis. Seu padrasto, Marco Washington, acariciava o rabecão no ‘Dallas String Band’ e T-Bone seguiu o exemplo aprendendo qualquer instrumento de cordas que ele pudesse colocar em suas mãos talentosas. Com doze anos ganhou um banjo de sua mãe, no entanto, estava decidido a comprar uma guitarra, e o fez logo. Aos dezesseis anos ele se juntou a uma banda tocando banjo em vez da guitarra, para que pudesse ser ouvido em seus arranjos.

A grande oportunidade veio em 1929 quando ganhou um show amador, e o prêmio era se apresentar por uma semana com a banda de Cab Calloway, famoso cantor norte-americano de jazz, onde tocou o banjo que acabou por conduzi-lo, um ano depois, à ‘Columbia Records’, onde gravou ‘Witchita Falls’ e ‘Trinity River Blues’ com o nome de Oak Cliff T-Bone. Trabalhou nas ruas com Charlie Christian, outro guitarrista, também importante e influente. Enquanto um tocava o outro sapateava. Charlie Christian mais tarde subiu ao estrelato como solista da orquestra de Benny Goodman e com seus riffs iria transformar totalmente o papel da guitarra no jazz, enquanto T-Bone Walker faria o mesmo no blues. Em seguida, T-Bone se juntou a artistas brancos e teve problemas em Oklahoma City, aconselhado a se calar foi para Kansas City onde foi hospitalizado, ele sofria de úlcera e o hábito de beber contribuiu para agravar o problema. O dinheiro estava escasso, e partiu para Los Angeles com apenas um dólar, onde se juntou, como dançarino, ao saxofonista e bandleader Big Jim Wynn, tornando-se mais tarde apresentador, cantor e guitarrista. O sucesso com o público foi imediato.

t-bone walker

Logo depois, foi convidado a participar como vocalista da orquestra do saxofonista de jazz Les Hite. Nos bastidores, ele já dominava a guitarra elétrica, embora ele fosse ainda apenas um cantor. Em 1945, ao voltar para Los Angeles, se tornou um fenômeno de entretenimento durante os anos de guerra, primeiro em Los Angeles e, em seguida, em Chicago. Foi também o responsável pelo nascimento do selo ‘Rhumboogie’ onde fez algumas gravações promocionais para explorar o tremendo impacto que estava fazendo na cidade. Mais tarde voltou para Los Angeles e assinou um contrato com a ‘Comet Records’ para gravar para o seu rótulo ‘Black & White Records’. T-Bone foi supervisionado por Ralph Bass, um influente produtor de discos e caçador de talentos que havia trabalhado com as bandas de Dizzy Gillespie, Wardell Gray e Dexter Gordon e foi um grande fã de Walker. Com hits clássicos como ‘T-Bone Shuffle’ e ‘Call It Stormy Monday’, T-Bone estabeleceu sua reputação como o pai do blues elétrico, e seus hits foram tocados em programas de rádio em todo o país e os shows ficaram maiores e mais lucrativos. Infelizmente, seus problemas de saúde surgiram novamente, foi hospitalizado novamente e teve que remover grande parte de seu estômago.

T-Bone Walker, Dizzy Gillespie e James Moody

T-Bone Walker acompanhado de Dizzy Gillespie e James Moody

T-Bone mudou para a ‘Imperial Records’. Suas composições, e o modo de cantar e tocar ficaram intactas, mas os gostos musicais foram mudando rapidamente. Seu blues estava começando a soar antiquado devido ao ‘jump blues’, desempenhado por pequenos grupos e apresentando metais e que se tornou popular e foi chamado de rock’n’roll na década de 50, e até mesmo devido ao blues gravado por artistas da ‘Chess Records’. Ainda assim, seus discos vendiam bem. Nos anos 50, ele mudou para a ‘Atlantic Records’ onde gravou grandes discos, mas não venderam bem. O blues estava fora de moda, com a ascensão do rock’n’roll e do soul. No início dos anos sessenta, no entanto, uma mudança estava acontecendo. Ele conseguiu cantar na banda do pianista e bandleader de jazz Count Basie, mas Walker não se sentia confortável. Por esta altura, a Europa e a América branca estavam descobrindo o blues dos negros norte-americanos que foram deixados para trás. Devido a isso, dois promotores alemães prepararam um pacote de turismo com T-Bone Walker, Memphis Slim, Willie Dixon, Jump Jackson, John Lee Hooker, Shakey Jake, Brownie McGhee e Sonny Terry.

Eles tocaram na Europa Ocidental para uma multidão entusiasmada. Enquanto estavam em Hamburgo, eles gravaram ‘The Original American Folk Blues Festival’, possivelmente o maior registro de blues de todos os tempos. Além de cantar e tocar guitarra, Walker tocou piano acompanhando John Lee Hooker, mas não foi nenhuma realização pequena. Desde cedo as apresentações de Walker foram, principalmente, em grupo, isso não deveria ser surpreendente. Entretanto, o que surpreende é a facilidade com que ele poderia ser tanto o centro das atenções ou no papel de apoio. Isso é evidente neste álbum. Ele cantando em um par de faixas e tocando guitarra em algumas outras, como de costume. Mas o que impressiona é a sua maneira de tocar piano para John Lee Hooker e a sua capacidade de deixar Hooker assumir a liderança e ele tocar como apoio. A partir daí, T-Bone tornou-se uma presença regular em festivais de blues, especialmente na Europa e encontrou a vida noturna de Paris e achou demais para resistir. E gravou várias vezes para selos franceses com Memphis Slim. Então, quando a 'Polydor' quis gravar, ele não mais se preocupava com o lado comercial e gravou ‘Good Feelin'. Em 1972, de volta a Los Angeles descobriu que tinha recebido um Grammy por esse álbum.

t-bone walkerEle e o saxofonista Eddie ‘Cleanhead’ Vinson sofreram um acidente de carro. Walker ficou internado no hospital por vários meses, e enquanto ele estava se recuperando, a sua banda tinha sido dissolvida e o dinheiro desaparecido. A sua música ‘Call It Stormy Monday’ gravada por ‘The Allman Brothers’ estava sendo tocada por todo o país, e T-Bone estava ansioso para voltar a tocar, além de seu desejo de viajar sempre. E assim, ele caiu na estrada novamente. Ele parecia estar de volta, mas sofreu um derrame na noite de Ano Novo de 1974 e teve que ser colocado em um lar para idosos. Faleceu em 1975, e o blues não foi o mesmo desde então. T-Bone Walker foi uma grande influência em muitos, senão em todos. Ele foi o primeiro a gravar blues elétrico, mas, além disso, ele era um cantor magistral e guitarrista que escreveu alguns clássicos do blues, e mudou o curso da música. E nunca haverá outro como ele.

t-bone walker - goin' to chicago



No início da década de 60, a carreira de T-Bone Walker começou a decrescer, apesar de sua apresentação no ‘American Folk Blues Festival’ em 1962 com Memphis Slim, entre outros. Portanto, ‘T-Bone Blues’ é o último disco realmente indispensável da carreira do guitarrista. Originalmente lançado pela ‘Atlantic Records’ em 1959 com 11 faixas gravadas entre 1955 e 1957, o relançamento em CD em 1994 adicionou quatro faixas bônus, incluindo ‘Why Not’, que Jimmy Rogers, mais tarde, registrou como ‘Walkin' by Myself’ e creditou a si mesmo, e uma interpretação comovente de 'How Long Blues’ do cantor, compositor e pianista Leroy Carr. O som é simplesmente magnífico, tão nítido que parece que T-Bone está sentado do nosso lado. E é apoiado por Junior Wells na gaita, Jimmy Rogers na guitarra, Ransom Knowling no baixo, o lendário arranjador e pianista Lloyd Glenn e pelos saxofonistas Mack Easton, Goon Gardner, Plas Johnson e Eddie Chamblee. E T-Bone está soberbo em todo álbum, basta ouvir os seus solos inspiradíssimos em ‘Blues For Marili’, ‘Mean Old World’, na clássica ‘T-Bone Blues’, e na versão definitiva para ‘Papa Ain’t Salty’. E é uma delícia ouvi-lo em ‘Play On, Little Girl’, gravação de 1955, acompanhado pelo gaitista Little Walter, e também em ‘T-Bone Blues Special’. Há também uma série de instrumentais surpreendentes. Duelos de T-Bone Walker com o seu sobrinho guitarrista R.S. Rankin e com o estimado guitarrista de jazz Barney Kessel na ‘Two Bones And A Pick’. Os destaques são muitos. Realmente, ‘T-Bone Blues’ é um álbum gratificante. Um complemento essencial para qualquer coleção de blues elétrico.

T-Bone Blues (1959)
T-Bone Blues (1959)

Tracklist
01. Papa Aint Salty 02. Why Not 03. T-Bone Shuffle 04. Play On Little Girl 05. T-Bone Blues Special 06. Mean Old World 07. T-Bone Blues 08. Call It Stormy Monday 09. Blues For Marili 10. Shufflin' The Blues 11. Evenin' 12. Two Bones And A Pick 13. You Don't Know What You're Doing 14. How Long Blues 15. Blues Rock

T-Bone Walker ajudou a definir a implantação da guitarra elétrica na era moderna de gravação, e é como um guitarrista de blues que, geralmente lembramos dele. Mas a sua voz suave, era tão elegante quanto o som de sua guitarra, como estas faixas mostram claramente. Os destaques deste álbum, cujo titulo já diz a que veio, são ‘Mean Old World’, a imortal ‘Call It Stormy Monday’ de 1947, ‘Blue Mood’, ‘Love Is Just a Gamble’ e ‘Railroad Station Blues’ de 1952. Na junção de blues, jazz e R&B, T-Bone Walker trouxe muito para todos esses gêneros, e com ‘Stormy Monday’, deu ao mundo um clássico.

Proper Introduction to T-Bone Walker: Everytime (2004)
Everytime (2004)
(Proper Introduction to T-Bone Walker)

Tracklist
01. Mean Old World 02. I'm Still in Love With You 03. Bobby Sox Blues 04. I'm Gonna Find My Baby 05. I Know Your Wig Is Gone 06. T-Bone Jumps Again 07. Call It Stormy Monday (But Tuesday Is Just as Bad) 08. Midnight Blues 09. Long Skirt Baby Blues 10. I'm Waiting for Your Call 11. Hypin' Woman Blues 12. Description Blues 13. T-Bone Shuffle 14. Go Back to the One You Love 15. You're My Best Poker Hand 16. West Side Baby 17. Glamour Girl 18. Blue Mood 19. Everytime 20. Party Girl 21. Love Is Just a Gamble 22. High Society 23. Got No Use for You 24. Railroad Station Blues 25. Bye, Bye Baby 26. Pony Tail

Três CDs com 75 faixas gravadas para a ‘Capitol Records’, gravadora norte-americana fundada em 1942 e para ‘Black & White Records’, gravadora de Los Angeles, Califórnia, ativa na gravação de blues e country durante os anos 40 e 50 com uma contribuição significativa para o R&B graças aos esforços do produtor Ralph Bass. Foi adquirida depois pela ‘Capitol Records’. Estas sessões, que incluem a versão original de sua mais famosa canção ‘Call It Stormy Monday’, podem ser consideradas demasiado extensas para alguns devido a abundância de takes alternativos que são colocadas logo após as versões oficiais, mas é uma perspectiva histórica, esta é talvez a fase mais importante da evolução de T-Bone Walker. Foi aqui onde aperfeiçoou seu estilo na guitarra elétrica, tornando-se uma importante influência sobre todos os guitarristas que vieram depois. Foi também aqui que ele atuou como um dos guitarristas-chave na transição do jazz e do blues para o R&B.

t-bone walker - the complete capitol (1995)
The Complete Capitol and Black & White Recordings (1995)
CD 1    CD 2    CD 3

Tracklist: CD 1
01. T-Bone Blues 02. I Got a Break Baby 03. Mean Old World 04. No Worry Blues [Alternate Take] 05. No Worry Blues 06. Don't Leave Me Baby [Alternate Take] 07. Don't Leave Me Baby 08. Bobby Sox Baby [Alternate Take] 09. Bobby Sox Baby 10. I'm Gonna Find My Baby 11. I'm In An Awful Mood 12. It's a Lowdown Dirty Deal 13. Don't Give Me the Runaround 14. Hard Pain Blues 15. I Know Your Wig Is Gone 16. T-Bone Jumps Again 17. Call It Stormy Monday [Alternate Take] 18. Call It Stormy Monday 19. She Had to Let Me Down [Alternate Take] 20. She Had to Let Me Down 21. She's My Old Time Used to Be 22. Dream Girl Blues [Alternate Take] 23. Dream Girl Blues 24. Midnight Blues [Alternate Take] 25. Midnight Blues

Tracklist: CD 2
01. Long Lost Lover Blues [Alternate Take] 02. Long Lost Lover Blues 03. Trifflin' Woman Blues [Alternate Take] 04. Trifflin' Woman Blues 05. Long Skirt Baby Blues [Alternate Take] 06. Long Skirt Baby Blues 07. Goodbye Blues 08. Too Much Trouble Blues [Alternate Take] 09. Too Much Trouble Blues 10. I'm Waiting for Your Call 11. Hypin' Woman Blues [Alternate Take] 12. Hypin' Woman Blues 13. So Blue Blues 14. On Your Way Blues 15. Natural Blues 16. That's Better for Me 17. First Love Blues [Alternate Take] 18. First Love Blues 19. Lonesome Woman Blues [Alternate #1] 20. Lonesome Woman Blues [Alternate #2] 21. Lonesome Woman Blues 22. Vacation Blues 23. Inspiration Blues [Alternate Take] 24. Inspiration Blues 25. Description Blues [Alternate Take]

Tracklist: CD 3
01. Description Blues 02. T-Bone Shuffle [Alternate Take] 03. T-Bone Shuffle 04. That Old Feeling Is Gone 05. Time Seems So Long 06. Prison Blues 07. Home Town Blues 08. Wise Man Blues [Alternate Take] 09. Wise Man Blues 10. Misfortune Blues [Alternate Take] 11. Misfortune Blues 12. I Wish You Were Mine [Alternate Take] 13. I Wish You Were Mine 14. I'm Gonna Move You Out and Get Somebody Else 15. She's the No Sleepin'est Woman [Alternate Take] 16. She's the No Sleepin'est Woman 17. Plain Old Down Home Blues 18. Born to Be No Good 19. Go Back to the One You Love [Alternate Take] 20. Go Back to the One You Love 21. I Want a Little Girl 22. I'm Still in Love With You 23. You're My Best Poker Hand [Alternate Take] 24. You're My Best Poker Hand 25. West Side Baby

Não tão seminal quanto ‘The Complete Capitol and Black & White Recordings’, ‘The Complete Imperial Recordings’ é uma coleção de 52 músicas excelentes gravadas para a ‘Imperial Records’ de Lewis Robert Chudd. É uma grande homenagem a T-Bone.

the complete imperial (1991)

The Complete Imperial Recordings 1950-1954 (1991)
CD 1    CD 2

Tracklist: CD 1
01. Glamour Girl" 02. Strollin' With Bone 03. The Sun Went Down 04. You Don't Love Me 05. Travelin' Blues 06. The Hustle Is On (78 rpm version) 07. Baby Broke My Heart (78 rpm version) 08. Evil Hearted Woman (alt. take) 09. I Walked Away 10. No Reason 11. Look Me In The Eye 12. Too Lazy (alt. take) 13. Alimony Blues 14. Life Is Too Short 15. You Don't Understand 16. Welcome Blues (Say Pretty Baby) 17. I Get So Weary 18. You Just Wanted To Use Me 19. Tell Me What's The Reason 20. I'm About To Lose My Mind 21. Cold, Cold Feeling 22. News For My Baby 23. Get These Blues Off Me 24. I Got The Blues Again 25. Through With Women 26. Street Walking Woman

Tracklist: CD 2
01. Blues Is A Woman 02. I Got The Blues 03. Here In The Dark 04. Blue Mood 05. Every Time 06. I Miss You Baby 07. Lollie Lou 08. Party Girl 09. Love Is Just A Gamble 10. High Society 11. Long Distance Blues 12. Got No Use For You 13. I'm Still In Love With You 14. Railroad Station Blues 15. Vida Lee 16. My Baby Is Now On My Mind 17. Doin' Time 18. Bye Bye Baby 19. When The Sun Goes Down 20. Pony Tail 21. Wanderin' Heart 22. I'll Always Be In Love With You 23. I'll Understand 24. Hard Way 25. Teen Age Baby 26. Strugglin' Blues

Grande parte de sua gravação foi feita entre 1946 e 1954, incluindo a sua canção mais conhecida, ‘Call It Stormy Monday’. Ele foi uma grande influência no blues urbano e para muitos guitarristas de blues-rock, como BB King, Jimi Hendrix, Eric Clapton, Albert King e Stevie Ray Vaughan. Sua guitarra, vocal e seleção de músicas de estilo puro vivem até hoje, em quase todos os guitarristas de blues. Ele é o mestre. ‘The Complete Recordings 1940-1954’ traz o incrível legado de T-Bone. Apenas 7500 cópias foram lançadas.

t-bone walker - the complete recordings 1940-1954
The Complete Recordings 1940-1954 (1990)
CD 1    CD 2    CD 3    CD 4    CD 5    CD 6

Tracklist: CD 1
01. T-Bone Blues 02. I Got a Break Baby 03. Mean Old World 04. Low Down Dirty Shame Blues 05. Sail On Boogie 06. I'm Still in Love with You 07. You Don't Love Me Blues 08. T-Bone Boogie 09. Mean Old World Blues 10. Evening 11. My Baby Left Me 12. Come Back to Me Baby 13. I Can't Stand Being without You 14. She Is Going to Ruin Me 15. No Worry Blues (alt) 16. No Worry Blues 17. Don't Leave Me Baby (alt) 18. Don't Leave Me Baby 19. Bobby Sox Blues (alt) 20. Bobby Sox Blues 21. I'm Gonna Find My Baby 22. I'm in an Awful Mood 23. It's a Low Down Dirty Deal 24. Don't Give Me the Runaround

Tracklist: CD 2
01. Hard Pain Blues 02. I Know Your Wig Is Gone 03. T-Bone Jumps Again 04. Call It Stormy Monday (alt) 05. Call It Stormy Monday 06. She Had to Let Me Down (alt) 07. She Had to Let Me Down 08. She's My Old Time Used to Be 09. Dream Girl Blues (alt) 10. Dream Girl Blues 11. Midnight Blues (alt) 12. Midnight Blues 13. Long Lost Lover Blues (alt) 14. Long Lost Lover Blues 15. Triflin' Woman Blues (alt) 16. Triflin' Woman Blues 17. Long Skirt Baby Blues (alt) 18. Long Skirt Baby Blues 19. Goodbye Blues 20. Too Much Trouble Blues (alt) 21. Too Much Trouble Blues 22. I'm Waiting for Your Call 23. Hypin' Woman Blues (alt) 24. Hypin' Woman Blues

Tracklist: CD 3
01. So Blue Blues 02. On Your Way Blues 03. The Natural Blues 04. That's Better for Me 05. First Love Blues (alt) 06. First Love Blues 07. Lonesome Woman Blues (alt 1) 08. Lonesome Woman Blues (alt 2) 09. Lonesome Woman Blues 10. Vacation Blues 11. Inspiration Blues (alt) 12. Inspiration Blues 13. Description Blues (alt) 14. Description Blues 15. T-Bone Shuffle (alt) 16. T-Bone Shuffle 17. That Old Feeling Is Gone 18. The Time Seems So Long 19. Prison Blues 20. Home Town Blues 21. Wise Man Blues (alt) 22. Wise Man Blues 23. Misfortune Blues (alt) 24. Misfortune Blues

Tracklist: CD 4
01. I Wish You Were Mine (alt) 02. I Wish You Were Mine 03. I'm Gonna Move You Out and Get Somebody Else 04. She's the No Sleepin'est Woman (alt) 05. She's the No Sleepin'est Woman 06. Plain Old Down Home Blues 07. Born to Be No Good 08. Go Back to the One You Love (alt) 09. Go Back to the One You Love 10. I Want a Little Girl 11. I'm Still in Love with You 12. You're My Best Poker Hand (alt) 13. You're My Best Poker Hand 14. West Side Baby 15. Glamour Girl 16. Strollin' with Bone 17. The Sun Went Down 18. You Don't Love Me 19. Travelin' Blues 20. The Hustle Is On (78 take) 21. The Hustle Is On (LP take) 22. Baby Broke My Heart (78 take) 23. Baby Broke My Heart (LP take) 24. Evil Hearted Woman

Tracklist: CD 5
01. Evil Hearted Woman (alt) 02. I Walked Away 03. No Reason (alt) 04. No Reason 05. Look Me in the Eye (LP take) 06. Look Me in the Eye (78 take) 07. Too Lazy (78 take) 08. Too Lazy (LP take) 09. Alimony Blues 10. Life Is Too Short 11. You Don't Understand 12. Welcome Blues 13. I Get So Weary 14. You Just Wanted to Use Me 15. Tell Me What's the Reason 16. I'm About to Lose My Mind 17. Cold, Cold Feeling 18. News for My Baby 19. Get These Blues Off Me 20. I Got the Blues Again 21. Through with Women 22. Street Walking Woman 23. Blues Is a Woman 24. I Got the Blues

Tracklist: CD 6
01. Here in the Dark 02. Blue Mood 03. Everytime 04. I Miss You Baby 05. Lollie Lou 06. Party Girl 07. Love Is a Gamble 08. High Society 09. Long Distance Blues 10. Got No Use for You 11. I'm Still in Love with You 12. Railroad Station Blues 13. Vida Lee 14. My Baby Is Now on My Mind 15. Doin' Time 16. Bye, Bye, Baby 17. When the Sun Goes Down 18. Pony Tail 19. Wanderin' Heart 20. I'll Always Be in Love with You 21. I'll Understand 22. Hard Way 23. Teen Age Baby 24. Strugglin' Blues

Quem pensa que o som do blues moderno foi criado por Mike Bloomfield e Paul Butterfield em 1965 ou por John Mayall e Eric Clapton no álbum ‘Blues Breakers with Eric Clapton’ de 1966 é porque nunca ouviu T-Bone Walker, o real criador. ‘The Original Source’ é simplesmente impressionante. A ‘The Penguin Guide to Blues Recordings’, um guia informativo e esclarecedor que investiga a obra gravada de artistas proeminentes do blues do passado, avaliou essa coleção com 4 estrelas, o que significa que o álbum é excepcional em todos os aspectos. Uma excelente panorâmica sobre a carreira de T-Bone Walker. Começando pelo início, em 1929, este conjunto percorre todo o caminho através dos anos 40, onde ele desenvolveu seu estilo com o blues elétrico, até 1951 dos rótulos 'Columbia' para 'Capitol' e 'Black & White Recordings'. Este conjunto de 90 faixas pinta o retrato mais complexo de sua assinatura sonora, de como ele a desenvolveu para se tornar um dos modelos para todos os guitarristas do blues elétrico depois dele.

T-Bone Walker - The Original Source (2002)
The Original Source (2002)
CD 1    CD 2    CD 3    CD 4

CD 1: T-Bone Blues
01. Trinity River Blues 02. Wichita Falls Blues 03. T-Bone Blues (Les Hite and His Orchestra) 04. I Got a Break, Baby 05. Mean Old World 06. Sail on Boogie 07. Im Still in Love with You 08. You Dont Love Me Blues 09. T-Bone Boogie 10. Mean Old World Blues 11. Evening 12. My Baby Left Me 13. Come Back to Me Baby Blues 14. She Is Going to Ruin Me 15. No Worry Blues 16. Dont Leave Me Baby 17. Bobby Sox Blues 18. Im Gonna Find My Baby 19. Im in an Awful Mood 20. Its a Low Down Dirty Deal 21. Dont Give Me the Runaround 22. Hard Pain Blues

CD 2: T-Bone Jumps Again
01. I Know Your Wig Is Gone 02. T-Bone Jumps Again 03. Call It Stormy Monday (But Tuesday Is Just as Bad) 04. She Had to Let Me Down 05. Shes My Old Time Used to Be 06. Dream Girl Blues 07. Midnight Blues 08. Long Lost Lover Blues 09. Triflin Woman Blues 10. Long Skirt Baby Blues 11. Goodbye Blues 12. Too Much Trouble Blues 13. Im Waiting for Your Call 14. Hypin Woman Blues 15. So Blue Blues 16. On Your Way Blues 17. Natural Blues 18. Thats Better for Me 19. First Love Blues 20. Lonesome Woman Blues 21. Vacation Blues 22. Inspiration Blues 23. Description Blues

CD 3: T-Bone Shuffle
01. T-Bone Shuffle 02. That Old Feeling Is Gone 03. Time Seems So Long 04. Prison Blues 05. Home Town Blues 06. Wise Man Blues 07. Misfortune Blues 08. I Wish You Were Mine 09. Im Gonna Move You Out and Get Somebody Else 10. Shes the No-Sleepin Est Woman 11. Plain Old Down Home Blues 12. Born to Be No Good 13. Go Back to the One You Love 14. I Want a Little Girl 15. Im Still in Love with You 16. Youre My Best Poker Hand 17. West Side Baby 18. Glamour Girl 19. Strollin with Bones 20. Sun Went Down 21. You Dont Love Me 22. Travelin Blues 23. Hustle Is On

CD 4: Evil Hearted Woman
01. Baby, You Broke My Heart 02. Evil Hearted Woman 03. I Walked Away 04. No Reason 05. Look Me in the Eye 06. Too Lazy 07. Alimony Blues 08. Life Is Too Short 09. You Dont Understand 10. Welcome Blues 11. I Get So Weary 12. You Just Wanted to Use Me 13. Tell Me Whats the Reason 14. Im About to Lose My Mind 15. Cold Cold Feeling 16. News for You Baby 17. Get These Blues Off Me 18. I Got the Blues Again 19. Through with Women 20. Street Walkin Woman 21. Blues Is a Woman 22. I Got the Blues

tags:
publicado por mara* às 05:31 | link do post | comentar