ABC of the blues 35: charlie patton & snooky pryor

posts relacionados
ABC of the blues

charlie pattonCharlie Patton (1891-1934) mais conhecido como Charley Patton é considerado o músico mais importante que os Estados Unidos já produziram no século XX e considerado por muitos como o ‘pai do delta blues’ e por isso uma das figuras mais antigas da música popular dos Estados Unidos. Patton nasceu em Hinds County, Mississipi, mas viveu grande parte de sua vida em Sunflower County, no Delta do Mississipi. Em 1900, entretanto, sua família viajou para a legendária Dockery Plantation, uma fazenda perto de Ruleville, Mississipi. Foi lá que John Lee Hooker e Howlin’ Wolf aprenderam com Patton. Lá também Robert Johnson tocou sua primeira guitarra. Na Dockery, Charlie ficou sob a tutela de Henry Sloan, que tinha um novo e incomum estilo de tocar música o qual hoje seria considerado o blues primitivo. Charlie aprendeu com Sloan, e por volta dos 19 anos ele era um talentoso artista e compositor, tendo escrito ‘Pony Blues’, música que iria ser um ícone de uma era. Ele era extremamente popular no sul dos Estados Unidos, e em contraste dos músicos itinerantes da sua época foi convidado para tocar em plantações e tavernas. Muito antes de Jimi Hendrix impressionar sua platéia com seu modo de tocar guitarra, Patton ganhou notoriedade por ser um showman, frequentemente tocando de joelhos, com a guitarra atrás da cabeça e nas costas. Apesar de ser um homem de pequena estatura, sua voz, carregada de bebida e cigarros, era potente e influenciou um de seus alunos, Howlin’ Wolf. Embora fosse considerado afro-americano, houve rumores de que ele era mexicano, ou possivelmente de sangue cherokee, uma teoria apoiada por Howlin’ Wolf. Na realidade, Patton era uma mistura de brancos, negros e cherokee, por parte de uma de suas avós. Patton se estabeleceu em Holly Ridge, Mississipi com sua esposa e sua parceira de gravações Bertha Lee em 1933 e morreu do coração em 1934. Sua morte não foi relatada nos jornais. Uma lápide foi posta sobre o túmulo em 1990 e foi paga pelo músico John Fogerty. Leia +...

snooky pryorSnooky Pryor (1921-2006) foi gaitista e um dos pioneiros do blues de Chicago do pós-guerra. Nascido em Lambert, Mississippi, James Pryor Edwart aprendeu, contra a vontade de seu pai, a gaita aos 14 anos ouvindo os discos de Sonny Boy Williamson com quem tocou nos fins de semana durante a Segunda Guerra Mundial, e também com o guitarrista Homesick James na Maxwell Street, uma das ruas mais antigas de Chicago. Na década de 30 e 40, quando muitos músicos negros vieram do Sul segregado para Chicago trouxeram com eles a música ao ar livre e começaram a tocar em Maxwell Street, o lugar onde poderiam ser ouvidos pelo maior número de pessoas. E perceberam que precisavam de um padrão mais alto de guitarra e amplificadores a fim de serem ouvidos. Durante várias décadas, o uso destes novos instrumentos, e a interação entre os músicos da cidade já estabelecidos e os recém-chegados do Sul, produziu um novo gênero musical, o eletrificado blues urbano, mais tarde, cunhado de Chicago Blues. A carreira de Snooky Pryor começou realmente em 1945 e gravou seus primeiros sucessos em 1948: ‘Telephone Blues’, que é considerada um clássico do pós-guerra, e ‘Boogie Snooky & Moody’, que é de importância histórica considerável, com o guitarrista Moody Jones, e ‘Blues Stockyard’ e ‘Keep What You Got’ com o cantor e guitarrista Jones Floyd, mas o sucesso comercial nunca se materializou. Snooky Pryor sempre alegou que foi pioneiro no método agora comum de tocar gaita amplificada juntamente com um pequeno microfone nas mãos. Armado com um amplificador primitivo, no final de 1945, ele deslumbrou as pessoas na Maxwell Street com a sua gaita maciçamente amplificada. Durante os 50 anos ele gravou em vários rótulos. Um homem de princípios, que decepcionado com o show business se aposentou na década de 60 e 70, em Illinois. Por um longo tempo, o paradeiro de Snooky Pryor ficou desconhecido. Na década de 80 em turnês européias encontrou o sucesso. E o álbum ‘Blind Pig’ de 1987, produzido pelo guitarrista Steve Freund, anunciou ao mundo que o veterano harpista estava vivo e bem, e a gaita ainda afiada. Pryor se apresentou até a sua morte em 2006.


Tracklist
01. Charley Patton - High Water Everywhere Pt. 1
02. Charley Patton - Hang It on the Wall
03. Charley Patton - Prayer of Death Pt. 1
04. Charley Patton - Sic em Dogs On
05. Charley Patton - Watch and Pray
06. Charley Patton - Snatch and Grab It
07. Charley Patton - M and O Blues
08. Charley Patton - Dark Road Blues
09. Charley Patton - Country Farm Blues
10. Charley Patton - Forty Four
11. Snooky Pryor - Snooky and Moody's Boogie
12. Snooky Pryor - Telephone Blues
13. Snooky Pryor - Boogy Fool
14. Snooky Pryor - Stop the Train, Conductor
15. Snooky Pryor - Walking Boogie
16. Snooky Pryor - Uncle Sam, Don't Take My Man
17. Snooky Pryor - Rough Treatment
18. Snooky Pryor - Stockyard Blues
19. Snooky Pryor - Keep What You Got
20. Snooky Pryor - Let Me Ride Your Mule



snooky pryor - telephone blues

ABC of the blues volume 35
parte I    parte II



publicado por mara* às 08:27 | link do post | comentar