ABC of the blues 11: lowell fulson & the four blazes

posts relacionados
ABC of the blues

lowell fulsonLowell Fulson (1921 - 1999) foi uma grande voz do blues, além de guitarrista e compositor. Depois de T-Bone Walker, Lowell Fulson foi a figura mais importante do West Coast blues na década de 40 e 50. Segundo algumas fontes, Fulson nasceu na reserva dos Choctaw em Oklahoma. Ele era também de ascendência Cherokee por parte de pai. Começou a carreira cedo, e como a maioria, tocando gospel e country. Com apenas 17 anos se juntou a banda de Dan Wright, e no ano seguinte tocou com o grande cantor texano Alger ‘Texas’ Alexander. Depois se mudou para Califórnia, formando uma banda que logo incluiu um jovem Ray Charles e o safonista tenor Stanley Turrentine. Convocado pela marinha, ao voltar em 1945, Fulson fixou residência na Costa Oeste dos EUA e com isso se tornaria um dos maiores nomes do West Coast Blues daquela época. Um ano após esse regresso, já assinava contrato para gravar suas composições. Sua primeria gravação com guitarra elétrica ocorreu em 1947 com a música ‘Trouble Blues’. Os primeiros hits vieram apenas em 1950, com as gravações ‘Blues Shadows’ e ‘Everyday I Have the Blues’ composta por Memphis Slim. As suas gravações mais memoráveis e influentes, além desses dois hits, foram: ‘Three O'Clock Blues’; ‘Reconsider Baby’ gravada em 1960 por Elvis Presley e em 1994 por Eric Clapton; e ‘Tramp’ posteriormente gravada por Otis Redding com Carla Thomas e também pela banda texana de blues-rock ‘ZZ Top’. O ano seguinte ficaria marcado por uma extensa e exaustiva turnê com uma banda que incluia nada mais nada menos que Ray Charles. Em meados da década de 50 realizou grandes gravações capitaneadas normalmente por Willie Dixon. Em 1970, Lowell Fulson embarcou na onda psicodélica e registrou o álbum ‘In a Heavy Bag’. Depois de um grande hiato em relação a novos lançamentos, produziu ‘Lovemaker’, lançado em 1978. Continuou gravando e excursionando durante as décadas de 80 e 90. Lowell Fulson, morreu em 1999, prestes a completar 78 anos, afetado por doenças como insuficiência renal, diabetes e problemas cardíacos.

the four blazes‘The Four Blazes’, nascido na vida noturna de Chicago nos finais dos anos de depressão, o grupo vocal e instrumental trouxe vitalidade e carisma para os primeiros anos de rhythm & blues. Em 1937, o baterista Paul Lindsley ‘Jelly’ Holt e o guitarrista James Bennett tocavam nas esquinas de Chicago com um quinteto chamado ‘Five Rhythm Rocketeers’, quando um dos transeuntes a admirá-los, o empresário Joe Glaser, que acabara de abrir seu novo ‘Grand Terrace Ballroom’, os convidou para um compromisso a longo prazo. O grupo se revesava nas apresentações com Earl Hines, bandleader e um dos mais importantes pianistas da história do jazz; com a cantora de jazz Valaida Snow; e com o compositor Shelton Brooks. Quando Joe Glaser montou uma turnê para Earl Hines os ‘Five Rhythm Rocketeers’ foram junto. Após o regresso em 1938, o grupo decidiu se separar. Jelly Holt continou na vida noturna de Chicago, tocando com pequenos combos e associado com a nata da cultura musical. Como resultado, em 1940, o ‘Four Blazes’ nasceu. Os outros membros originais eram Jimmy Bennett e William ‘Shorty’ Hill na guitarra e bandolim, e Prentice Butler no baixo. Jimmy Bennett foi mais tarde substituído pelo guitarrista Floyd McDaniel (1915-1995), e o grupo também acrescentou o pianista Ernie Harper (1920-1984), irmão do pianista Walt Harper de Pittsburgh. Como ‘The Five Blazes’, eles assinaram com a ‘Aristocrat Records’ em 1947, e mais tarde com a ‘Chess Records’. O grupo de Chicago se tornou novamente ‘The Four Blazes’ quando Ernie Harper saiu em 1948 para uma carreira solo. Em 1951, o baixista Prentice Butler morreu e foi substituído pelo vocalista e baixista Tommy Braden. O grupo gravou uma série de singles pela ‘United Records’ a partir de 1952, vários deles com o saxofonista Eddie Chamblee. O primeiro lançamento, ‘Mary Jo’, foi o hit número um nas paradas de R&B, ‘Please Send Her Back To Me’ e ‘Perfect Woman’ também entraram para as paradas. Em 1954, Tommy Braden deixou a banda por um tempo, buscando uma carreira solo, e morreu em 1957. Embora Braden tenha retornado por um tempo, e o saxofonista Red Holloway assumisse o lugar de Eddie Chamblee, as chamas do sucesso se desfizeram para sempre depois de uma última sessão de gravação em 1955. Jelly Holt começou um novo grupo vocal e instrumental chamado ‘Four Whims’ antes de se aposentar no início dos anos 60, e o guitarrista Floyd McDaniel tocou no grupo ‘Ink Spots’ antes de lançar uma carreira solo até o final da vida. Com base firme em Chicago da década de 30 e no desenvolvimento do R & B na década de 40, o grupo fez uma contribuição indispensável para a música norte-americana.


Tracklist
01. Lowell Fulson - I Wanna Make Love to You
02. Lowell Fulson - Rock'em Dead
03. Lowell Fulson - You Better Rock This Morning
04. Lowell Fulson - Rollin' Blues
05. Lowell Fulson - Someday Baby
06. Lowell Fulson - It Took a Long Time
07. Lowell Fulson - That's Alright
08. Lowell Fulson - It's a Long Time
09. Lowell Fulson - Loving You
10. Lowell Fulson - Lonely Hours
11. The Four Blazes - Stop Boogie Woogie
12. The Four Blazes - Snag the Britches
13. The Four Blazes - Raggedy Ride
14. The Four Blazes - Perfect Woman
15. The Four Blazes - Night Train
16. The Four Blazes - Never Start Living
17. The Four Blazes - Women, Women
18. The Four Blazes - Drunken Blues
19. The Four Blazes - My Hat's on the Side of My Head
20. The Four Blazes - Mary Jo



lowell fulson - that's alright


ABC of the blues volume 11
volume 11



publicado por mara* às 09:35 | link do post | comentar